Ad Code

5 momentos que a-m-a-m-o-s em ''Red: crescer é uma Fera''

Divulgação

O público já pode assistir Red: Crescer é uma Fera no Disney+! O filme animado da Disney e Pixar, disponível na plataforma, é dirigido pela vencedora do Oscar® Domee Shi (Bao, curta-metragem da Pixar), produzido por Lindsey Collins e conta a história de Mei Lee, uma garota de 13 anos dividida entre continuar sendo uma filha obediente e o caos da adolescência. Sua mãe Ming é uma pessoa superprotetora e um pouco autoritária, que nunca está longe da filha, o que é uma triste realidade para a adolescente. E como se as mudanças em seus interesses, relações e em seu corpo não bastassem, sempre que passa por fortes emoções (o que acontece praticamente sempre), ela se transforma em um panda vermelho gigante.

Confira abaixo 5 momentos de Red: Crescer é uma Fera que os fãs amaram, riram e ficaram emocionados.

CUIDADO! O TEXTO ABAIXO CONTÉM SPOILERS!

O apoio das amigas de Meilin


Miriam, Priya e Abby apoiam Mei Lee desde o momento em que descobrem que ela se transforma em um Panda vermelho gigante quando sente grades emoções. O apoio das amigas é o ‘lugar de calma’ de Mei Lee, já que - quando ela sente alguma emoção muito forte, que a transformaria no Panda - ela se lembra das amigas e do abraço delas, e consegue se acalmar.

Cumprimento


Mei, Priya, Abby e Miriam têm dois cumprimentos que fazem toda vez que se encontram. O primeiro é que todas as amigas unem as mãos e balançam os dedos. Já Priya e Mei tem um outro ‘toquezinho’ para se cumprimentarem.

Dancinha


Toda vez que precisam animar Mei Lee, suas amigas começam a cantar o refrão “Nobody Like U” da 4*Town, a boyband mais incrível de todos os tempos. As quatro amigas são superfãs da banda e Mei Lee faz a coreografia até mesmo quando está transformada em panda.

Anos 2000 de volta


“RED: Crescer é uma Fera” é repleto de referências aos anos 2000, trazendo aquela memória afetiva da infância e adolescência do público. Durante o filme vemos que Mei Lee tem um bichinho virtual, ouve música em CD em um diskman, posa para foto mostrando a língua com os dedos no rosto, entre outras coisas que os millenials também faziam.

A importância da família


O filme destaca a importância da família e relações familiares para Mei Lee. A adolescente vivia uma vida dupla com medo de desagradar a mãe, Ming, que é superprotetora com a filha. Além disso, apesar de Ming ter uma relação distante com sua mãe (vó de Mei) e com o restante das mulheres da sua família, todas se reúnem para performar o ritual que livraria Mei Lee do Panda. Nesse momento vemos a união e retomada de laços delas, com Ming se perdoando por ter machucado a mãe e fazendo as pazes com ela. Mei é quem a ajuda nesse processo e isso faz com que a relação delas se restabelecesse, com Ming também aceitando as particularidades e gostos da filha.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code