Sucesso de Manoel Carlos, ''Mulheres Apaixonadas'' chega ao Globoplay

Divulgação TV GLOBO / João Miguel Júnior

Um dos grandes sucessos do autor Manoel Carlos, ''Mulheres Apaixonadas'', chega ao Globoplay nesta segunda-feira,  dia 10, como parte do projeto de resgate de clássicos da dramaturgia da plataforma.

Exibida pela primeira vez na TV Globo em 2003, “Mulheres Apaixonadas” é uma crônica do cotidiano que tem como temática principal o amor. A personagem principal, Helena, protagonizada por Christiane Torloni, mora no bairro nobre do Leblon, e é casada com o saxofonista Téo (Tony Ramos), que esconde um segredo: no passado, teve um filho com Fernanda (Vanessa Gerbelli). Ele e Helena adotam o menino, sem que ela saiba da verdade. Paralelamente, inúmeras histórias vão se desenvolvendo e temas contemporâneos vão surgindo como alcoolismo, violência contra mulher, ciúmes doentio, entre tantos outros.
 
Na entrevista a seguir, Tony Ramos fala sobre o sucesso da novela e conta passagens memoráveis durante as gravações da obra e de seu personagem, Téo. 
 
Entrevista Tony Ramos
 
Hoje em dia, com as novelas disponíveis no streaming, muitas pessoas estão maratonando, assim como as séries, esses conteúdos. O que você acha dessa nova forma das pessoas assistirem novelas?
As novelas contam um pouco da história brasileira e estabelece uma cumplicidade muito forte com o nosso público. O fato de termos novelas no streaming é fascinante e acho ótima essa nova opção de consumir esses conteúdos , onde as pessoas podem escolher  um capítulo, uma cena, ou reverem a seu tempo a novela inteira.  
 
Mulheres Apaixonadas é um sucesso atemporal, em todas as vezes que é exibida. Na sua opinião, o que faz dela uma novela tão querida pelo público?
A história é muito forte, é uma novela muito boa, que gera identificação imediata por tratar de assuntos como família,  ganância , ciúmes e relapso com a vida pessoal  de algumas personagens. O próprio Téo é um homem rico, muito amoroso e simpático, mas ao mesmo tempo um tanto autocentrado. Ele tinha a contradição de um homem de caráter muito agradável, mas que, ao mesmo tempo, tendia a achar que ajudando financeiramente as pessoas que precisam de sua ajuda, já resolvia o problema. Isso muda  em um momento de grande dor na vida dele que o faz refletir, que é quando ele é atingido por uma bala na rua. 
 
Quase 20 anos depois da estreia da novela na TV Globo, existe um momento que seja inesquecível para você? Alguma cena ou um bastidor que a tenha marcado?
Essa cena que mencionei vou destacar sempre. É um dos momentos que mais me lembro  e com muita emoção. A cena foi gravada em dois dias em plena rua, no Leblon, e no final das  gravações, quando o povo começou a bater palmas, nos prédios, nas lojas, nos restaurantes , como se fosse um teatro grego a céu aberto, foi sem dúvidas um momento de grande emoção para mim.
  
Quais são as características do Teo que, no seu entendimento, representam questões contemporâneas?
“Mulheres Apaixonadas” é uma novela de discussões contemporâneas, envolvendo a maior parte dos personagens. As pessoas, sempre que reveem a novela, encontram algo para refletir. 
 
Você pode contar um pouco das suas memórias de bastidores? Convívios com os colegas, clima das gravações?
Nossos bastidores eram os melhores possível, só tenho boas lembranças dessa época, dos colegas e desse grande autor brasileiro que é Manoel Carlos. 
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem