Câmera Record acompanha o drama de obesos que estão na fila do SUS há anos para fazer a cirurgia bariátrica

Divulgação Record TV

O Câmera Record deste domingo, dia 12/12, relata a luta de pessoas obesas que aguardam para fazer a cirurgia bariátrica no SUS há anos. Com a pandemia, a situação piorou ainda mais. 

Com exceção dos serviços essenciais, o mundo parou diante do coronavírus. A maioria dos hospitais deu prioridade ao atendimento de pessoas infectadas. De acordo com estudo recente da Universidade de São Paulo, cerca de 1 milhão de intervenções foram adiadas ou canceladas no Sistema Único de Saúde em meio à pandemia. Quem já estava na fila por algum motivo, teve que esperar ainda mais. 

Para retratar este drama, o programa acompanhou a rotina de duas pessoas que sofrem há anos na espera do procedimento que pode mudar as suas vidas. 

Com 248 kg, Rogélia está na fila da bariátrica desde 2008 e já teve a cirurgia desmarcada em quatro oportunidades.  Os adiamentos seguidos fizeram com que ela ganhasse mais peso. A mobilidade ficou prejudicada. "Sempre presa dentro de casa, numa cama, não ando, dependo de cadeira rodas", conta. 

Agora Rogélia está pronta, mais uma vez, para o tão sonhado procedimento. A dificuldade em organizar a logística com o SAMU foi o motivo do último adiamento. Depois de muita negociação, socorristas e o Corpo de Bombeiros ajudaram a levá-la ao hospital. A primeira missão foi tirá-la da cama. A porta da casa precisou ser desmontada. Com cuidado, os ajudantes venceram os obstáculos e a colocaram na ambulância. Já na porta do hospital, Rogélia esbanjou otimismo: "Estou muito feliz. É só o começo da minha batalha contra a obesidade". 

Já William é sambista e, durante a pandemia, viu a balança disparar. Sem poder sair às ruas e com shows cancelados, ganhou mais de 30 kg e agora já passa dos 200 kg. Obeso desde os 10 anos, hoje ele só vê uma saída para perder peso e recuperar a saúde: submeter-se à bariátrica. Só que desistiu da fila do SUS por não acreditar que seria chamado para fazer a cirurgia. "Fiquei uns dois anos e pouquinho na fila. E nunca me ligaram para falar da minha vez. Procurei informação, mas ninguém me disse nada", queixa-se. 

A ansiedade gerada pela espera se aliou ao medo. Um primo dele havia feito uma bariátrica no passado e, segundo William, o resultado não foi o esperado. "Ele até teve uma vida normal após a cirurgia, mas voltou a comer e beber do mesmo jeito, aí eu fiquei com trauma", lembra o sambista. Por tudo isso, decidiu abandonar a fila. Agora corre contra o tempo para voltar. Uma preocupação que se estendeu para família. "Ele está muito acima do peso, tenho medo de ele morrer do coração", preocupa-se a avó. 

O Câmera Record vai ao ar neste domingo, às 23h30. A apresentação é de Marcos Hummel. 
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem