Home Top Ad

Nova série do HISTORY revela segredos sobre a participação da América Latina na Segunda Guerra Mundial

Share:

Divulgação History
Na semana em que é celebrado o 75º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial, o History estreia a produção original Segredos de Guerra (Secretos de Guerra) no dia 4 de setembro, série documental que apresenta os acontecimentos mais importantes e fatos desconhecidos sobre a participação do Brasil, México, Argentina, Chile, Peru, Cuba e demais países da América Latina no conflito bélico. As histórias apresentadas são divididas em quatro eixos temáticos: espionagem, diplomacia, economia e atuação na frente de batalha.

Em quatro episódios, a nova minissérie do History combina agilidade narrativa com rigor histórico e reconta os diferentes momentos da guerra, entre os anos 1938 e 1945, além dos períodos pré e pós-guerra, e seu impacto na região. Da importância da Força Expedicionária Brasileira (FEB), passando pelo esquadrão de aviação mexicano, os Águias Astecas, até a rede de espionagem nazista na Argentina.

Cada episódio de Segredos de Guerra traz material histórico de época, imagens de arquivo, recriações ficcionais e depoimentos de historiadores, pesquisadores, analistas políticos, jornalistas e ex-combatentes, reforçados pelo historiador mexicano Alejandro Rosas, que ajudará a entender melhor o envolvimento dos países latino-americanos no confronto bélico mais importante do século XX. O ator mexicano Juan Pablo Medina (A Casa das Flores) é o narrador da produção.

Alguns segredos de guerra incluem a espiã alemã que flertou com Cantinflas, no México; os mapas falsos encontrados na Argentina em plena Guerra Fria; experimentos genéticos nazistas no Brasil, realizados por Joseph Mengele; a invasão de japoneses ao Peru depois do ataque a Pearl Harbor; a venda do petróleo mexicano ao Terceiro Reich; a filmagem de uma propaganda pelo cineasta Orson Welles no Brasil; e a política de boa vizinhança de Walt Disney, então embaixador diplomático dos Estados Unidos.

A docussérie também aborda a história dos pilotos nazistas da Luftwaffe que secretamente imigraram para a Colômbia e fundaram a companhia aérea Scadta (que mais tarde se tornaria a Avianca), o conflito naval entre britânicos e alemães, que ficou conhecido como a Batalha do Rio da Prata, as conspirações sobre a morte de Carlos Gardel, entre outros segredos.

HISTORY 20 anos

Este ano, o History celebra seu 20º aniversário na América Latina e seu 25º nos Estados Unidos. A estreia de Segredos de Guerra faz parte das comemorações. Com um conteúdo relevante, o canal chega a milhões de pessoas em todo o mundo, oferecendo à sua audiência uma programação histórica e de entretenimento perspicaz, com séries e especiais premiados.

Sinopses dos episódios:

4/9, sexta-feira, 21h30 - As veias abertas – Além da economia e dos negócios, a propaganda de guerra se impõe nas turnês protagonizadas por figuras da indústria cultural pela América Latina, promovendo o ideário antifascista e o suporte estratégico à luta na linha de frente. Walt Disney, Orson Welles e outros "embaixadores culturais" percorrem países como México, Brasil, Argentina e Chile, recolhendo adesões para mostrar uma sólida frente comum, ao passo que as cidades ensaiam simulações de bombardeio.

11/9, sexta-feira, 21h30 – O eixo latino da Segunda Guerra - Com a entrada dos EUA na contenda mundial, em dezembro de 1941, a América abandona a neutralidade. Um por um, os países latinos começam a participar da disputa no plano comercial, pois o grupo Aliado (EUA, Inglaterra e França) e as potências do Eixo (Alemanha, Japão e Itália) requerem seus recursos naturais (petróleo e minerais) para abastecer a maquinaria militar. A guerra deixa de ser só um tema de conversas e se transforma em parte da vida cotidiana da população.

18/9, sexta-feira, 21h30 – Luz na escuridão - A contraespionagem cresce em cada uma das capitais latino-americanas. Agentes e espiões cruzam fronteiras e plantam intrigas nos gabinetes presidenciais. As redes clandestinas expandem as suas conexões com a sociedade civil e as indústrias. Em teatros, salões e praças, a população latina toma partido realizando doações e festivais, além de oferecer soldados, médicos, enfermeiros e técnicos aos exércitos que enfrentam batalhas nas diferentes linhas de frente da Europa e do Pacífico.

25/9, sexta-feira, 21h30 – Revelando o passado - Os casos de refugiados e prisioneiros expõem a perseguição a grupos étnicos e sociais (judeus, eslavos, apoiadores do regime nazista ou simples estrangeiros residentes na América Latina), como o pior efeito colateral da guerra. O cenário se inverte assim que as potências do eixo se rendem: os aliados iniciam o recrutamento dos vencidos para a sua nova Guerra Fria, e começa a fuga e a perseguição de criminosos nazistas na América do Sul, histórias que ainda ressoam no imaginário latino. Classificação indicativa: 14 anos


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.