Home Top Ad

Globo exibe 'Pantera Negra' na 'Tela Quente' da próxima segunda-feira

Share:

Reprodução
Os fãs pediram e a TV Globo atendeu. Nesta segunda-feira, dia 31, teremos ''Wakanda Forever'' no 'Tela Quente'! A exibição do sucesso da Marvel Studios 'Pantera Negra' é uma forma de homenagear o astro Chadwick Boseman, que faleceu na última sexta-feira, 28, após uma batalha de quatro anos contra um câncer no cólon. Lançado em 2018, o longa de Ryan Coogler ainda é inédito na TV aberta no Brasil.

Antes da exibição do filme, o apresentador Manoel Soares, que compõe o time do 'É de Casa', fala sobre a importância histórica de um filme de super-herói ter sido protagonizado por um ator negro. "Eu esperei quase 40 anos para ter um super-herói parecido comigo e a pessoa que personificou esse sonho não está mais entre nós. Chadwik Boseman representou essa geração que ansiava por isso e se espelhou nessa conquista. Nesse momento em que o povo negro luta muito por representatividade, é lindo a TV Globo fazer essa homenagem para um homem e um filme que transformaram o imaginário social. Hoje, quando se pensa em África não se pensa só em pobreza e morte, mas também em Wakanda", acredita o apresentador de 40 anos, que gravou a chamada para o filme de sua casa, com direito a cartaz e bonecos do personagem de seu acervo pessoal no cenário. "Me fantasio de Pantera Negra para os meus filhos. Tenho paixão pelo personagem e também por isso é um orgulho imenso interagir com o filme através dessa homenagem", completa Manoel.     

A história de 'Pantera Negra' é baseada no personagem de mesmo nome da Marvel Comics. Na trama, após a morte do rei T'Chaka (John Kani), o príncipe T'Challa (Chadwick Boseman) retorna a Wakanda para a cerimônia de coroação. Nela são reunidas as cinco tribos que compõem o reino, sendo que uma delas, os Jabari, não apoia o atual governo. T'Challa logo recebe o apoio de Okoye (Danai Gurira), a chefe da guarda de Wakanda, da irmã Shuri (Letitia Wright), que coordena a área tecnológica do reino, e também de Nakia (Lupita Nyong'o), a grande paixão do atual Pantera Negra, que não quer se tornar rainha. Juntos, eles estão à procura de Ulysses Klaue (Andy Serkis), que roubou de Wakanda um punhado de vibranium, alguns anos atrás.   

Décimo oitavo filme do universo cinematográfico Marvel e primeiro título solo do personagem, 'Pantera Negra' foi aclamado pela crítica especializada, com destaque para as performances do elenco, figurino, sequências de ação, trilha sonora, roteiro e direção. Os críticos e o público o consideram como um dos melhores filmes de super-herói de todos os tempos, principalmente, pelo significado cultural de um afro-americano liderar uma produção da Marvel Studios, além de um elenco composto majoritariamente por atores negros. Grande sucesso de bilheteria, foi o quinto título Marvel a ultrapassar a marca de um bilhão de dólares em arrecadação mundial.

O filme recebeu diversos prêmios, com total de sete indicações no Oscar 2019, com vitórias para Melhor Figurino, Melhor Trilha Sonora Original e Melhor Direção de Arte. 'Pantera Negra' foi o primeiro filme de super-herói a receber uma indicação de Melhor Filme e o primeiro título Marvel a ganhar um Oscar. O filme também recebeu três indicações no Globo de Ouro 2019, obteve duas vitórias no Screen Actors Guild 2019 e doze indicações no 24º Critics' Choice Movie Awards, vencendo três prêmios.

'Tela Quente' é exibido após 'Fina Estampa'.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.