50 Cent fala sobre a importância da diversidade de "Power" em entrevista ao Canal Like

Divulgação

O Canal Like (530 da Claro) entrevista o rapper 50 Cent sobre "Power Book III: Raising Kanan", spin-off da série de sucesso "Power", que chega dia 18 de julho ao canal Starz. 50 Cent é um dos produtores-executivos da produção e conversa com Anne Braune no "Like e Claro Entrevistam" de segunda, dia 12, às 22h. "Power" foi uma das primeiras séries com um elenco majoritariamente negro e é um drama que aborda assuntos como crime organizado, tráfico de drogas e problemas familiares.

Na entrevista, 50 Cent destaca a importância da diversidade de "Power", que se tornou referência e colaborou para a produção de conteúdos mais diversos. "Power promove a diversidade, porque performa muito bem. É o programa número um para afro-americanos, latinos e pessoas interessadas no estilo de vida e nas coisas que acontecem, então é legal. Mostra que grandes números podem ser atingidos sem apresentar somente brancos. Por muito tempo na cinematografia essa fórmula era a que funcionava melhor, então não desviavam dela. Agora está mudando, e 'Power' é um dos líderes em diversidade", valoriza o cantor. 

"Power Book III: Raising Kanan" traz a juventude do personagem Kanan, vivido por 50 Cent na série original e por Mekai Curtis em sua versão mais nova, porém o cantor comenta que o público não verá o mesmo Kanan de "Power". "As coisas pelas quais você passa farão você ser quem é. E ele tem que passar por experiências que o ajudam a se desenvolver como pessoa. Os traumas de algumas delas deram a ele o temperamento que tem quando eu estava criando o personagem para 'Power'". 

O spin-off se passa na década de 90 e o convidado aponta algumas diferenças para a atualidade, época em que "Power" acontece. "Nos anos 90, você via de tudo na vizinhança. A polícia vinha e não sabia de nada, ninguém sabia de nada. Isso não acontece agora. A série se passa antes do celular, volta ao pager e até a telefones de rua, é uma grande transição", diz o cantor. 

O rapper conta ainda que vê a sua audiência musical no público de "Power"."Para mim é mais fácil contar histórias que faço parte e que estou conectado a elas de um jeito diferente. Isso me permite participar e achar a minha audiência original, que são as pessoas que estavam iniciando a vida adulta em 2003 por causa da influência musical que eu tinha nesse momento." E ainda revela que está trabalhando em próximos lançamentos. "Tenho mais música vindo, vou lançar algumas coisas."

Canal Like: 530 da Claro 
No ar segunda, dia 12 de julho, às 22h
Assista também: quarta, dia 14, e sexta, dia 16, às 22h
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV. OBS: Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem