Série acompanha reprodução dos macacos-esquilo nesta terça na TV Brasil

Divulgação

O segundo programa inédito da série documental América Latina Selvagem aborda a temporada de reprodução dos macacos-esquilo nesta terça (17), às 21h30, na TV Brasil. A obra investiga como a fauna vive nas regiões preservadas do continente. A viagem apresenta os desafios que o meio-ambiente impõe a três espécies muito diferentes: as baleias-jubarte, os macacos-esquilo e os ursos andinos.

Esse episódio adentra a floresta tropical colombiana para explicar a dinâmica do período de acasalamento dos macacos-esquilo, uma das espécies de primatas mais inteligentes do mundo. A produção mostra como os mais jovens do bando querem impressionar as fêmeas.

As tensões costumam aumentar conforme se aproxima a temporada de reprodução dos macacos-esquilo. Os machos tendem a disputar espaço para predominar na conquista. A série revela como a fêmea dominante Alba reage com a chegada dos inimigos se ela consegue encontrar um pretendente.

Procriação de primatas no continente

O encontro se dá em uma pequena ilha no coração da floresta tropical. Na região, um grupo de macacos-esquilo vive. Eles são uma das menores espécies de primatas do globo, mesmo assim desenvolveram melhor seus hábitos.

À frente desta tropa está a fêmea dominante, Alba, e seu homólogo masculino, Samuel. A produção mostra a fase de acasalamento, época mais importante do ano para esses animais na selva colombiana. O seriado destaca os altos e baixos da vida para esses pequenos primatas corajosos.

Os machos estão crescendo há meses, prontos para competir e impressionar as fêmeas. As disputas estão em alta e a atmosfera no bando está carregada. O novo macho alfa, Samuel, deve ter prioridade nos direitos de acasalamento com as fêmeas e está de olho em Alba.

Apesar disso, seu antecessor, Juan, observa a situação em alerta. Ele ainda tem força e está ganhando tempo, pronto para competir pela atenção e preferência. O programa indica como a fêmea alfa, Alba, decide com quem ela vai procriar durante essas poucas semanas.

Autonomia das novas gerações

Nos últimos anos, os bebês primatas estão se tornando mais independentes, aprendendo a brincar e trabalhando a hierarquia das tropas. Esses macacos-esquilo deveriam estar prontos para o desmame, mas alguns, como o bebê Carlos, estão resistindo a esse passo rumo à autonomia.

A bebê Shakira tem o problema oposto. Ela é a filha da fêmea alfa e mais obstinada do que os outros macacos de sua idade no bando. Entretanto, há um outro lado de seu espírito independente: ela se separa facilmente da tropa e se perde, sozinha na selva.

À medida que as tensões aumentam, a série levanta algumas questões: Alba pode liderar seu bando com segurança durante a temporada de reprodução? Juan terá a chance de minar o novo líder e acasalar com Alba? Shakira encontrará sua tropa antes que um dos predadores mortais da floresta a encontre?
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV. OBS: Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem