Curta! exibe filmes sobre ex-presidentes Getúlio Vargas e João Goulart

Divulgação Curta!

Esta semana, o canal Curta! apresenta conteúdos especiais para quem gosta de história do Brasil. As trajetórias de dois presidentes que marcaram a política nacional durante o século XX estarão na programação através de uma ficção baseada na realidade e de um documentário.

A cinebiografia ''Getúlio'', de João Jardim, traz o ator Tony Ramos na pele de uma das personalidades mais controversas e, ao mesmo tempo, importantes desde a Proclamação da República: Getúlio Vargas. O filme narra os acontecimentos dos últimos meses de vida do estadista, a partir da crise gerada após o episódio conhecido como “atentado da Rua Tonelero”. A tentativa de assassinato do adversário político de Vargas, o jornalista Carlos Lacerda, acaba por vitimar seu segurança particular e é o estopim de uma série de fatos que culminam no suicídio de Vargas. A exibição é na Quarta do Cinema, 12 de maio, às 22h

Já em ''Jango'', documentário de Silvio Tendler, é retratado um período turbulento da história recente brasileira: a queda de João Goulart, presidente democraticamente eleito, após um golpe militar que iniciaria uma ditadura de mais de 20 anos. O longa é recheado de imagens de arquivo e entrevistas com figuras pessoalmente envolvidas naquele episódio histórico, como Leonel Brizola, Celso Furtado, Afonso Arinos e Frei Betto. O filme mostra também o funeral do presidente, morto durante o exílio, cuja divulgação fora censurada na época. A trilha sonora é de Milton Nascimento e Wagner Tiso. A exibição é na Sexta da Sociedade, 14 de maio, às 20h.

Segunda da Música (MPB, Jazz, Soul, R&B) – 10/05

21h30 – "Roda de Choro” (Série) – Ep.: ''Flauta''

Presente desde o início do choro, a flauta é o instrumento de alguns dos mais conhecidos pioneiros do gênero. Virtuoses como Callado, Patápio Silva, Pixinguinha, Copinha e Benedito Lacerda contribuíram fortemente na construção de sua linguagem. Na produção contemporânea, a flauta continua a rainha melodiosa do gênero. Direção: Luiz Guimarães de Castro. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 11 de maio, terça-feira, às 01h30 e às 15h30; 12 de maio, quarta-feira, às 09h30; 15 de maio, sábado, às 18h35; 16 de maio, domingo, à 09h45.

Terça das Artes - 11/05

22h25 – "Paulo Autran — O Senhor dos Palcos” (Documentário)

Documentário de longa-metragem sobre a vida e obra deste que foi, possivelmente, o maior ator brasileiro de todos os tempos, Paulo Autran. Diretor: Marco Abujamra. Duração: 82 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 12 de maio, quarta-feira, às 02h25 e às 16h25; 13 de maio, quinta-feira, às 10h25; 15 de maio, sábado, às 11h35; 16 de maio, domingo, às 18h15.

Quarta de Cinema (Filmes e Documentários de Metacinema) – 12/05

22h – ''Getúlio'' (Cinebiografia)

Agosto de 1954. O jornalista de oposição Carlos Lacerda sofre um atentado à bala na porta da sua casa, em Copacabana. O pistoleiro erra o tiro e mata o major da Aeronáutica Rubens Vaz, que fazia a segurança de Lacerda. O presidente da República, Getúlio Vargas, é acusado de mandar matar o maior inimigo político do seu governo. Getúlio passa a ser pressionado por lideranças militares e pela oposição para renunciar ao mandato. As investigações mostram que a ordem para o atentado saiu de dentro do Palácio do Catete. Ao lado da filha, Alzira Vargas, seu braço direito na presidência, e colaboradores fiéis como Tancredo Neves e o general Zenóbio da Costa, Getúlio tenta se manter no poder e provar sua inocência. Diante das ameaças que pedem a deposição imediata do presidente, Getúlio comete um ato extremo. Diretor: João Jardim. Duração: 94min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 13 de maio, quinta-feira, às 02h e 16h; 14 de maio, sexta-feira, às 10h; 15 de maio, sábado, às 15h10; 16 de maio, domingo, às 22h05.

Quinta do Pensamento (Literatura, Filosofia, Psicologia, Antropologia) – 13/05

22h20 – ''Encontro com Milton Santos ou O Mundo Global Visto do Lado de Cá'' (Documentário)

Discute os problemas da globalização sob a perspectiva das periferias (seja o Terceiro Mundo, sejam comunidades carentes). O filme é conduzido por uma entrevista com o geógrafo e intelectual baiano Milton Santos (1926-2001), gravada quatro meses antes de sua morte.  Diretora: Silvio Tendler. Duração: 90 min. Classificação: 10 anos. Horários alternativos: 14 de maio, sexta-feira, às 02h20 e 16h20; 16 de maio, domingo, às 15h05; 17 de maio, segunda-feira, às 10h20.

Sexta da Sociedade (História Política, Sociologia e Meio Ambiente) – 14/05

20h – ''Jango'' (Documentário)

O filme refaz a trajetória política de João Goulart, o 24° presidente brasileiro, que foi deposto por um golpe militar nas primeiras horas de 1º de abril de 1964. A reconstituição da trajetória de Goulart é feita através da utilização de imagens de arquivo e de entrevistas com importantes personalidades políticas como Afonso Arinos, Leonel Brizola, Celso Furtado, Frei Betto e Magalhães Pinto, entre outros. O documentário captura a efervescência da política brasileira durante a década de 1960 sob o contexto histórico da Guerra Fria. “Jango” narra os detalhes do golpe e se estende até os movimentos de resistência à ditadura, terminando com a morte do presidente no exílio e imagens de seu funeral, cuja divulgação foi censurada pelo regime militar. Diretor: Silvio Tendler. Duração: 120 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 15 de maio, sábado, às 0h; 17 de maio, segunda-feira, às 01h e às 14h; 18 de maio, terça-feira, 08h.

Sábado – 15/05

22h – "Nelson Freire” (Documentário)

Documentário sobre a vida do pianista brasileiro Nelson Freire, com direção de João Moreira Salles. O filme acompanha a rotina de Nelson na intimidade de sua casa e em salas de concerto, desde o primeiro contato com os pianos desses locais até a recepção dos admiradores no camarim. A singularidade do documentário está na ausência de depoimentos sobre Nelson. Não há testemunhos de amigos ou parentes, de outros músicos, de críticos e nem de admiradores. A exceção é a renomada pianista argentina Martha Argerich, que mantém com Nelson uma amizade de mais de quatro décadas. Em foco, está a intimidade do artista, que surgiu como menino-prodígio no interior de Minas Gerais  e se tornou um dos mais consagrados pianistas clássicos da atualidade. Com movimentos econômicos, sem pressa, o documentário se aproxima de Nelson e encontra um temperamento introspectivo e uma notável capacidade de criar a beleza. “Nelson Freire” foi filmado no Rio de Janeiro, em São Paulo, na França, na Bélgica e na Rússia, entre maio de 2000 e agosto de 2001. Diretora: João Moreira Salles. Duração: 107 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 16 de abril, domingo, às 13h15.

Domingo – 16/05

20h05 – ''Libertem Angela Davis'' (Documentário)

O documentário retrata a vida de Angela Davis, professora universitária nascida no Alabama e conhecida pelo seu interesse na defesa dos direitos humanos. Ao ficar do lado de três prisioneiros negros nos anos 1970, ela entra para a lista das dez pessoas mais procuradas do FBI e se torna a mulher mais caçada dos Estados Unidos. Diretores: Shola Lynch. Duração: 97 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 17 de maio, segunda-feira, às 16h05; 18 de maio, terça-feira, às 10h05.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem