ID estreia a segunda temporada de ''Inverno Mortal''

NOVA TEMPORADA DE ''INVERNO MORTAL'' RELEMBRA INVESTIGAÇÕES OCORRIDAS SOB FRIO INTENSO
Divulgação

Quando as temperaturas despencam e a neve toma conta da paisagem, a busca por assassinos parece ficar ainda mais difícil e misteriosa. A partir de quarta-feira, 28 de abril, às 22h10, INVERNO MORTAL (Dead of Winter) retorna ao ID com os episódios de sua segunda temporada – em cada um deles, a série revisita o trabalho de detetives em um caso real de homicídio, ocorrido e investigado sob frio intenso.

Todos os crimes e as respectivas apurações retratados na série são revividos com a ajuda de entrevistas com familiares das vítimas e os envolvidos trabalhos de busca por suspeitos em um cenário branco e congelante. Nesses depoimentos, as fontes relembram as circunstâncias em torno dos casos, cada qual em sua própria perspectiva. São relatos íntimos e técnicos que se completam e compõem o panorama dos casos junto às dramatizações que reconstituem acontecimentos emblemáticos.

Quando os termômetros estão abaixo de zero, as condições meteorológicas são mais um desafio para as equipes de investigação. Durante a corrida contra o relógio em busca de pistas, os detetives precisam driblar intempéries que podem ocultar descobertas cruciais para os casos – quais evidências se escondem sob a neve?

O episódio de estreia retorna a dezembro de 1993, quando o detetive Don Gale foi chamado à cena de um crime ocorrido durante um inverno especialmente rigoroso: o assassinato de Catherine Miller, uma senhora de 77 anos de idade morta com dois tiros na cabeça. O corpo foi encontrado por Kay Weden, filha de Catherine e fonte do documentário.

Estupefata, a família não entendia por que alguém atiraria contra uma senhora tão respeitada e querida por todos; tampouco Don Gale. Inicialmente, os investigadores acreditam que pode ter havido um latrocínio: o assassinato seria o resultado de um roubo que deu errado. No entanto, itens de valor ainda estavam na casa. Somando-se a ausência de evidências de invasão ou arrombamento, Gale concluiu que a vítima não apenas conhecia o assassino, como permitiu que ele entrasse em sua casa.

O mistério fica ainda maior: Kay vinha recebendo cartas anônimas com ameaças de morte a ela e a seu filho, Jason, e o namorado dela, Viktor Gunnarsson, estava desaparecido há cinco dias. Um mês depois, após uma forte nevasca, um corpo nu é descoberto sob a neve por topógrafos: tratava-se de Viktor. A neve encobriu e eliminou possíveis pistas deixadas pelo assassino.

Após as mortes violentas de duas das pessoas mais importantes de sua vida, Kay reconheceu tratar-se de uma perseguição sádica. A polícia também relaciona os crimes e, após um atentado contra a vida de Jason, corre contra o relógio para encontrar o assassino e proteger Kay e seu filho.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem