Home Top Ad

Curta! exibe especial sobre Lygia Clark

Share:

Divulgação

Em 2019, o studio OM.art organizou a exposição "Respire Comigo − Lygia Clark", que abriu o calendário de comemorações do centenário da artista, comemorado no dia 23 de outubro de 2020. A mostra apresentou ao público o pensamento da precursora do movimento neoconcreto por meio de seus escritos, diários e objetos. Também foi realizado o monólogo"Lygia.", com interpretação de Carolyna Aguiar e dramaturgia de Maria Clara Mattos, com base nos diários de Lygia Clark. A direção conjunta foi de Bel Kutner, e todas as sessões tiveram ingressos esgotados. 

Em parceria com a Associação Cultural Lygia Clark, o studio OM.art produziu o documentário 'Respire Comigo - Lygia Clark', de 32 minutos, com relatos de todos os envolvidos no projeto e imagens retratando todo o processo criativo da exposição, e também produziu um filme do monólogo "Lygia.", de 74 minutos, com participação especial da bisneta da artista, Joana Clark. As duas atrações serão exibidas com exclusividade no canal Curta! neste domingo, dia 29, a partir das 18h30.

Domingo - dia 29

18h30 - "Respire Comigo – Lygia Clark"

“Respire Comigo – Lygia Clark" apresenta imagens históricas da artista e relatos de todos os envolvidos na exposição homônima, que abriu o calendário de comemorações do centenário da artista ao redor do mundo. A exposição proporcionou a reflexão, através de seus escritos, diários e objetos relacionais. Tudo levou o espectador a compreender o que motivou Lygia Clark a tirar seus trabalhos da parede e pensá-los em direção ao corpo do outro. 

19h10 - "Lygia."

Lygia Clark sempre buscou a interação entre o artista e o público. Da "Quebra da moldura" à "saída da parede" e à "Estruturação do Self", o que esta mulher à frente do seu tempo propôs foi a comunhão entre a arte e a vida. O monólogo "Lygia." é um convite ao vasto mundo interior dessa artista. Seus sonhos, suas dores, suas alegrias. Lygia foi experimentação estética do começo ao fim. No monólogo, os pensamentos da precursora do movimento neoconcreto ganham voz em uma produção que mistura as palavras da artista aos seus objetos relacionais, com interpretação de Carolyna Aguiar e dramaturgia de Maria Clara Mattos, a partir dos diários da própria Lygia Clark e direção conjunta com Bel Kutner.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.