Ad Code

Telejornais levam ao ar série de reportagens especiais sobre eletromobilidade

Divulgação

"O carro do futuro" é o tema da série inédita de matérias especiais sobre o crescimento da eletromobilidade no país, que vai ao ar nos dias 09, 10 e 11 de março na TV Brasil. Com reportagem de Flávia Grossi, a série tem exibição nos telejornais Repórter Brasil Tarde e Repórter Brasil, às 12h15 e 19h respectivamente.

No ano passado, foram emplacados quase 35 mil carros elétricos, um aumento de 77% na comparação com o ano de 2020 e de 195% em relação a 2019. Foi o melhor resultado da série histórica, segundo a Associação Brasileira do Veículo Elétrico, e a frota nacional já conta com mais de 77 mil veículos em circulação. 

As matérias mostram que entre as vantagens dos carros a bateria está a economia com a manutenção, que pode ser 90% mais em conta do que os veículos a combustão. Usuários, como o engenheiro Bruno Cecchetti, também citam a economia com o combustível, que pode chegar a 80%, mesmo com a conta de energia elétrica na bandeira 2. 

Durante a série, os telejornais revelam que empresas especializadas em fabricar estações de recarga já estão instalando os equipamentos em condomínios do Rio de Janeiro e que a tecnologia também está ganhando espaço no setor público. A Companhia Municipal de Limpeza Urbana do Rio de Janeiro, por exemplo, terceirizou caminhões 100% elétricos. A iniciativa começou em 2019; hoje são dezesseis veículos do tipo e o plano é substituir os mais de 300 carros da frota até 2023. 

Entre os destaques da produção jornalística está a história de Thiago, que complementa a renda como motorista de aplicativo. Em 2019, ele investiu em um modelo elétrico. Por ano, a economia com o automóvel já chega a quase R$ 17 mil. 

O valor de um carro elétrico é maior do que os similares a gasolina e o modelo mais barato fica em torno de R$ 160 mil. Mas, segundo a Bloomberg, empresa norte-americana que fornece dados do setor energético, entre 2025 e 2027 os modelos elétricos serão mais baratos do que os carros a combustão. O motivo é a redução no preço das baterias. 

De acordo com as reportagens, o preço final já poderá cair no Brasil a partir do ano que vem, quando está prevista a inauguração de uma montadora brasileira do setor no Sul do país. A capacidade de produção promete ser de dez mil unidades por ano.

O modelo 100%  nacional é mais compacto: tem apenas três rodas e capacidade para dois passageiros. O veículo deve custar a partir de R$ 90 mil, 60% abaixo do que o concorrente importado mais barato do mercado. Para a associação que promove essa tecnologia no país, a eletromobilidade estará no centro da economia mundial. 

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code