Ad Code

Repórter Record Investigação mostra por que o Brasil é quarto no mundo em acidentes de trânsito

Divulgação

A cada 60 minutos, de três a quatro pessoas morrem em acidentes de trânsito no país, o que nos coloca em quarto lugar no mundo nesse triste ranking. O Repórter Record Investigação desta quinta-feira (17/03), mostra por que o vaivém de veículos dentro das cidades brasileiras é tão violento. 

Para produzir esse documentário, a equipe se concentrou nos três estados com mais ocorrência de mortes e acidentes: Ceará, Minas Gerais e São Paulo. 

No Ceará, o programa foi até o município de Pereiro, com 15 mil habitantes, onde há mais motos do que gente habilitada e ninguém usa capacete. 

A equipe flagrou situações surreais na cidade, como adolescentes pilotando moto, bebês sendo carregados na garupa sem qualquer proteção, gente sobre duas rodas transportando animais e cargas de alimento. 

O resultado de tanta irresponsabilidade são os altos índices de acidentes envolvendo motoqueiros. As motos são a principal causa de acidentes graves, representando 79% das indenizações em todo país. 

Francisco saiu com a companheira para ir ao banco, não olhou para os dois lados ao atravessar uma avenida e colidiu com um carro. Ambos foram socorridos e levados para o hospital em estado grave, mas a namorada não resistiu aos ferimentos e morreu. 

"Eu passei muitos dias na UTI, fiquei bem machucado, quebrei as pernas. Só soube da morte da minha companheira quando acordei", relembra Francisco Alves da Silva. 

Minas Gerais é o estado campeão em mortes de crianças e adolescentes no trânsito. Na capital Belo Horizonte, um carro de luxo, em alta velocidade, bateu em outro veículo com quatro pessoas da mesma família. O carro das vítimas capotou e explodiu. O responsável pelo acidente havia bebido e já respondia por dirigir embriagado e por fugir de uma blitz. 

"Eu fiz umas 19 cirurgias, foram em muitas partes do corpo. Minha vida mudou completamente. Perdi meu pai e minha filha de 14 anos," conta Glênnia Carmo, uma das sobreviventes. 

Já São Paulo é a cidade mais perigosa para quem anda de bicicleta. Só em 2021, 41 ciclistas morreram na capital paulista. Anderson, de 20 anos, saiu para soltar pipa de bicicleta e nunca mais voltou para casa. Um motorista em alta velocidade o matou. Ele estava embriagado, não prestou socorro e fugiu com o carro completamente destruído. "Eu jamais vou esquecer o meu filho, ele vai ser sempre o meu menino", desabafa a mãe, dona Clarice Fidélis. 

E os repórteres acompanham ainda o trabalho de bombeiros que salvam vidas no trânsito de São Paulo. 

A reportagem é de Marcus Reis, Giselle Barbieri, Leonardo Medeiros, Mauro Júnior e Aline Bertoli. 

O Repórter Record Investigação vai ao ar às 22h30. A apresentação é de Luiz Fara Monteiro. 

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code