Home Top Ad

Ciência é Tudo faz retrospectiva da cobertura científica em 2020

Share:

Divulgação

A partir desta semana, o Ciência é Tudo inicia uma série de quatro edições especiais com uma retrospectiva dos temas da cobertura científica discutidos pela revista eletrônica da TV Brasil em 2020. O primeiro programa que traça esse panorama vai ao ar no sábado (19), às 8h30.

A história da ciência no país e as perspectivas para o futuro, com o lançamento da nave Space X, ocorrido no mês de maio, são tratados na primeira produção. Apresentada pela jornalista Lilian Reis, essa sequência temática pode ser conferida no aplicativo TV Brasil Play, no site da emissora pública e no YouTube do canal.

O Ciência é Tudo recorda a trajetória do físico brasileiro Cesare Lattes (1924-2005) e seu papel na descoberta do píon e nos estudos sobre raios cósmicos. O programa destaca sua importante influência na criação da infraestrutura de ciência no país.

A produção ainda celebra o centenário de Jayme Tiomno (1920-2011), um dos maiores físicos teóricos da história do Brasil. Em sua trajetória acadêmica, ele dedicou-se a pesquisas sobre partículas elementares.

Essa edição destaca as mulheres cientistas pioneiras no Brasil e os feitos de grandes nomes femininos. O programa valoriza o legado da cientista e política Bertha Lutz, e de Elisa Frota Pessoa, uma das primeiras brasileiras a se formar em Física, em 1942. Iniciativas inspiradas nessas mulheres incentivam, no presente, que outras também sigam os seus passos.

De olho no futuro, o Ciência é Tudo decola para o espaço. Em maio de 2020, quase uma década após o último lançamento espacial de solo americano, a parceria entre a Nasa e a SpaceX tornou possível o envio de astronautas à órbita da Terra.

A chegada da cápsula Crew Dragon à Estação Espacial Internacional marcou o sucesso da missão e representa uma nova fase na astronáutica. O programa mostra como o Brasil tem planos para atuar nesse modelo de gestão.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.