Documentário 'COVID DIARIES NYC' estreia em março na HBO

Divulgação HBO

COVID DIARIES NYC, que estreia na quarta-feira, 17 de março, às 22h, segue cinco jovens cineastas, com idades entre 17 e 21 anos, que direcionaram as câmeras para si mesmos com o objetivo de contar as histórias das suas famílias durante a primeira onda da Covid-19 em Nova York. As filmagens, profundamente pessoais, destacam a situação difícil de trabalhadores em serviços essenciais e seus familiares no início da pandemia, enquanto eles enfrentavam o vírus mortal em um país sacudido pelos conflitos sociais.

O documentário estará disponível na HBO e via streaming na HBO GO.

Com animação original de Rosemary Colón-Martinez, COVID DIARIES NYC reúne cinco perfis corajosos, narrados em primeira pessoa e, que em alguns momentos chegam a emocionar. Apresenta com profundidade as experiências desses jovens à medida que eles lidam com os impactos e o significado da pandemia da Covid-19.

Abaixo, um resumo de cada episódio:

• "The Only Way to Live in Manhattan" (A única maneira de viver em Manhattan) acompanha Marcial Pilataxi, que mora com a avó e a ajuda em um edifício onde ela trabalha como zeladora. Eles enfrentam o aumento do lixo dos moradores, por causa do tempo maior passado em casa. Marcial faz entrega de comida e tenta manter a normalidade no relacionamento com os amigos ao mesmo tempo em que a cidade que ele conhecia muda no contexto da pandemia e está dilacerada pelos protestos após o assassinato de George Floyd.

• "My COVID Breakdown" (Meu pânico durante a Covid) mostra como Aracelie Colón lida com a saúde mental enquanto seu pai continua indo trabalhar todos os dias nos correios, em um cenário em que a ameaça do vírus chega cada vez mais perto.

• "When My Dad Got COVID" (Quando meu pai teve Covid) acompanha Camille Dianand, que está preocupada com o pai, mecânico do metrô. Depois que um colega de trabalho morreu de Covid-19, seu pai contraiu a doença e a família ficou cara a cara com o pavor da morte.

• "No Escape From New York" (Nova York sem saída) apresenta a história de Shane Fleming. Seus pais perderam os empregos, a família ficou apavorada com o acúmulo das contas para pagar e as dívidas crescendo, e precisava se mudar de Nova York. Eles decidiram pegar a estrada para fugir dos problemas, mas as questões do pai e da mãe vão junto para qualquer lugar.

• "Frontline Family" (Família na linha de frente) acompanha Arlet Guallpa que, junto com a família, vê a rotina de ambulâncias chegando ao edifício onde moram no bairro de Washington Heights para retirar os corpos de pessoas que morreram de coronavírus. Apesar do medo, seus pais - um motorista de ônibus e uma enfermeira domiciliar- continuam trabalhando e tentam superar a ansiedade decorrente do nível de exposição da família ao vírus.

COVID DIARIES NYC é uma produção da DCTV, com direção de Marcial Pilataxi, Aracelie Colón, Camille Dianand, Shane Fleming, Arlet Guallpa e Rosemary Colón-Martinez. A produção é de Jon Alpert, Jesse Perez Antigua, Sade Falebita, Naomi Mizoguchi e Johnny Ramos; e a produção executiva é de Carrie Penner, Perri Peltz e Matthew O’Neill.

SOBRE A DCTV

Fundada em 1972, a DCTV é a organização de mídia independente mais respeitada dos Estados Unidos. A DCTV Youth Media oferece gratuitamente capacitação, mentoria e desenvolvimento profissional na área de cinema para adolescentes e jovens em Nova York.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem