TV Brasil - Programação de Filmes de 18 a 26 de setembro

Divulgação

Confira a programação de filmes da TV Brasil de 18 a 26 de setembro.

Sábado, 18 de setembro

Cine Retrô – Jeca contra o Capeta
18h30, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 1975. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Pio Zamuner. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Pirilo, Néa Simões, Fausto Rocha Jr, Rose Garcia, Jair Talarico, Leonor Navarro, Jorge Pires, Aparecida de Castro, José Mauro Ferreira, José Velloni, Carlos Garcia, Cavagnole Neto, Macedo Netto, Rui Elias, Luiz Carlos de Oliveira, Almerinda dos Santos.

Em uma pequena cidade do interior, a notícia da aprovação do divórcio alegra a viúva Dionísia (Néa Simões) que tem a ideia fixa de conquistar o caipira Poluído (Amácio Mazzaropi). Este, porém, é bem-casado e feliz. O caipira se vê obrigado a enfrentar a rica fazendeira que é obcecada por ter seu amor.

Uma morte controversa ronda o povoado e as suspeitas sobre o assassinato envolvem a família de Poluído. O filho dele é acusado injustamente pelo crime. Perseguido, o caipira foge para o campo. Perversa, a proprietária rural faz chantagem pelo homem por quem é apaixonada. A viúva Dionísia quer obrigá-lo a se divorciar da esposa na expectativa de que Poluído se case com ela.

Paródia tupiniquim do clássico filme de terror americano "O Exorcista" (1974), a comédia brasileira "Jeca contra o capeta" (1975) fez sucesso e obteve bastante repercussão no país. A gozação de Amácio Mazzaropi com a temática provoca risadas despretensiosas há várias gerações.

Campeão de bilheteria, o longa-metragem levou multidões para as salas de cinema. A trama de humor conquistou o público e teve números impressionantes para a sétima arte nacional na época, com mais de dois milhões e meio de espectadores.

Reprise. 95 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 18h30

Domingo, 19 de setembro

Sessão Família – Os Doze Trabalhos de Asterix
09h00, na TV Brasil

Título original: Les douze travaux d'Astérix. País: França. Ano: 1976. Gênero: animação. Direção: Albert Uderzo, René Goscinny, Pierre Watrin.

A história protagonizada pelos personagens Asterix e Obelix se passa em 50 A.C., na Gália ocupada pelo Império Romano. Depois de mais uma tentativa fracassada de conquistar a aldeia, alguns dos senadores romanos passam a suspeitar que os moradores da vila gaulesa são, na verdade, uma espécie de deuses.

Júlio César, para manter seu trono, propõe um acordo e envia ao povoado uma lista com doze tarefas inspiradas nos feitos de Hércules que só poderiam ser realizadas por seres superiores. Se os gauleses vencerem o desafio, o monarca admitiria a derrota. Caso contrário, eles se renderiam ao Império Romano e se tornariam escravos.

A proposta é aceita. O desafio pode garantir independência da vila que elege Asterix e Obelix para tal missão. Asterix, por ser o mais esperto, e Obelix, por ser o mais forte, são escolhidos para representar o povo. Com o peso de não falhar em uma só tarefa, a dupla sai para cumprir os doze trabalhos e manter a dignidade gaulesa.

Os personagens em quadrinhos foram criados pelos franceses Albert Uderzo e René Goscinny, em 1959. A história acompanha aldeões de uma aldeia gaulesa que usa poções mágicas para resistir à dominação do império romano. As séries foram traduzidas para diversos idiomas e conquistaram fãs em todo o mundo.

Repletos de humor e trocadilhos, esses conteúdos foram adaptados para jogos, brinquedos e produções da sétima arte em animação e live action. O ator Gérard Depardieu se consagrou como o divertido Obelix em interpretações que ficaram eternizadas em quatro filmes para as telonas, entre 1999 e 2012.

Com tramas que atravessam gerações, as incríveis aventuras dos personagens Asterix e Obelix ganham a telinha da TV Brasil. Única animação com roteiro totalmente original sem se inspirar em qualquer obra dos quadrinhos, "Os Doze Trabalhos de Asterix" traz uma história épica em que os personagens gauleses são desafiados a cumprir tarefas que remetem à narrativa mitológica dos doze trabalhos de Hércules.

Reprise. 82 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 09h00

Domingo, 19 de setembro

Sessão Família – Meu Querido Elfo

17h00, na TV Brasil

Título original: Domovoy. País: Rússia. Ano: 2019. Gênero: aventura, fantasia. Direção: Evgeniy Bedarev. Elenco: Sergey Chirkov, Ekaterina Guseva, Dmitriy Bedarev, Dmitriy Belotzerkovskiy, Mikhail Bespalov, Olga Ostroumova-Gutschmidt, Alexandra Politic, Anastasiya Abadzhidi.

A trama russa de contos de fadas acompanha uma família que acaba de comprar um flat em um arranha-céu de Moscou. Eles não sabem que uma criatura mítica – um elfo doméstico – vive na residência há mais de um século.

A arquiteta Vika (Ekaterina Guseva), mãe solteira da pequena Alina (Alexandra Politic), precisa encarar o misterioso ser dotado de poderes mágicos que se esconde e há anos usa truques contra os inquilinos no apartamento do antigo e imponente edifício.

O elfo Domovoy (Sergey Chirkov) é contra moradores no local por causa de uma maldição imposta por uma bruxa contratada pela agente imobiliária para tirá-lo da residência. Agora, os novos donos da casa tentam fazer amizade com ele. A criatura mantém a propriedade e seu tesouro protegidos da perigosa feiticeira.

Assim, além de travar uma verdadeira batalha contra o habitante indesejado, mãe e filha também precisam resistir às investidas da bruxa Mama Fima (Olga Ostroumova-Gutschmidt). A feiticeira quer se apossar da preciosidade escondida pelo elfo sob o assoalho do flat.

Com direção de Evgeniy Bedarev, o filme russo de aventura e fantasia leva às telas a figura do "Domovoy", criatura típica do folclore eslavo. Esse espírito doméstico é semelhante a um elfo, porém ainda mais travesso.

Reprise. 90 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 17h00

Domingo, 19 de setembro

Cine Retrô – Chico Fumaça

03h30, na TV Brasil (madrugada de domingo, dia 19/9, para segunda-feira, dia 20/9)

País: Brasil. Ano: 1957. Gênero: comédia. documentário. Direção: Victor Lima. Roteiro: Victor Lima e Alípio Ramos. Elenco: Amácio Mazzaropi, Domingos Terras, Celeneh Costa, Carlos Tovar, Nancy Montez, Roberto Duval e Wilson Grey.

Chico Fumaça (Amácio Mazzaropi), assim conhecido por sua paixão pelos trens, é um caipira de Jequitibá, interior de Minas Gerais. Endividado, Chico perde sua vaca de estimação para o dono do armazém, Seu Elias (Domingos Terras), e vê o sonho de se casar com Inocência (Celeneh Costa) se distanciar ainda mais.

A sorte de Chico muda quando sua fixação por trens lhe permite evitar um descarrilamento. Um dos passageiros a sobreviver é um importante político, Dr. Japércio Limoeiro (Carlos Tovar).

Agradecido, Limoeiro resolve levar Chico para o Rio de Janeiro, então capital da República, a fim de lhe entregar uma recompensa. O político deseja, principalmente, usar a figura de Chico Fumaça em sua própria campanha para deputado.

No Rio, Chico se mete em várias confusões, conhece a vida noturna da capital e passeia pelas atrações cariocas. Também conhece uma quadrilha de vigaristas e uma vedete, que lhe tentam aplicar um golpe.

Chico precisará se superar para sobreviver às malícias da cidade grande e retornar à Jequitibá para se casar com sua noiva.

Considerado o maior ator de comédia do cinema brasileiro, Mazzaropi produziu obras que se tornaram fenômenos de público por mais de três décadas. "Chico Fumaça" foi o último filme de Mazzaropi realizado pela Cinedistri. O artista, que já era famoso no cinema nacional, criou sua própria produtora, a PAM Filmes, no ano seguinte.

Além de grande elenco, o longa-metragem também conta com números musicais: "Onde Ela Mora" (Getúlio Macedo e Lourival Faissal), com Cauby Peixoto; "Saudade da Bahia" (Dorival Caymmi), com o Trio Nagô; "Nova Ilusão" (Luiz Bittencourt e José Menezes), com Neusa Maria; "Agora é Cinza" (Alcebíades Barcelos e Armando Vieira Marçal), com Mara Abrantes; e "Linda Flor" (Henrique Vogeler, Luiz Peixoto e Marques Porto), com Zezé Gonzaga.

Reprise. 81 min.
Classificação Indicativa: Livre.
Horário: 03h30 (madrugada de domingo, dia 19/9, para segunda-feira, dia 20/9)

Segunda-feira, 20 de setembro

Sessão Família – Agente Mirim
13h00, na TV Brasil

Título original: Ace the Case. País: Estados Unidos. Ano: 2016. Gênero: infantil, aventura. Direção e roteiro: Kevin Kaufman. Elenco: Susan Sarandon, Ripley Sobo, Lev Gorn, Aaron Sauter, Marc Menchaca.

A mãe de Olivia (Ripley Sobo) sai numa viagem de negócios e deixa a menina sozinha em casa com seu irmão mais velho, o jovem Miles (Aaron Sauter) no comando da casa. Durante a primeira noite, Olivia adormece no sofá.

A garotinha acorda e não percebe que já é muito tarde. Olivia decide sair para caminhar com seu cachorro Charlie sem que Miles note sua ausência. Ela acaba testemunhando uma mulher sendo sequestrada nas ruas de Nova York.

Olivia corre para casa e avisa a Miles que a vizinha foi levada como refém, mas o rapaz não acredita na irmã. Na manhã seguinte, a menina explica o que aconteceu a polícia, mas os oficiais também não a levam a sério.

Apenas a detetive cínica Dottie Wheel (Susan Sarandon) escuta Olivia, mas mesmo assim também é cética quanto ao sequestro. Destemida, Olivia bravamente lança sua própria investigação e mostrar seu valor. A garota coloca sua vida em risco para desvendar o crime e salvar sua vizinha.

Reprise. 94 min.
Classificação Indicativa: 12 anos.
Horário: 13h00

Segunda-feira, 20 de setembro

Cine DOC – Do Pó da Terra
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de segunda, dia 20/9, para terça-feira, dia 21/9)

País: Brasil. Ano: 2017. Gênero: documentário. Direção: Mauricio Nahas.

O documentário é um retrato afetivo e aprofundado sobre a relação entre artesãos do Vale do Jequitinhonha e a matéria-prima que utilizam, o barro. Substância que vem da terra, do pó, o barro dá a chance de gente simples transformar a miséria em arte.

A produção revela a influência da terra na cultura e na vida dos moradores dessa região norte de Minas Gerais. O filme acompanha o cotidiano de 12 artistas plásticos e ceramistas, na maioria mulheres, que encontram no artesanato sua sobrevivência e também sua identidade.

Obra audiovisual que marca a estreia do experiente fotógrafo Maurício Nahas como diretor de cinema, "Do Pó da Terra" contrapõe beleza extrema e condições de vida precárias. O doc destaca o cotidiano de pessoas comuns que transformam o ordinário da rotina em artes geniais.

Nos vilarejos com natureza espetacular do Vale do Jequitinhonha, o cineasta investiga os desafios de quem converte barro em arte. Cada rosto esculpido revela um sulco cavado na pele sofrida de pessoas que lutam e amam muito o que fazem.

Reprise. 78 min.
Classificação Indicativa: Livre.
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de segunda, dia 20/9, para terça-feira, dia 21/9)

Terça-feira, 21 de setembro

Sessão Família – Becassine, a Babá dos Sonhos
13h00, na TV Brasil

Título original: Bécassine, Le Trésor Viking. País: França. Ano: 2001. Gênero: animação. Direção: Philippe Vidal. Roteiro: Yves Coulon, Béatrice Marthouret, J.P. Pinchon.

Baseada nas histórias em quadrinhos criadas por Joseph Pinchon no início do século XX, a animação francesa "Becassine, a Babá dos Sonhos" acompanha a trama de aventuras de uma babá que toda criança deseja ter.

Bécassine chega a Paris para cuidar de Charlotte, neta de uma de suas tutoradas anteriores, Loulotte. Durante a ação, a babá e a menina acabam por se envolver em uma odisseia repleta de humor, música e dança.

Elas precisam ir de Paris à Marselha, de Ibiza à Lapônia, tentando desvendar o que teria acontecido com o pai de Charlotte, Edmond. Do que ele está fugindo? Que segredo ele está tentando proteger? A família de Charlotte escapará das garras do perverso Gaspard, um suposto amigo da família?

A princípio, suas roupas típicas da Bretanha – vestido verde, avental branco e meias listradas – podem parecer um tanto estranhas, mas a desajeitada Bécassine ganha o coração dos que a conhecem, tanto por sua doçura quanto pelas confusões em que se mete.

Nessa adaptação dos quadrinhos para o cinema, dirigida por Philippe Vidal, as atrizes Muriel Robin, Kelly Marot e Zabou Breitman dão voz, respectivamente, aos principais personagens do desenho: Bécassine, Loulotte e Charlotte.

A atuação de Zabou Breitman não parou por aí. A artista ainda canta duas das músicas que integram a trilha sonora do longa-metragem de animação em dueto com a cantora e compositora parisiense Enzo Enzo.

 

Considerada a primeira protagonista feminina das tirinhas, as tramas de Becassine circularam pela primeira vez em 2 de fevereiro de 1905, na revista francesa La Semaine de Suzette. Ela é um dos mais longevos personagens de quadrinhos do país europeu.

O advento da personagem Bécassine no começo do século XX é considerado o nascimento da moderna história em quadrinhos franco-belga. As tiras marcam a transição entre as histórias ilustradas e as HQs como conhecidas hoje.

Outro destaque da obra se refere ao seu estilo de desenho, com linhas vivas, modernas e arredondadas. Esse modo de ilustrar inspiraria o estilo ligne claire que Hergé, 25 anos depois, popularizou no clássico "As Aventuras de Tintin".

Reprise. 85 min.
Classificação Indicativa: Livre.
Horário: 13h00

Terça-feira, 21 de setembro

Cine Retrô – O Puritano da Rua Augusta
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de terça, dia 21/9, para quarta-feira, dia 22/9)

País: Brasil. Ano: 1965. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi. Elenco: Amácio Mazzaropi, Marly Marley, Marina Freire, Elizabeth Hartmann, Edgard Franco.

O comediante Amácio Mazzaropi interpreta o personagem Punduroso, um pai de família extremamente conservador. Ele deixa os filhos loucos com sua mania de manter a moral e os bons costumes sempre em primeiro lugar.

Após sofrer um ataque do coração, nada mais vai ser como antes: o protagonista passa a se comportar como um jovem outra vez, muda o cabelo, as roupas e até o gosto pela música.

Reprise. 102 min.
Classificação Indicativa: 12 anos.
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de terça, dia 21/9, para quarta-feira, dia 22/9)

Quarta-feira, 22 de setembro

Sessão Família – Meu Querido Elfo
13h00, na TV Brasil

Título original: Domovoy. País: Rússia. Ano: 2019. Gênero: aventura, fantasia. Direção: Evgeniy Bedarev. Elenco: Sergey Chirkov, Ekaterina Guseva, Dmitriy Bedarev, Dmitriy Belotzerkovskiy, Mikhail Bespalov, Olga Ostroumova-Gutschmidt, Alexandra Politic, Anastasiya Abadzhidi.

A trama russa de contos de fadas acompanha uma família que acaba de comprar um flat em um arranha-céu de Moscou. Eles não sabem que uma criatura mítica – um elfo doméstico – vive na residência há mais de um século.

A arquiteta Vika (Ekaterina Guseva), mãe solteira da pequena Alina (Alexandra Politic), precisa encarar o misterioso ser dotado de poderes mágicos que se esconde e há anos usa truques contra os inquilinos no apartamento do antigo e imponente edifício.

O elfo Domovoy (Sergey Chirkov) é contra moradores no local por causa de uma maldição imposta por uma bruxa contratada pela agente imobiliária para tirá-lo da residência. Agora, os novos donos da casa tentam fazer amizade com ele. A criatura mantém a propriedade e seu tesouro protegidos da perigosa feiticeira.

Assim, além de travar uma verdadeira batalha contra o habitante indesejado, mãe e filha também precisam resistir às investidas da bruxa Mama Fima (Olga Ostroumova-Gutschmidt). A feiticeira quer se apossar da preciosidade escondida pelo elfo sob o assoalho do flat.

Com direção de Evgeniy Bedarev, o filme russo de aventura e fantasia leva às telas a figura do "Domovoy", criatura típica do folclore eslavo. Esse espírito doméstico é semelhante a um elfo, porém ainda mais travesso.

Reprise. 90 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 13h00

Quinta-feira, 23 de setembro

Sessão Família – O Lamparina
13h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 1964. Gênero: comédia. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Manoel Vieira, Astrogildo Filho, Zilda Cardoso, Ana Maria Guimarães, Emiliano Queiroz, Carlos Garcia, Francisco de Souza, Rosemary Wong, Carla Diniz, Rafael Gallardo Tina, Agostinho Toledo, João Batista de Souza, David Cardoso, Francisco di Franco.

Em "O Lamparina", Amácio Mazzaropi interpreta Bernardino Jabá, um pacato homem do campo que para não se defrontar com o bando de cangaceiros de Zé Candiero acaba se disfarçando e é confundido com um deles.

Incrementando a farsa em que se encontrou, ele faz com que sua família inteira se passe por integrantes do seu bando e todos acabam indo parar no acampamento dos verdadeiros cangaceiros onde o "destemido" Lamparina vai ter que mostrar que é um cabra valente de verdade.

Depois de ficar preso um ano na cadeia, ele assusta os habitantes da cidade de Sororóca que pensavam que estava morto e que agora é uma "assombração". Com figurinos marcantes e direção de Glauco Mirko Laurelli, o longa tem no elenco, além de Mazzaropi, Geny Prado e Emiliano Queiroz.

Reprise. 91 min.
Classificação Indicativa: 10 anos
Horário: 13h00

Quinta-feira, 23 de setembro

Cine Retrô – É de Chuá
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de quinta, dia 23/9, para sexta-feira, dia 24/9)

País: Brasil. Ano: 1958. Gênero: comédia musical. Direção: Victor Lima. Roteiro: Victor Lima e Haroldo Barbosa. Elenco: Ankito, Grande Otelo, Renata Fronzi, Renato Restier, Bill Farr, Costinha, Zezé Macedo, Carlos Costa, Duarte de Moraes, Pedro Dias.

Maria Xangai (Renata Fronzi) e seu namorado, Juca Moleza (Renato Restier), são vigaristas do subúrbio carioca. O casal costuma se encontrar em uma popular casa de dança próxima à favela e armam um plano para se passarem por pessoas ricas.

Eles fingem ser o senhor e a Madame Caxangai, os novos milionários da cidade. A dupla de farsantes atrai um joalheiro para uma "festa da sociedade" numa mansão que alugam. Maria Xangai e Juca Moleza preparam um grande evento no local em que as joias serão exibidas como em uma passarela.

Tudo acontece conforme o planejado até que Peteleco (Ankito) e Laurindo (Grande Otelo) aparecem na festa pedindo dinheiro para sua escola de samba. Peteleco acaba engolindo um grande diamante – que pensava ser um doce – levado pelo joalheiro Fininho. Peteleco é aprisionado até conseguir expelir o diamante por suas entranhas, o que demora algum tempo. 

Desconfiados dos novos ricaços, dois investigadores da polícia (Bill Farr e Costinha) acreditam que há algo errado com a festa. Por isso, eles decidem se infiltrar no evento e aparecer na casa para desmascarar os supostos grã-finos. Os oficiais querem fazer o possível para descobrir quem são os larápios.

Com direção de Victor Lima, "É de Chuá" conta 16 números musicais, com participação de personalidades como Nelson Gonçalves, Jamelão e Agostinho dos Santos (acompanhados do Conjunto Marabá), Emilinha Borba, a dupla de palhaços Carequinha e Fred (com Altamiro Carrilho), Linda Batista, Dircinha Batista, Ruy Rey e Orquestra, Jorge Goulart, Joel de Almeida (acompanhado de Jupira e suas cabrochas), Trio de Ouro, Carlos Augusto e Gilberto Alves.

Reprise. 99 min.
Classificação Indicativa: 12 anos.
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de quinta, dia 23/9, para sexta-feira, dia 24/9)

Sexta-feira, 24 de setembro

Sessão Família – Seefood – Um Peixe Fora D'Água
13h00, na TV Brasil

Título original: Seefood. País: China, EUA, Coréia e China. Ano: 2011. Gênero: animação. Direção: Aun Hoe Goh. Roteiro: Jeffrey Chiang.

O jovem tubarão Pup descobre que caçadores humanos estão roubando muitos ovos de seu recife. O personagem toma como missão pessoal salvar seus irmãos e irmãs não eclodidos. Com a ajuda de seus amigos, o animal marinho decide recuperá-los.

Para isso, ele deve sair do mar e enfrentar uma grande aventura no estranho e perigoso mundo dos seres humanos, a terra. Temendo pela segurança de Pup, o tubarão Julius se disfarça e o acompanha na missão, a fim de proteger seu melhor amigo.

Reprise. 93 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 13h00

Sexta-feira, 24 de setembro

Cine Nacional – Vestido pra Casar
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de terça, dia 21/9, para quarta-feira, dia 22/9)

País: Brasil. Ano de estreia: 2014. Gênero: comédia. Direção: Gerson Sanginitto e Paulo Aragão. Elenco: Leandro Hassum, Fernanda Rodrigues, Catarina Abdalla, André Mattos, George Sauma, Tonico Pereira, Renata Dominguez, Marcos Veras, Ricardo Conti, Júlia Rabello, Eliezer Motta, Érico Brás, Claudio Tovar, Hossen Minussi, Adriana Garambone, Jefferson Schroeder, Paulo Mathias Jr., Haroldo Guimarães, Alvaro Diniz, Celso Taddei, Cicero Raul, Macio Trigo, Cris Pompeu, Mariana Brassaroto, Taísa Lima, Denam Pettmant, Claudio Torres, Jeniffer Setti e Marianne Ebert. Classificação indicativa: 12 anos. Duração: 101 min. Inédito.

A trama acompanha as peripécias de Fernando (Leandro Hassum). Ele acredita que uma mentirinha não faz mal a ninguém e cria uma série de enrascadas com situações hilárias que garantem o riso.

De mentira em mentira, o noivo fica atrapalhado com as lorotas que conta e transforma o dia do seu casamento com Nara (Fernanda Rodrigues) numa grande confusão.

Prestes a se casar com a pacata moça, o mentiroso compulsivo Fernando rasga acidentalmente o vestido de alta costura de uma subcelebridade chamada Valentina (Renata Dominguez) que estava acompanhada do amante Ceição (Marcos Veras).

Ela não pode voltar para casa sem a caríssima peça exclusiva. O trio passa a procurar um modelo igual feito pelo mesmo costureiro. Durante a jornada, Marcelo (Ricardo Conti), um paparazzo insistente, faz questão de seguir a trupe já que a mulher é casada com um homem influente.

Com seu jeitão atabalhoado, Fernando tenta resolver o problema sem alertar a noiva e a sua família, mas a odisseia se complica ainda mais e envolve outras pessoas em grande parte por causa das mentiras que ele conta.

Fernando cria confusão com o sogro Eraldo (André Mattos), que busca terminar o casamento; com a irritadiça ex-mulher Letícia (Júlia Rabello), que tenta conseguir os papéis do divórcio; e com o assanhado primo Pompilho (George Sauma).

No decorrer da trama, o protagonista ainda se mete em várias trapalhadas que mobilizam policiais, seguranças, um estilista, uma socialite deslumbrada e um senador ciumento.

Os imprevistos engraçados da trama do longa "Vestido Pra Casar" contemplam muitos erros do protagonista em seu comportamento. Esses equívocos só se resolvem quando a verdade aparece pouco tempo antes da hora do "sim".

Reprise. 101 min.
Classificação Indicativa: 12 anos.
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de terça, dia 21/9, para quarta-feira, dia 22/9)

Sábado, 25 de setembro

Cine Retrô – O Jeca e a Freira

18h30, na TV Brasil

País: Brasil. Ano de estreia: 1968. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Mauricio do Valle, Elizabeth Hartman, Carlos Garcia, Ewerton de Castro.

Em uma fazenda localizada numa cidadezinha no interior do Brasil, no século XIX, um senhor de terras responsabiliza-se pela educação da filha de um dos seus colonos. Ele se afeiçoa a menina como se fosse sua própria filha.

Anos mais tarde, quando a jovem regressa do colégio em companhia de uma freira, o fazendeiro faz de tudo para que ela não reconheça seus verdadeiros pais.

Neste longa, o humorista Amácio Mazzaropi vive o protagonista e também dirige a comédia.

Reprise. 102 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 18h30

Domingo, 26 de setembro

Sessão Família – Eu e Minha Irmã – A Trajetória das Irmãs Galvão
09h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano de estreia: 2017. Gênero: documentário. Direção: Thiago Rosente. Elenco: Mary Galvão, Marilene Galvão, Maria Galvão, Renato Teixeira, Daniel, Chitãozinho e Xororó, Mario Campanha, Toni Gomide, Salomão Esper, Lorem Carvalho, José Hamilton Ribeiro.

O documentário retrata os momentos mais marcantes de Mary e Marilene, as Irmãs Galvão, em seus 70 anos de carreira e passeia pelo Brasil das rádios, do circo-teatro e do avanço da televisão, seguindo até os dias de hoje, com o reconhecimento da dupla como parte do patrimônio cultural brasileiro.

A trajetória de Mary e Marilene, as Irmãs Galvão, tem início nas rádios do interior de São Paulo na década de 1940 e avança até a consagração como a mais longeva dupla da música brasileira. Talento, dedicação e força de vontade são as marcas das duas irmãs que espalham alegria e bom humor para os diversos públicos por onde quer que passem.

Dirigido por Thiago Rosente, o documentário inclui imagens de acervo e depoimentos de várias personalidades do universo artístico sobre as irmãs Galvão. A carreira da dupla é contada em relatos de Renato Teixeira, Chitãozinho & Xororó, Daniel e de outros nomes. Os convidados enaltecem e ratificam a importância da dupla feminina para a construção do imaginário coletivo sobre a música caipira.

Reprise. 80 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 09h00

Domingo, 26 de setembro

Sessão Família – Uma Grande Amizade

17h00, na TV Brasil

Título original: Saving Flora. País: Estados Unidos. Ano: 2018. Gênero: drama. Direção: Mark Taylor. Roteiro: David Moss e Mark Taylor.

Flora é um elefante fêmea de circo que não consegue mais realizar seus truques. Na noite anterior à data marcada para sua eutanásia, a filha do dono do circo, Dawn, de 14 anos, foge do circo com Flora.

Agora, tudo o que há entre eles e o santuário de animais – onde Flora poderá viver em paz – são duzentos quilômetros de bosques, um rio turbulento e dois caçadores de elefantes. Apenas uma verdadeira amizade pode oferecer a força necessária para a menina e o elefante superarem os riscos.

Ambas encaram os desafios e lidam com os perigos que encontram pela frente em busca da liberdade. Na reserva natural, Flora finalmente poderá conseguir a proteção em uma área em que vive uma manada de elefantes selvagens.

Reprise. 95 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 17h00

Domingo, 26 de setembro

Cine Retrô – O Corintiano

03h30, na TV Brasil (madrugada de domingo, dia 26/9, para segunda-feira, dia 27/9)

País: Brasil. Ano: 1967. Gênero: comédia. Direção: Milton Amaral. Elenco: Amácio Mazzaropi, Elizabeth Marinho, Lúcia Lambertini, Carlos Garcia, Roberto Pirillo, Leonor Lambertini, Nicolau Guzzardi, Roberto Orosco.

Em "O Corintiano", Amacio Mazzaropi é 'Seu' Manuel, um barbeiro fanático pelo Corinthians Paulista. Ele é capaz das maiores loucuras para torcer pelo seu time do coração como andar com um burro preto e branco, bater boca com torcedores de times rivais, fazer promessas malucas e orações, passar por sofrimentos, xingar na arquibancada e comprar todos os jornais das bancas quando seu time perde.

Reprise. 98 min.
Classificação Indicativa: Livre.
Horário: 03h30 (madrugada de domingo, dia 26/9, para segunda-feira, dia 27/9
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV. OBS: Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem