Ad Code

TV Brasil - Programação de Filmes de 11 a 17 de abril

Divulgação

Confira a programação de filmes da TV Brasil de 11 a 17 de abril.

Segunda-feira, 11 de abril

Sessão Família – As Aventuras de uma Super-Professora
14h00, na TV Brasil

Título original: Superjuffie. País: Holanda. Ano: 2018. Gênero: aventura, família, fantasia. Direção: Martijn Maria Smits. Elenco: Diewertje Dir, Hassan Slaby, Harry Piekema, Carly Wijs, Jeevan Dhanpat, Josephine Nollen, e Maarten Wansink.

A Srta. Josje (Diewertje Dir) parece ser uma professora comum. Ela acaba de chegar à nova escola em que vai lecionar e logo precisa lidar com uma sala de aula repleta de alunos sem um pingo de motivação para aprender. A moça de 20 anos tem uma vida pacata como educadora em uma escola primária.

Meio tímida e muito atrapalhada, ela descobre um misterioso artefato na parede de casa. Ao entrar em contato com o objeto, ela liberta uma força potente que se une ao seu corpo e lhe dá superpoderes incríveis. A professora precisa de coragem para vencer seus medos e encarar os desafios.

Ao ouvir o som emitido por um animal em perigo, ela dá uma mordida no giz e se transforma na Super Professora. Josje dispara pelo ar como um tornado verde a fim de salvar animais, com quem consegue se comunicar. A partir de suas novas habilidades, a professora usa os poderes especiais para proteger os bichos. Ela não consegue evitar o desejo, muitas vezes inconveniente, de realizar os resgates.

Algumas crianças descobrem o segredo da professora e ela conta com o sigilo deles. Quando Josje descobre uma conspiração contra o zoológico da cidade, a jovem e seus alunos terão a perigosa tarefa de defender o local sem revelar a identidade da nova heroína da região. Aí, ela precisa decidir se vai resgatá-los ou fugir.

O filme é uma adaptação literária baseada na série de livros homônima escrita por Janneke Schotveld.

Reprise. 84 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 14h00

Segunda-feira, 11 de abril

Cine Retrô – O Noivo da Girafa
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de segunda, dia 11/4, para terça-feira, dia 12/4)

País: Brasil. Ano: 1957. Gênero: comédia. Direção: Victor Lima. Elenco: Amácio Mazzaropi, Glauce Rocha, Roberto Duval, Nieta Junqueira, Manoel Vieira, Celeneh Costa, Francisco Dantas, Palmerim Silva, Arnaldo Montel, Benito Rodrigues, Joyce de Oliveira, Pachequinho, Armando Nascimento, Carlos Duval, Walter Moreno, Ferreira Leite, Waldir Maia, Véra Lucia.

Funcionário do Zoológico do Rio de Janeiro, Aparício Boamorte (Amácio Mazzaropi) desenvolve um laço afetivo com a girafa do parque, com quem costuma conversar enquanto trabalha. O humilde tratador de animais vira alvo de chacota dos colegas, que o apelidam de "Noivo da Girafa".

Dono da pensão onde Aparício mora, Seu Gonçalves (Manoel Vieira) reclama pelo atraso no pagamento. Já a solteirona Inesita (Glauce Rocha) e o Poeta (Roberto Duval), pretenso filósofo, mas pianista de cabaré, tentam compreender a simplicidade de Boamorte, um homem do interior.

As filhas de Seu Gonçalves, Aninha (Vera Lucia) e Clara (Celeneh Costa), também simpatizam com o pobre cuidador de animais. Quando Aninha adoece de repente, logo suspeita-se que Aparício tenha contaminado a menina com alguma doença proveniente dos animais.

Sem dinheiro para atendimento médico, Aparício se consulta com o veterinário do zoológico. Após um exame de sangue, o clínico constata que o tratador de animais tem leucemia terminal e apenas 15 dias de vida.

A notícia se espalha e os conhecidos de Aparício passam a tratá-lo bem. Já o dono da pensão vê nisso uma oportunidade e tenta arranjar o casamento de sua filha mais velha, Clara, com Aparício. Seu plano é torná-la herdeira da fortuna de um tio rico do cuidador de animais.

Realizada em 1957, a comédia "O Noivo da Girafa" é parte da trilogia carioca de Amácio Mazzaropi, ao lado de "Fuzileiro do Amor" e "Chico Fumaça". Filmado nos estúdios da antiga TV-Rio, o longa-metragem traz imagens do Rio de Janeiro da época, incluindo o Corcovado, o bondinho do Pão de Açúcar e a praia de Copacabana.

A trilha sonora é assinada pelo maestro Radamés Gnatalli e as canções são interpretadas pelo próprio Mazzaropi.

Reprise. 92 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de segunda, dia 11/4, para terça-feira, dia 12/4)

Terça-feira, 12 de abril

Sessão Família – O Pequeno Órfão
14h00, na TV Brasil

Título original: Rémi sans famille. País: França. Ano: 2018. Gênero: comédia dramática. Direção: Antoine Blossier. Elenco: Daniel Auteuil, Maleaume Paquin, Jacques Perrin, Virgnie Ledoyen, Jonathan Zaccaï, Ludivine Sagnier, Zoe Boyle, Albane Masson, Nicholas Rowe, Nicola Duffet, Simon Armstrong.

A trama acompanha as aventuras de Rémi (Maleaume Paquin), um garoto que é abandonado em uma igreja quando bebê. A doce Madame Barberin (Ludivine Sagnier) assume a maternidade, porém seu marido, com dificuldades financeiras após um grave acidente, resolve devolver o menino para o orfanato.

No caminho, porém, ele se depara com um ex-violinista chamado Vitalis (Daniel Auteuil). O artista descobre o talento musical de Rémi e se oferece para "alugar" o garoto para o menino escapar do orfanato. Os dois passam a viajar pela França para entreter as pessoas.

Arrancado das mãos de sua mãe adotiva e confiado ao senhor Vitalis, um misterioso músico itinerante, Rémi vai aprender a dura vida de acrobata e a cantar para ganhar seu pão. Acompanhado do fiel cão Capi e do macaquinho Joli-Coeur, Rémi parte em uma longa jornada pelo país – marcada por encontros, amizades e ajuda mútua – que o levará ao segredo sobre suas próprias origens.

A comédia dramática francesa "O Pequeno Órfão" (2018) é baseada no romance "Sans Famille", obra redigida pelo escritor francês Hector Malot.

Reprise. 105 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 14h00

Terça-feira, 12 de abril

Cine Retrô – O Lamparina
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de terça, dia 12/4, para quarta-feira, dia 13/4)

País: Brasil. Ano: 1964. Gênero: comédia. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Manoel Vieira, Astrogildo Filho, Zilda Cardoso, Ana Maria Guimarães, Emiliano Queiroz, Carlos Garcia, Francisco de Souza, Rosemary Wong, Carla Diniz, Rafael Gallardo Tina, Agostinho Toledo, João Batista de Souza, David Cardoso, Francisco di Franco.

Em "O Lamparina", Amácio Mazzaropi interpreta Bernardino Jabá, um pacato homem do campo que para não se defrontar com o bando de cangaceiros de Zé Candiero acaba se disfarçando e é confundido com um deles. 

Incrementando a farsa em que se encontrou, ele faz com que sua família inteira se passe por integrantes do seu bando e todos acabam indo parar no acampamento dos verdadeiros cangaceiros onde o "destemido" Lamparina vai ter que mostrar que é um cabra valente de verdade.

Depois de ficar preso um ano na cadeia, ele assusta os habitantes da cidade de Sororóca que pensavam que estava morto e que agora é uma "assombração". Com figurinos marcantes e direção de Glauco Mirko Laurelli, o longa tem no elenco, além de Mazzaropi, Geny Prado e Emiliano Queiroz.

Reprise. 91 min.
Classificação Indicativa: 10 anos
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de terça, dia 12/4, para quarta-feira, dia 13/4)

Quarta-feira, 13 de abril

Sessão Família – A Cidade das Crianças
14h00, na TV Brasil

Título original: Les enfants de Timpelbach. País: França. Ano: 2008. Gênero: aventura, comédia, infantil. Direção: Nicolas Bary. Elenco: Raphaël Katz, Adèle Exarchopoulos, Léo Legrand, Gérard Depardieu, Carole Bouquet.

Na vila de Timpelbach, as crianças passam os dias a aprontar travessuras, afrontar os adultos e resistir a qualquer forma de autoridade. Até que os pais decidem deixar a aldeia, a princípio por um dia, e deixam os jovens imaginarem que todos partiram numa viagem.

Quando as crianças se dão conta de que não existe um só adulto na vila, eles tomam conta de tudo, fazendo suas próprias leis. Uma aldeia sem adultos soa bem a todos. Mas agora dois grupos de crianças terão que disputar o controle do lugar.

Reprise. 95 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 14h00

Quinta-feira, 14 de abril

Sessão Família – Meu Japão Brasileiro
14h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 1965. Gênero: comédia. Direção: Glauko Mirko Laurelli. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Célia Watanabe, Zilda Cardoso, Carlos Garcia, Reynaldo Martini, Adriano Stuart Elk Alves, Francisco Gomes, Judith Barbosa, Bob Junior, Ivone Hirata, Luiz Tokio, Luzia Yoshigumi.

Em uma comunidade rural nipo-brasileira, Amácio Mazzaropi vive um agricultor chamado Fofuca que enfrenta a exploração descarada do "seu" Leão, responsável por intermediar os negócios entre os produtores e o comércio na cidade.

Após muito penar em suas mãos, Fofuca articula com os camponeses a formação de uma cooperativa agrícola. Leão e seus filhos, entretanto, não vêem com bons olhos esta iniciativa e vão fazer de tudo para impedir Fofuca e seus amigos de conseguirem se dar bem neste Japão brasileiro.

Reprise. 102 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 14h00

Quinta-feira, 14 de abril

Cine Retrô – Depois eu Conto
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de quinta, dia 14/4, para sexta-feira, dia 15/4)

País: Brasil. Ano: 1956. Gênero: comédia musical. Diretor: José Carlos Burle. Produtor Watson Macedo. Roteirista: Alinor Azevedo, José Carlos Burle, Berliet Jr e Anselmo Duarte. Elenco: Anselmo Duarte, Dercy Gonçalves, Grande Otelo, Eliana, Ilka Soares, Zé Trindade, Heloísa Helena, Humberto Catalano e Teófilo de Vasconcelos.

Jovem pobre e bem apessoado que trabalha como frentista no subúrbio carioca, Zé da Bomba (Anselmo Duarte) usa carros luxuosos todas as noites como o Cadillac do patrão para ir à Boate Astral onde se passa por um bem sucedido empresário paulista.

Para compor a fachada, o protagonista conta com a ajuda de seu inseparável amigo Renatinho Pinga-Fogo (Teófilo de Vasconcelos) que finge ser o colunista social Renê Dorê. Zé pretende dar o golpe do baú na filha de um grã-fino, a sofisticada Marilu Biscaim (Ilka Soares).

Apesar do interesse na ricaça, o malandro é namorado de sua vizinha Sônia (Eliana Macedo). Zé da Bomba conta, ainda, com a ajuda do parceiro de trabalho Veludo (Grande Otelo). Os diálogos entre eles são hilários.

Ofélia Canabrava (Dercy Gonçalves), tia de Sônia, descobre por meio do trapaceiro Armindo (Zé Trindade), um dos novos donos da Boate Astral, que Zé da Bomba ficou noivo de uma moça da sociedade e decide desmascará-lo.

Para isso, Ofélia faz chantagem e consegue para a sobrinha Sônia uma performance numa boate da moda em que a suburbana desmoraliza o namorado Zé da Bomba na frente da futura noiva cheia da grana.

Ofélia também arruma o emprego de vedete nessa casa de shows em que o diretor artístico articula um plano para envergonhá-la publicamente. Zé da Bomba e a namorada planejam então construir uma boate rústica na favela. O sucesso acaba sendo tão grande que os concorrentes procuram arruinar o negócio.

A irreverência marca a trama da comédia musical "Depois eu conto" (1956). O título é inspirado no bordão do colunista social Ibrahim Sued.

A produção tem elenco com personalidades da dramaturgia nacional como Anselmo Duarte, que também assina o roteiro, Dercy Gonçalves, Grande Otelo, Eliana Macedo, Ilka Soares e Zé Trindade. Sucesso popular, a chanchada dirigida por José Carlos Burle se diferencia pela trilha sonora e humor debochado. A película é considerada um dos melhores filmes do cineasta.

O longa faz uma crítica à alta sociedade carioca da época ao satirizar a "glamourização da pobreza" em voga nos anos 1950 retratada no enredo com a inauguração da "Boate Favela" no alto do morro.

A comédia apresenta números musicais com Dercy Gonçalves em dueto com Grande Otelo, além de Jamelão soltando a voz em "Exaltação à Mangueira" e Eliana Macedo personificando Carmem Miranda.

Durante a produção, Dercy Gonçalves ainda interpreta uma paródia do sucesso "Ninguém me Ama". O filme ainda tem números musicais com astros como Ivon Cury, Dircinha Batista, Linda Batista, Carmen Costa, Jorge Veiga e Vocalistas Tropicais.

Reprise. 100 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de quinta, dia 14/4, para sexta-feira, dia 15/4)

Sexta-feira, 15 de abril

Sessão Família – Seefood, um Peixe Fora D'água
14h00, na TV Brasil

Título original: Seefood. País: China, EUA, Coréia e China. Ano: 2011. Gênero: animação. Direção: Aun Hoe Goh. Roteiro: Jeffrey Chiang.

O jovem tubarão Pup descobre que caçadores humanos estão roubando muitos ovos de seu recife. O personagem toma como missão pessoal salvar seus irmãos e irmãs não eclodidos. Com a ajuda de seus amigos, o animal marinho decide recuperá-los.

Para isso, ele deve sair do mar e enfrentar uma grande aventura no estranho e perigoso mundo dos seres humanos, a terra. Temendo pela segurança de Pup, o tubarão Julius se disfarça e o acompanha na missão, a fim de proteger seu melhor amigo.

Reprise. 93 min
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 14h00

Sexta-feira, 15 de abril

Festival de Cinema – Florence - Quem é Essa Mulher?
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de sexta-feira, dia 15/4, para sábado, dia 16/4)

Título original: Florence Foster Jenkins. País: Estados Unidos, Reino Unido, França. Ano: 2016. Gênero: drama biográfico, comédia. Direção: Stephen Frears. Roteiro: Nicholas Martin. Elenco: Meryl Streep, Hugh Grant, Simon Helberg, Rebecca Ferguson, Nina Arianda.

Na década de 1940, a rica herdeira Florence Foster (Maryl Streep) persegue seu sonho de se tornar uma grande cantora. Ela quer uma carreira como cantora de ópera. Infelizmente, sua ambição excede em muito seu talento. Para a socialite nova-iorquina sua voz é perfeita, mas para todos os outros soa absurdamente horrível.

O seu companheiro, Bayfield (Hugh Grant), um aristocrata inglês, tenta proteger a amada a todo custo. Ele busca manter Florence longe da verdade de todas as formas, mas um concerto público coloca toda a farsa em risco. Ele enfrenta seu maior desafio quando Florence decide fazer uma apresentação no Carnegie Hall.

Inspirada em uma história real, a trama foi reconhecida em diversos festivais. Os protagonistas Maryl Streep e Hugh Grant tiveram diversas indicações e conquistaram prêmios pela atuação nesse divertido drama biográfico.

Reprise. 111 min.
Classificação Indicativa: 10 anos
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de sexta-feira, dia 15/4, para sábado, dia 16/4)

Sábado, 16 de abril

Cine Retrô – Um Caipira em Bariloche
16h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 1973. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Beatriz Bonnet, Ivan Mesquista, Carlos Valone.

Amácio Mazzaropi é Polidoro, um fazendeiro ingênuo que cai na conversa do genro e vende suas terras para um vigarista. O larápio engana a todos, inclusive sua própria esposa, uma argentina honesta e desiludida com o amor.

Por pura armação, os dois acabam indo parar em Bariloche e lá na neve, em meio a confusões e gargalhadas no frio argentino, o caipira começa a juntar os fatos e retorna para desmascarar os vilões.

A comédia promete muitas risadas e momentos de diversão, intriga e suspense para o público. O longa "Um caipira em Bariloche" foi uma das maiores bilheterias de toda a carreira do saudoso humorista Amácio Mazzaropi.

Reprise. 100 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 16h00

Sábado, 16 de abril

Cine Retrô – O Jeca e a Freira
21h00, na TV Brasil 

País: Brasil. Ano de estreia: 1968. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Mauricio do Valle, Elizabeth Hartman, Carlos Garcia, Ewerton de Castro.

Em uma fazenda localizada numa cidadezinha no interior do Brasil, no século XIX, um senhor de terras responsabiliza-se pela educação da filha de um dos seus colonos. Ele se afeiçoa a menina como se fosse sua própria filha.

Anos mais tarde, quando a jovem regressa do colégio em companhia de uma freira, o fazendeiro faz de tudo para que ela não reconheça seus verdadeiros pais.

Neste longa, o humorista Amácio Mazzaropi vive o protagonista e também dirige a comédia.

Reprise. 102 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 21h00

Domingo, 17 de abril

Sessão Família – Zoom: Academia de Super-Heróis
14h00, na TV Brasil

Título original: Zoom: Academy for Superheroes. País: Estado Unidos. Ano: 2006. Gênero: aventura. Direção: Peter Hewitt. Elenco: Tim Allen, Courteney Cox, Chevy Chase, Kevin Zegers, Kate Mara, Ryan Whitney Newman, Michael Cassidy, Spencer Breslin, Rip Torn.

Com o planeta Terra em risco e para salvá-lo da destruição, um super-herói aposentado e fora de forma é convocado para uma missão especial. Jack Shepard (Tim Allen), mais conhecido como Capitão Zoom, vai ser o mentor de uma nova geração de heróis, mas para isso tem que lutar contra os seus próprios limites. 

O vetetano é chamado pelo General Larraby (Rip Torn) e pelo Dr. Grant (Chevy Chase) para comandar um grupo de adolescentes. Ele precisa transformar os jovens desobedientes, que não controlam seus poderes especiais, em super-heróis de verdade.

A tarefa promete não ser fácil já que a garotada apronta demais. Eles possuem habilidades extraordinárias, mas não fazem ideia de como utilizá-las direito. Ainda mais diante da ameaça que a Terra sofre.

Então, o experiente super-herói Capitão Zoom vai contar com a ajuda da genial Marsha Holloway (Courteney Cox) na condução do treinamento dos novos salvadores da humanidade. Vai ser necessário deixar as diferenças de lado e trabalhar em equipe para proteger o planeta.

Baseado no livro homônimo de Jason Lethcoe, o filme combina ação, aventura, comédia e ficção científica. O longa-metragem teve direção de Peter Hewitt. No elenco, a produção conta com astros da sétima arte como Tim Allen, Courteney Cox e Chevy Chase.

Inédito. 88 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 14h00

Domingo, 17 de abril

Cine Retrô – Adorável Trapalhão
16h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 1967. Gênero: comédia. Direção: J.B. Tanko. Elenco: Renato Aragão, Amilton Fernandes, Neide Aparecida, Paulo Aragão, Suely Nunes, Maiza Mattos, Susy Arruda, Gilberto Martins, Lafayette Galvão, Déa Peçanha, Norma Suely e Têpa Ruiz.

O motorista Epitácio (Renato Aragão) trabalha para o viúvo José Luiz (Amilton Fernandes). O empresário musical tem três filhos pequenos: Elder, Beth e Suzy. As crianças são entregues aos cuidados de uma governanta, Miss McClary (Susy Arruda).

Os meninos adoram Epitácio. Decidido a arranjar uma esposa para o chefe, o faz-tudo tenta aproximar o patrão da professora Lúcia (Neide Aparecida), também aspirante a cantora, que leciona no internato para onde vão as crianças.

Após uma série de mal-entendidos, em meio a acontecimentos do mundo musical, saem todos para uma viagem. Nasce o namoro e, para a felicidade do motorista, o novo casal acaba realmente se entendendo por causa da ajuda desse divertido cupido trapalhão.

Reprise. 80 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 16h00

Domingo, 17 de abril

Cine Nacional – Contracorrente
23h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 2013. Gênero: comédia dramática. Direção: Massimo Gaggino. Elenco: Francesco Morotti, Laise Leal, Leandro Rocha, Bertho Filho, Manuela Santiago, Negra Jhô.

A comédia dramática se passa entre as cidades de Gênova e Salvador no ano de 2013 quando a Europa vive uma terrível crise financeira. Marco Parodi (Francesco Morotti) é um jovem italiano de classe baixa que mora com os pais e a irmã em um pequeno apartamento no centro histórico de Gênova.

A tensão dentro de casa aumenta quando a avó se muda e vai residir com a família, por não conseguir pagar o aluguel. Sufocado por todo esse momento e com as contínuas brigas entre os parentes, Marco toma a atitude de sair do próprio país e viaja para Salvador, no Brasil. É na capital baiana que conhece Neca (Leandro Rocha) e Mariana (Laíse Leal).

Neca é um baiano descolado que se torna seu melhor amigo e apresenta a ele uma Salvador que está distante dos cartões postais. Mariana é uma jovem baiana desacreditada com a própria cidade e que tem o sonho de morar na Itália. Marco se apaixona por ela e tenta mostrar as belezas da cidade através de seu olhar estrangeiro, vivendo um intercâmbio cultural que marcará sua vida.

Inédito. 90 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 23h00

Domingo, 17 de abril

Cine Retrô – O Grande Xerife
03h30, na TV Brasil (madrugada de domingo, dia 17/4, para segunda-feira, dia 18/4)

País: Brasil. Ano de estreia: 1972. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner. Elenco: Amácio Mazzaropi, Patricia Mayo, Paulo Bonelli, Tony Cardi, Augusto César Ribeiro.

O humorista Amácio Mazzaropi interpreta o chefe dos correios, Inácio Poróroca, um viúvo que é pai de Mariazinha. Ele é o morador mais antigo de Vila do Céu onde vive cuidando da vida dos outros.

Um dia, chega na cidade, disfarçado de padre, o bandidão João Bigode. Em uma arruaça no bar da cidade, o maldoso mata o xerife e põe Poróroca em seu lugar. A confusão está armada e só o Grande Xerife pode proteger o povoado.

Reprise. 95 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 03h30 (madrugada de domingo, dia 17/4, para segunda-feira, dia 18/4)

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code