5 razões para assistir a nova temporada de Cosmos, que já impactou mais de 400 milhões de pessoas

Divulgação NAT GEO
Lançada em setembro de 1980, a série Cosmos teve o importante papel de apresentar a complexa estrutura do universo por meio de uma linguagem acessível para o grande público. Criada pelo cientista e astrônomo Carl Sagan, a produção foi considerada um marco divisor na programação científica na televisão e estima-se que foi assistida por quase meio bilhão de pessoas ao redor do mundo.

Três décadas depois, a série voltou a ser exibida em 2014 e agora, em 2020, ganha uma nova temporada. Intitulada Cosmos: Mundos Possíveis, os novos episódios serão exibidos no National Geographic e apresentados pelo cientista Neil DeGrasse Tyson - um seguidor de Sagan. A estreia está marcada para sábado, dia 06 de junho, às 22:30, no canal. Para saber mais da série, acesse: https://www.nationalgeographicbrasil.com/video/tv/cosmos

Confira abaixo alguns diferenciais desta superprodução, que provam que Cosmos: Mundos Possíveis não é só mais uma série de ciência:

1 - Efeitos especiais

Munida de recursos visuais abrangentes, Cosmos: Mundos Possíveis promete transportar o público para os mais variados e inóspitos ambientes. Do Big Bang a viagens no tempo, a série revela também heróis ignorados que sacrificaram tudo por uma revelação científica. Além disso, vai transportar o espectador para um lugar oculto onde a vida na Terra poderia ter começado, para mundos perdidos de nossos ancestrais e possíveis mundos de nossos descendentes, como Nova York daqui vinte anos.

2 - Conteúdo didático

Um dos grandes destaques da saga é o roteiro didático e de fácil compreensão, mas sem subestimar quem assiste. Com animação dinâmica e narrativa atraente, a série aborda diversos temas como composições químicas, cálculos matemáticos e teorias da astrofísica, tudo isso à bordo da famosa Nave da Imaginação. Assim como nas duas primeiras temporadas, o roteiro é de Ann Druyan, viúva de Carl Sagan que, desde 1980, colaborou com os projetos do cientista.

3 - Despertar da curiosidade

Cosmos inspira o espectador a ter um olhar mais científico sobre a vida. Além de conscientizar sobre o pequeno espaço que ele ocupa, mostra que a existência humana tem importância apenas para nós, já que o universo não para de evoluir. Além disso, a série incentiva o questionamento de tudo ao nosso redor e a busca por mais conhecimento.

4 - Reconhecimento

Lançada em 2014, Cosmos: Uma Odisseia Espacial, foi um sucesso na televisão e bastante reconhecida por isso. Na época do lançamento, a série concorreu há 12 Emmys e ganhou quatro prêmios: Melhor Roteiro em Programa de Não Ficção, Melhor Tema de Abertura, Melhor Trilha Sonora de série, e Melhor Edição de Som em programa de não-ficção.

5 – Inspiração

O programa que estreou em 1980 já foi assistido por mais de 400 milhões de pessoas. Além disso, Cosmos inspirou milhares de jovens a serem cientistas ou investir em careiras na área de astronomia e física. Os fãs se reconhecem na figura de Sagan e o tem como modelo a ser seguido, já que ele era apenas um jovem curioso sobre o universo e se tornou um dos cientistas mais famosos da sua época. A relação de apego e proximidade com a série foi o que tornou possível a volta do programa com Ann Druyan e seguidores leais de Segan, como Neil DeGrasse Tyson e Seth MacFarlane.

Anderson Ramos

O Universo da TV é o site perfeito para quem quer ficar por dentro das últimas novidades da TV. Aqui, você encontra notícias sobre TV paga, programação de TV, plataformas de streaming e muito mais. É o único site que oferece uma cobertura completa da TV, para que você nunca perca nada. facebook instagram twitter youtube

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato