Home Top Ad

TV Brasil apresenta clássico do humor "Dona Xepa" no Cine Retrô desta quinta

Share:

Divulgação

Baseada na peça homônima do dramaturgo Pedro Bloch, a comédia musical "Dona Xepa" (1959) ganha exibição exclusiva na faixa Cine Retrô que a TV Brasil exibe nesta quinta (21), às 22h30. O clássico texto de humor também inspirou produções para as telinhas. O espetáculo é referência para a novela de mesmo título veiculada em duas versões diferentes nos anos de 1977 e de 2013.

Na trama para a sétima arte, a atriz Alda Garrido repete o papel-título com o qual obteve muito sucesso nos palcos do teatro. Exagerada, a personagem é conhecida pela grosseria e falta de cerimônia. A artista divide a cena com personalidades como Odete Lara, Zezé Macedo e Herval Rossano.

Com direção de Darcy Evangelista, o longa-metragem tem diversos números musicais. Durante o filme são apresentadas obras como "Balada triste", "Brasileirinho", "Coren’grato" e "Tenho o aparelho". A trilha sonora instrumental é assinada e regida pelo maestro Radamés Gnatalli e seu irmão, o maestro Alexandre Gnatalli.

Feirante investe no projeto de energia nuclear do filho

A comédia acompanha as histórias de Dona Xepa (Alda Garrido), uma feirante que possui uma barraca de frutas e legumes no mercado local onde trabalha com a amiga Camila (Zezé Macedo). Viúva, Dona Xepa é mãe de Edson (Herval Rossano) e Rosália (Odete Lara).

O rapaz estudou nos EUA e agora dá duro em sua revolucionária invenção. Edson desenvolveu a "Válvula Isocrônica", capaz de permitir o uso doméstico da energia nuclear. Já Rosália, a filha, tem vergonha da vida pobre e do trabalho da mãe. A moça rejeita as investidas de Zé (Fernando Pereira), jogador de futebol iniciante, mas corresponde ao interesse de Manfredo (Cilo Costa), um diplomata rico.

Dona Xepa decide hipotecar seu sítio a fim de financiar a iniciativa do filho. Ela acredita no projeto, mas os vizinhos da vila caçoam do invento que vira objeto de um samba de Coralino que compôs o refrão: "tenho o aparelho, falta funcionar".

Enquanto isso, Manfredo, integrante de um grupo de negociantes inescrupulosos, finge ajudar Edson e a família. O diplomata leva todos para morar em uma bela casa na qual a protagonista Dona Xepa torna-se uma "madame".


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.