Ad Code

TV Brasil estreia série documental Mata Viva neste sábado

Divulgação

Pesquisa, aventura, animais em seu habitat natural e desafios extremos são o mote do seriado documental Mata Viva - Ciência e Aventura na Mata Atlântica que estreia na TV Brasil neste sábado (9), às 12h15. Em oito episódios, a produção nacional acompanha o trabalho de diversos pesquisadores que se aventuram na floresta em busca de descobertas científicas.

Na primeira temporada, a série apresenta histórias e personagens reais, em expedições mata adentro repletas de desafios e surpresas. São biólogos, primatólogos, cientistas, botânicos, fotógrafos, entre outros profissionais, cada um com um objetivo diferente, mas que têm em comum o interesse pelo desconhecido, pela ciência e pela conservação da fauna e da flora brasileiras.

Com o espírito de guardiões da natureza, os pesquisadores exploram o chamado Legado das Águas, maior reserva privada de Mata Atlântica do Brasil. Localizada entre os municípios de Juquiá, Miracatu e Tapiraí, a menos de duas horas da cidade de São Paulo, a reserva conta com uma área de mais de 31 mil hectares de mata preservada. Nos últimos anos, o Legado das Águas transformou-se em um importante local para estudo e conservação da biodiversidade, além de uma área dedicada à educação ambiental.

Episódio de estreia

Produzido pela Crioula Câmera, com direção de João Daniel Donadeli, o seriado tem início com a preparação para a campanha de captura da onça pintada. Durante o primeiro episódio, a bióloga Sandra Cavalcanti e a equipe Pró Carnívoros passam dias e noites na busca pelo felino.

Enquanto isso, a pesquisadora Mariana Landis segue até a base do Legado das Águas para um encontro com o fotógrafo Luciano Candisani. Uma suspeita leva a pesquisadora a levantar a questão: será que a famosa anta albina da reserva, na verdade, são duas?

Em uma nova missão, Luciano Zandoná e um especialista em baunilha seguem mata adentro à procura de uma espécie incomum da especiaria. À noite, Zandoná faz um grande registro do raro cruzamento das Phyllomeduzas, gênero de rãs que vivem nas Américas Central e do Sul.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code