Globo exibe o segundo episódio de ''Todas as Mulheres do Mundo''

Divulgação Globo/Victor Pollak

Enquanto procura por Maria Alice (Sophie Charlotte) em todos os lugares e em tudo que vê, Paulo (Emílio Dantas) descobre o olhar de Adriana (Samya Pascotto) na plateia de um sarau e se encanta à primeira vista. Mesmo sabendo da paixão dele pela bailarina, a jovem moça de batom vermelho não desiste de apostar numa relação com o arquiteto. 
 
“A Adriana é jovem, moderna, com questões do seu tempo. Vem de uma família muito culta, que lê muito, que vê muito cinema e que ouve muita música. Então, é uma família que deixa espaço para o pensamento reverberar, deixa espaço para o diálogo, para perguntas. Adriana é uma mulher muito livre, tão livre quanto o Paulo”, conta a atriz Samya Pascotto. 
 
Impressionado com a maturidade e perspicácia de Adriana, Paulo se interessa em conhecer os pais da moça: Estela (Fernanda Torres) e Cândido (Felipe Camargo), por quem se encanta de imediato.  
 
“Estela é uma intelectual, amante da arte, dessas que sai à tarde para assistir “Hiroshima Mon Amour”. É casada há mais de 30 anos com Cândido, que é o personagem do Felipe Camargo. Para Paulo, Estela e Cândido se tornam conselheiros e abrem para ele as mil possibilidades do desejo”, adianta Fernanda Torres. “O Cândido é um homem muito carinhoso. É um engenheiro que tentou ser escritor e virou um filósofo. Ele tem uma empatia muito grande pelo Paulo. Têm em comum, além da empatia e amizade, o amor pelas mulheres”, conta o ator Felipe Camargo.  
 
Em uma viagem para a casa de campo da família de Adriana, o arquiteto estreita ainda mais seus laços com os sogros. No entanto, a notícia inesperada da internação de Cândido em um hospital não só o surpreende pela gravidade do caso, mas também por conta das revelações que lhe são feitas.   
 
“O Domingos Oliveira era muito engraçado e, às vezes, quando a gente discordava, tínhamos que chegar a um acordo. Sobre a história desse episódio, eu dizia: Nossa, é muito divertida, dá uma comédia ótima. E ele rebatia: ‘Não, é um drama seríssimo!’ Talvez porque ele tenha vivido a história e eu não. Talvez essa seja a diferença entre a comédia e o drama; a comédia é o drama visto de longe”, comenta o autor Jorge Furtado sobre a história que inspirou o segundo capítulo.  
 
As cenas do segundo episódio da série vão ao ar amanhã, após o 'BBB 21'. ‘Todas as Mulheres do Mundo’ é escrita por Jorge Furtado com Janaína Fischer, livremente inspirada na obra de Domingos Oliveira, com direção artística de Patricia Pedrosa. 
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem