Baseada em best-seller de Siddhartha Mukherjee, série 'O Gene: Uma História Íntima' fala de ciência, DNA e cura

Divulgação Curta!

Adaptada do best-seller homônimo do Dr. Siddhartha Mukherjee, a série ''O Gene: Uma História Íntima'' chega ao Curta!. Com direção de Jack Youngelson, no primeiro episódio, e de Chris Durrance, nos outros três, a produção propõe um mergulho na ciência genética, combinando informação científica e fatos históricos relevantes que marcaram os estudos sobre o gene.

O depoimento do Dr. Siddhartha Mukherjee — médico oncologista, professor e autor de livros de não ficção sobre medicina e ciência — norteia a narrativa. “Os genes contêm uma história de nós mesmos, da nossa ancestralidade, e, por definição, do nosso futuro, porque iremos transmiti-lo por gerações. Agora que podemos mudar o DNA e, assim, mudar o nosso futuro, o que eu farei?”, questiona Siddhartha, nascido em Nova Delhi, na Índia, e naturalizado americano. A série reúne, ainda, entrevistas de especialistas envolvidos em pesquisas de ponta no campo da genética, além de relatos pessoais comoventes de quem depende da evolução tecnológica para sobreviver.

O primeiro episódio entrelaça a história de um casal em busca da cura para uma doença genética rara, que atinge sua filha de quatro anos, com relatos das descobertas empolgantes dos pioneiros da genética: Gregor Mendel, Thomas Hunt Morgan, Francis Crick e James Watson. Produzida pela rede de televisão PBS, a série levanta também a discussão ética em torno dos limites da pesquisa científica e o uso de patentes. A estreia é na Quinta do Pensamento, 26 de agosto, às 23h.

Paulinho da Viola é tema de documentário com
roteiro de Zuenir Ventura

O cantor, compositor e instrumentista Paulinho da Viola tem a vida e a obra retratadas no documentário ''Paulinho da Viola — Meu Tempo É Hoje''. Com roteiro de Zuenir Ventura e direção de Izabel Jaguaribe (de “Passageiros” e “Tudo é irrelevante, Hélio Jaguaribe”), o longa traça um perfil afetivo do músico, mostrando a sua rotina discreta e distante dos holofotes.

O sambista, dono de uma elegância natural e de uma fala sempre mansa, lembra suas influências musicais, apresenta seus mestres e faz reflexões sobre passado, presente e futuro. Em uma das cenas, Paulinho é posto diante dessa dicotomia entre o antigo e o novo, ao tocar violão ao lado de seu pai, o violonista César Faria (que viria a morrer quatro anos após o lançamento do filme) e de seu filho, João Rabello, também músico.

Os amigos de Paulinho tampouco ficam de fora desse retrato audiovisual e musical e, entre eles, estão alguns grandes nomes da música brasileira: Elton Medeiros, Zeca Pagodinho, Marisa Monte, Marina Lima e a Velha Guarda da Portela, sua escola de samba do coração. A exibição é na Segunda da Música, 23 de agosto, às 22h30.

Segunda da Música (MPB, Jazz, Soul, R&B) – 23/08

22h30 – “Paulinho da Viola — Meu Tempo é Hoje” (Documentário)

"Paulinho da Viola — Meu Tempo é Hoje", documentário dirigido por Izabel Jaguaribe com roteiro do jornalista Zuenir Ventura, é um perfil afetivo do cantor, instrumentista e compositor. O filme mostra seus mestres e amigos, suas influências musicais e seus hábitos desconhecidos do grande público. Mas a grande revelação vem das reflexões do músico sobre um único tema — o tempo. Há ainda encontros musicais com Marina Lima, Elton Medeiros, Zeca Pagodinho, Marisa Monte e a Velha Guarda da Portela. Diretora: Izabel Jaguaribe Duração: 83 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 24 de agosto, terça-feira, às 02h30 e 16h30; 25 de agosto, quarta-feira, às 10h30; 28 de setembro, sábado, às 15h25.

Terça das Artes – 24/08

22h20 – "Bernardes” (Documentário)

Com narrativa não linear, o filme aborda de forma contundente a polêmica vida profissional e familiar do arquiteto, urbanista, designer, escritor, poeta e inventor Sergio Bernardes. Um homem de personalidade afiada e corajosamente inventiva, questionadora e extremamente bem-humorada. Diretores: Gustavo Gama Rodrigues e Paulo de Barros. Duração: 85 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 25 de agosto, quarta-feira, às 2h20 e às 16h20; 26 de agosto, quinta-feira, às 10h20; 29 de agosto, domingo, às 19h.

Quarta de Cinema (Filmes e Documentários de Metacinema) –  25/08

20h – “Glauber o Filme, Labirinto do Brasil” (Documentário)

O documentário enfoca a vida e a morte de Glauber Rocha, o polêmico cineasta baiano que revolucionou o cinema, promovendo uma radical revisão na cultura brasileira. Imagens do enterro, depoimentos de quem acompanhou sua trajetória, seu pensamento e ideais explodem na tela num filme-tributo à memória de um artista que idealizava um cinema independente e libertário. Diretor: Silvio Tendler. Duração: 98 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 26 de agosto, quinta-feira, às 0h e 14h; dia 27 de agosto, sexta-feira, às 08h; dia 28 de agosto, sábado, 22h05.

Quinta do Pensamento (Literatura, Filosofia, Psicologia, Antropologia) – 26/08

23h – “O Gene: Uma História Íntima” (Série em 4 episódios) – Episódio 1

O primeiro episódio entrelaça a história atual dos Rosens, uma jovem família em uma saga para achar a cura de uma doença genética rara que atinge sua filha de quatro anos, com relatos das descobertas empolgantes dos pioneiros da genética — Gregor Mendel, Thomas Hunt Morgan, Francis Crick e James Watson. Direção: Jack Youngelson. Duração: 52 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos:  27 de agosto, sexta-feira, às 3h e às 17h; 28 de agosto, sábado, às 13h; 29 de agosto, domingo, às 18h00

Sexta da Sociedade (História Política, Sociologia e Meio Ambiente) -27/08

21h – “História do Anarquismo: sem deuses, sem mestres” (Série em três episódios) – Episódio 1: “1840-1906: A paixão por destruição”

Voltando aos principais acontecimentos dos últimos dois séculos da História Social, essa série de três documentários revela as origens e o destino da ideologia política que tem lutado contra todos os deuses e mestres há mais de 150 anos. A partir de materiais de arquivo nunca antes vistos e outros esquecidos, além de vasta documentação, a série reconta a história desse movimento, que, de Paris a Nova York e de Tóquio a Buenos Aires, tem tentado mudar o mundo com seus ideais de liberdade e revolta. Direção: Ramonet (Tancrède). Duração: 52 min. Classificação: Livre Horários alternativos:  28 de agosto, sábado, às 01h; 29 de agosto, domingo, às 16h45; 30 de agosto, segunda-feira, às 15h; 31 de agosto, terça-feira, às 09h.

Sábado – 28/08

19h10 - “Saudade” (Série) – Ep. “Amor e Saudade”     
    
Sentimentos que se misturam e coexistem, amor e saudade estão presentes na vida e produção artística da coreógrafa Deborah Colker, do cineasta Karim Aïnouz, do cantor Otto, da escritora Adriana Falcão, do poeta pernambucano Antonio Marinho e do diretor recifense Lírio Ferreira. Direção: Paulo Caldas e Bárbara Cunha. Duração: 53 min. Classificação: Livre. Horários alternativos:  29 de agosto, domingo, às 10h30.

Domingo – 29/08

12h30 – “Jango” (Documentário)

O filme refaz a trajetória política de João Goulart, o 24° presidente brasileiro, que foi deposto por um golpe militar nas primeiras horas de 1º de abril de 1964. A reconstituição da trajetória de Goulart é feita através da utilização de imagens de arquivo e de entrevistas com importantes personalidades políticas como Afonso Arinos, Leonel Brizola, Celso Furtado, Frei Betto e Magalhães Pinto, entre outros. O documentário captura a efervescência da política brasileira durante a década de 1960, sob o contexto histórico da Guerra Fria. “Jango” narra os detalhes do golpe e se estende até os movimentos de resistência à ditadura, terminando com a morte do presidente no exílio e imagens de seu funeral, cuja divulgação foi censurada pelo regime militar. Diretor: Silvio Tendler. Duração: 120 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 30 de agosto, segunda-feira, às 01h e às 16h.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV. OBS: Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem