Ad Code

TV Brasil - Programação de Filmes de 25 de abril a 01 de maio

Divulgação

Confira a programação de filmes da TV Brasil de 25 de abril a 01 de maio.

Segunda-feira, 25 de abril

Sessão Família – O Jardim Secreto
14h00, na TV Brasil

Título original: The Secret Garden. País: EUA. Ano: 2017. Gênero: drama, fantasia, infantil. Direção: Owen Smith. Roteiro: Frances Hodgson Burnett. Elenco: Glennellen Anderson, Amanda Waters, Erin Leigh Bushko, Max River, Sacha A. Dzuba, Mark Ashworth, Hannah Fierman, Paden Garrett Anderson, Michael Vaughn.

Mary Lennox (Glennellen Anderson) conhece personagens maravilhosos nessa trama que atualiza o clássico. Um deles é Martha Sowerby (Amanda Waters) que a jovem encontra quando chega à fábrica de Archibald Craven (Michael Vaughn).

Há uma tragédia associada à fábrica: Lily (Hannah Fierman), a esposa de Craven, morreu alguns anos atrás. O viúvo permite que apenas algumas das caldeiras sejam acesas, deixando a fábrica fria. Sua esposa adorava o local quando estava viva e trabalhou em criações maravilhosas e mágicas em seu "jardim secreto".

Em pouco tempo, Mary explora a fábrica e fica intrigada quando se depara com o jardim misterioso. Ela está convencida de que há muito mais no jardim do que aparenta.

O filme é uma adaptação do clássico romance homônimo de Frances Hodgson Burnett. No conto de fadas, a adolescente órfã Mary Lennox descobre a magia e o mistério de um jardim secreto.

Reprise. 90 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 14h00

Segunda-feira, 25 de abril

Cine Retrô – No Paraíso das Solteironas
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de segunda, dia 25/4, para terça-feira, dia 26/4)

País: Brasil. Ano de estreia: 1969. Gênero: comédia. Direção: Ary Fernandes. Elenco: Amácio Mazzaropi, Nello Pinheiro, Elizabeth Hartman, Patricia Mayo, Rogério Camara.

Amácio Mazzaropi interpreta o matuto Joaquim Kabrito, caboclo acostumado com a vida do interior. O protagonista não poderia imaginar que ao tentar a sorte na cidade grande seria alvo dos olhares de desejo de uma turma de solteironas loucas por um "tipão" assim como ele.

Na bagunça, Joaquim Kabrito ainda tem tempo para se envolver em confusões com a dona do hotel e é colocado às voltas com uma quadrilha e um grupo de ciganos.

Reprise. 95 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de segunda, dia 25/4, para terça-feira, dia 26/4)

Terça-feira, 26 de abril

Sessão Família – Guiados pelo Coração
14h00, na TV Brasil
Título original: Le coeur en braile. País: França. Ano: 2016. Gênero: drama, comédia. Direção: Michel Boujenah. Elenco: Alix Vaillot, Jean-Stan Du Pac, Charles Berling.

A trama acompanha a amizade da talentosa violoncelista Marie (Alix Vaillot) que ajuda Victor (Jean-Stan Du Pac) a melhorar as notas no colégio. Quando ela começa a perder a visão, o garoto faz de tudo para que ninguém perceba.

Ótima aluna na escola, Marie tem de 12 anos e sonha ingressar em um importante conservatório para se tornar musicista. Ninguém sabe, porém, que a menina sofre de uma doença que afeta sua capacidade de enxergar.

Embora sua visão seja boa o suficiente para levar uma vida mais ou menos normal naquele momento, Marie está consciente de que um dia pode ficar na completa escuridão. Quando seus pais preocupados pensam em mandá-la a uma instituição de ensino para deficientes visuais, a jovem percebe que o sonho da sua vida pode estar em risco.

Junto com o amigo Victor, ela tenta desafiar seu destino. A estima entre eles cresce à medida que Marie contribui no aprendizado escolar do menino que se apaixona ela sem saber que Marie está perdendo a visão devido a uma doença.

Quando a adolescente revela a Victor seu segredo, um pacto é selado entre os dois jovens: Marie faz as lições de casa com o menino enquanto ela se tornar os olhos da garota. Assim, Victor a ajuda a esconder sua doença para que Marie possa ingressar em um renomado conservatório de música.

Reprise. 85 min.
Classificação Indicativa: 10 anos
Horário: 14h00

Terça-feira, 26 de abril

Cine Retrô – Jeca Contra o Capeta
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de terça, dia 26/4, para quarta-feira, dia 27/4)

País: Brasil. Ano: 1975. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Pio Zamuner. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Pirilo, Néa Simões, Fausto Rocha Jr, Rose Garcia, Jair Talarico, Leonor Navarro, Jorge Pires, Aparecida de Castro, José Mauro Ferreira, José Velloni, Carlos Garcia, Cavagnole Neto, Macedo Netto, Rui Elias, Luiz Carlos de Oliveira, Almerinda dos Santos.

Em uma pequena cidade do interior, a notícia da aprovação do divórcio alegra a viúva Dionísia (Néa Simões) que tem a ideia fixa de conquistar o caipira Poluído (Amácio Mazzaropi). Este, porém, é bem-casado e feliz. O caipira se vê obrigado a enfrentar a rica fazendeira que é obcecada por ter seu amor.

Uma morte controversa ronda o povoado e as suspeitas sobre o assassinato envolvem a família de Poluído. O filho dele é acusado injustamente pelo crime. Perseguido, o caipira foge para o campo. Perversa, a proprietária rural faz chantagem pelo homem por quem é apaixonada. A viúva Dionísia quer obrigá-lo a se divorciar da esposa na expectativa de que Poluído se case com ela. 

Paródia tupiniquim do clássico filme de terror americano "O Exorcista" (1974), a comédia brasileira "Jeca contra o capeta" (1975) fez sucesso e obteve bastante repercussão no país. A gozação de Amácio Mazzaropi com a temática provoca risadas despretensiosas há várias gerações.

Campeão de bilheteria, o longa-metragem levou multidões para as salas de cinema. A trama de humor conquistou o público e teve números impressionantes para a sétima arte nacional na época, com mais de dois milhões e meio de espectadores.

Reprise. 95 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de terça, dia 26/4, para quarta-feira, dia 27/4)

Quarta-feira, 27 de abril

Sessão Família – Seefood, um Peixe Fora D'água
14h00, na TV Brasil

Título original: Seefood. País: China, EUA, Coréia e China. Ano: 2011. Gênero: animação. Direção: Aun Hoe Goh. Roteiro: Jeffrey Chiang.

O jovem tubarão Pup descobre que caçadores humanos estão roubando muitos ovos de seu recife. O personagem toma como missão pessoal salvar seus irmãos e irmãs não eclodidos. Com a ajuda de seus amigos, o animal marinho decide recuperá-los.

Para isso, ele deve sair do mar e enfrentar uma grande aventura no estranho e perigoso mundo dos seres humanos, a terra. Temendo pela segurança de Pup, o tubarão Julius se disfarça e o acompanha na missão, a fim de proteger seu melhor amigo.

Reprise. 93 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 14h00

Quinta-feira, 28 de abril

Sessão Família – Chofer de Praça
14h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 1958. Gênero: comédia. Direção: Milton Amaral. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Celso Faria, Ana Maria Nabuco, Carmen Morales, Maria Helena Dias, Roberto Duval, Elk Alves, Benedito Liendo. Participação especial: Lana Bittencourt e Agnaldo Rayol.

No filme "Chofer de Praça" (1958), o saudoso ator e cineasta Amácio Mazzaropi é o protagonista da trama e também acumula as funções de produtor e roteirista. A partir dessa obra, o humorista passa a colaborar frequentemente com os diretores.

A comédia "Chofer de Praça" foi o primeiro trabalho de Mazzaropi com a atriz Geny Prado. A artista foi seu par constante ao longo da carreira. Os números musicais do longa são apresentados por artistas como Lana Bittencourt e Agnaldo Rayol que fazem participação especial na produção.

Na trama dirigida por Milton Amaral, Amácio Mazzaropi interpreta o humilde Zacarias, que se muda com a mulher Augusta para uma vila em São Paulo com o objetivo de arrumar um emprego e ajudar o filho Raul a pagar a faculdade de Medicina. O sonho do sujeito é ver o rapaz formado.

Disposto a fazer o possível e o impossível para ajudar a família, o protagonista consegue um trabalho como chofer de praça. Zacarias começa a dirigir um modelo de carro antigo, muito barulhento e fumacento, que rapidamente vira motivo de muitas piadas e de viagens repletas de trapalhadas.

Reprise. 97 min.
Classificação Indicativa: 10 anos
Horário: 14h00

Quinta-feira, 28 de abril

Cine Retrô – O Camelô da Rua Larga
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de quinta, dia 28/4, para sexta-feira, dia 29/4)
País: Brasil. Ano: 1958. Gênero: comédia musical. Diretor: Eurides Ramos. Produtor: Oswaldo Massaini. Roteirista: Victor Lima. Argumento: Chico Anísio e Zé Trindade. Elenco: Zé Trindade, Maria Vidal, Nancy Wanderley, Renato Restier, Zezé Macedo, Humberto Catalano, Theresa Amayo, Mara Di Carlo, Wilson Grey, Maysa Matarazzo.

No Rio de Janeiro dos anos 1950, Vicente (Zé Trindade) vive às voltas com a polícia devido à sua ocupação: camelô de mercadorias contrabandeadas. Sempre em dificuldades financeiras, ele deve oito meses de aluguel à Dona Bebé (Maria Vidal), proprietária da pensão em que vive. O malandro espera receber uma fortuna de herança para mudar de vida.

Preocupada com a situação de Vicente, sua namorada, a costureira Aurora (Nancy Wanderley), com quem o camelô está há dez anos, tenta lhe arranjar um emprego na boate em que trabalha, que pertence ao vigarista Rafael (Rodolfo Arena).

Vicente pega casualmente uma mala cheia de dinheiro falso durante uma briga nos bastidores da boate. Mesmo desconhecendo o fato, ele ficanão usufrui do dinheiro, que é descoberto por Dona Bebé, que passa a tratá-lo melhor pensando tê-lo como futuro cunhado.

A situação muda de figura quando Vicente é descoberto com a grana. Ele acaba sendo confundido com Geraldão (Renato Restier), namorado de uma das vedetes da boate e falsário procurado pela polícia. O camelô passa a ser perseguido tanto por bandidos quanto pela polícia.

O elenco estrelado por Zé Trindade conta ainda com nomes como Maria Vidal, Renato Restier e Zezé Macedo. Obra nacional da sétima arte no estilo chanchada, o longa foi dirigido por Eurides Ramos. Com produção de Oswaldo Massaini e roteiro de Victor Lima, o filme teve argumento de Chico Anísio e do próprio protagonista Zé Trindade.

Os números musicais têm participações de astros. Nelson Gonçalves que canta em "Escultura", Maysa interpreta "Ouça" e Julie Joy solta a voz em "Fantasia internacional". As orquestras da trilha sonora tiveram regência do maestro Radamés Gnatalli.

Reprise. 81 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de quinta, dia 28/4, para sexta-feira, dia 29/4)

Sexta-feira, 29 de abril

Sessão Família – Peter Pan - À Procura do Livro do Nunca
14h00, na TV Brasil
Título original: Peter Pan: The Quest for the Never Book. País: Irlanda. Ano: 2018. Gênero: animação, fantasia, infantil. Direção: Chandrasekaran, Jake Paque. 

O terrível Capitão Gancho ataca mais uma vez e rouba o Livro do Nunca, um tomo muito antigo que contém poderes mágicos. Ele deseja usá-lo para despertar terríveis criaturas na Terra do Nunca e destruir Peter Pan e seus amigos. Agora, Peter precisa mais uma vez salvar seu lar, sendo que a única forma de realizar esta tarefa é cumprindo com a profecia descrita no poderoso livro.

O dia mais longo do ano finalmente chegou na Terra do Nunca. As festividades já começaram e as comemorações estão em andamento. Para todos se divertirem, os jogos foram organizados para os meninos perdidos.

Cansado de derrotas, o Capitão Gancho percebe que essa ocasião pode virar a seu favor. Ele cria uma teia de planos perversos para fazer Peter Pan e seus amigos se renderem. O trapaceiro decide interferir nos perigos que espreitam nos pântanos amaldiçoados e no templo dourado.

Determinado a não ser derrotado, o vilão parece estar um passo à frente de Peter Pan neste momento. Então o filme revela o que poderia acontecer se finalmente o Capitão Gancho descobrisse uma maneira de destruir os voadores Sininho e Peter Pan.

Reprise. 90 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 14h00

Sexta-feira, 29 de abril

Festival de Cinema – O Vencedor
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de sexta-feira, dia 29/4, para sábado, dia 30/4)

Título original: The Fighter: Estados Unidos. Ano: 2011. Gênero: drama biográfico. Direção: David O. Russell. Elenco: Mark Wahlberg, Christian Bale, Amy Adams, Melissa Leo, Jack McGee.

Micky Ward (Mark Wahlberg) é um boxeador americano peso meio-médio da cidade de Lowell, Massachusetts. Gerenciado por sua mãe, Alice Ward (Melissa Leo), e treinado por seu meio-irmão mais velho, Dicky Eklund (Christian Bale), Micky se tornou um "trampolim" para outros boxeadores subirem na carreira ao derrotá-lo.

Lenda do esporte, Dicky é um ex-boxeador que desperdiçou o seu talento e a sua grande chance. O auge do sucesso foi subir ao ringue contra Sugar Ray Leonard em 1978. Hoje viciado em crack, vê uma chance de sair do ostracismo com um documentário da HBO que ele acredita ser sobre seu "retorno".

O novato busca se tornar uma nova esperança de campeão e superar as conquistas de Dicky. Treinado pela família e sem obter sucesso em suas lutas, Micky precisa escolher entre seus familiares e a vontade de ser um verdadeiro campeão. "O Vencedor" é inspirado em uma emocionante história real em que a maior disputa é representada pela conquista dos próprios sonhos.

O ator Mark Wahlberg, o diretor David O. Russel, o elenco e a equipe técnica se uniram para dar vida às trajetórias de Micky e Dicky em uma série de momentos cômicos, ternos, contundentes e triunfantes, revelados tanto na sala de estar quanto no ringue de boxe.

Os roteiristas Paul Tamasy, que também produziu o filme, e Eric Johnson, um dos produtores executivos, foram inúmeras vezes à Lowell a fim de entrevistar pessoas ligadas à história, ou seja, a maior parte da comunidade. Após anos nesse processo de criação, "O Vencedor" foi filmado em apenas 33 dias nas ruas da cidade.

O longa-metragem "O Vencedor" conquistou dois Oscars nas categorias Melhor Ator Coadjuvante (Christian Bale) e Melhor Atriz Coadjuvante (Melissa Leo), além de outras cinco indicações, incluindo a de Melhor Filme e Melhor Diretor. Bale e Leo também foram premiados com o Globo de Ouro e com o Screen Actors Guild Awards.

Reprise. 116 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de sexta-feira, dia 29/4, para sábado, dia 30/4)

Sábado, 30 de abril

Cine Retrô – O Grande Xerife
16h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano de estreia: 1972. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner. Elenco: Amácio Mazzaropi, Patricia Mayo, Paulo Bonelli, Tony Cardi, Augusto César Ribeiro.

O humorista Amácio Mazzaropi interpreta o chefe dos correios, Inácio Poróroca, um viúvo que é pai de Mariazinha. Ele é o morador mais antigo de Vila do Céu onde vive cuidando da vida dos outros.

Um dia, chega na cidade, disfarçado de padre, o bandidão João Bigode. Em uma arruaça no bar da cidade, o maldoso mata o xerife e põe Poróroca em seu lugar. A confusão está armada e só o Grande Xerife pode proteger o povoado.

Reprise. 95 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 16h00

Sábado, 30 de abril

Cine Retrô – Meu Japão Brasileiro
21h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 1965. Gênero: comédia. Direção: Glauko Mirko Laurelli. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Célia Watanabe, Zilda Cardoso, Carlos Garcia, Reynaldo Martini, Adriano Stuart Elk Alves, Francisco Gomes, Judith Barbosa, Bob Junior, Ivone Hirata, Luiz Tokio, Luzia Yoshigumi.

Em uma comunidade rural nipo-brasileira, Amácio Mazzaropi vive um agricultor chamado Fofuca que enfrenta a exploração descarada do "seu" Leão, responsável por intermediar os negócios entre os produtores e o comércio na cidade.

Após muito penar em suas mãos, Fofuca articula com os camponeses a formação de uma cooperativa agrícola. Leão e seus filhos, entretanto, não vêem com bons olhos esta iniciativa e vão fazer de tudo para impedir Fofuca e seus amigos de conseguirem se dar bem neste Japão brasileiro.

Reprise. 102 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 21h00

Domingo, 1º de maio

Sessão Família – Zathura: Uma Aventura Espacial
14h00, na TV Brasil

Título original: Zathura: A Space Adventure. País: Estados Unidos. Ano: 2005. Gênero: aventura, infantil. Direção: Jon Favreau. Elenco: Jonah Bobo, Josh Hutcherson, Dax Shepard, Kristen Stewart, Tim Robbins, Frank Oz, John Alexander, Derek Mears, Douglas Tate, Joe Bucaro, Jeff Wolfe, Adam Wills.

Os irmãos Walter (Josh Hutcherson) e Danny (Jonah Bobo) encontram no porão de casa um misterioso jogo chamado Zathura. A dupla não tem um bom convívio. Eles são obrigados a passar o dia juntos na residência aos cuidados da irmã mais velha, a rabugenta Lisa (Kristen Stewart).

Os garotos decidem disputar uma partida e assim começa uma incrível viagem ao espaço. Os irmãos não esperavam que o jogo fizesse com que sua casa fosse magicamente arrancada da Terra. Eles enfrentam muitos desafios ao descobrir que tudo dentro de Zathura se torna real quando eles jogam.

Os meninos precisam conseguir chegar ao final do jogo para terem suas vidas de volta. A aventura envolve muitas reviravoltas, o congelamento da irmã e até o aparecimento de um astronauta na imprevisível trama.

Inédito. 101 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 14h00

Domingo, 1º de maio

Cine Retrô – Os Três Mosquiteiros Trapalhões
16h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 1980. Gênero: comédia. Direção: Adriano Stuart. Elenco: Renato Aragão, Dedé Santana, Mussum, Zacarias, Rosita Thomaz Lopes, Jorge Cherques, Denny Perrier, Pedro Aguinaga, Silvia Salgado, Wilton Vilar, Carlos Kurt, Edgard Franco.

Os namorados Fernanda (Silvia Salgado) e Duque (Pedro Aguinaga) vivem um romance proibido pelo pai dela, o industrial Dr. Luís (Jorge Cherques), mas consentido pela mãe da jovem, a sra. Ana Rocha (Rosita Tomáz Lopes).

Industrial à beira da falência, Dr. Luís espera recuperar seus negócios associando-se a Richer (Denny Perrier), um rico e ganancioso empresário. Em troca, o pai de Fernanda deverá ceder ao novo parceiro a filha em casamento.

Apesar do dilema, Fernanda não está disposta a romper com Duque que, apesar de jovem e bonito, não possui fortuna. Com a cumplicidade dos empregados da mansão, justamente os Trapalhões, Dona Ana tenta melhorar a imagem do rapaz junto ao marido.

Para isso, ela empresta a Duque um valioso colar de esmeraldas para ser penhorado. O dinheiro vai servir de investimento para o namorado de Fernanda realizar uma transação. Com a quantia do empenho, ele poderá comprar uma fazenda e mostrar ao Dr. Luís que tem condições de manter uma família.

No entanto, a joia é peça indispensável para selar o acordo entre os Dr. Luís e Richer. A peça acaba caindo na mão de bandidos e precisa ser recuperada em um curto espaço de tempo para salvar a fábrica e evitar a ruína dos negócios.

Desesperadas para reaver o colar, Fernanda e Dona Ana recebem a ajuda de quatro empregados da família: os jardineiros Dedé, Mussum e Zacarias e de Zé Galinha (Renato Aragão), encarregado do galinheiro.

Os Trapalhões são enviados em missão de resgate que percorre várias regiões do país. O quarteto enfrenta agiotas e contrabandistas desde o Amazonas até Foz do Iguaçu. Os bandidos repassam a joia para outros comparsas e interessados.

Na Amazônia, Zé Galinha pega algumas pedras antes da volta para o Rio de Janeiro onde os inusitados detetives encontram o bandido e finalmente recuperam o colar. Apesar do tumulto, a intervenção do quarteto é decisiva para a família reaver a peça.

Richer é desmascarado e Fernanda oficializa seu namoro com Duque. Enquanto isso, descobre-se que as pedras encontradas por Zé Galinha eram, na verdade, diamantes.

Reprise. 98 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 16h00

Domingo, 1º de maio

Cine Nacional – Esse viver ninguém me tira
23h00, na TV Brasil
País: Brasil. Ano: 2014. Gênero: documentário. Direção: Caco Ciocler.

O documentário traça um panorama sobre a atuação de Aracy Moebius de Carvalho, uma brasileira que, ainda jovem, se mudou para a Alemanha nazista ao lado de seu filho pequeno. Lá passou a trabalhar no consulado brasileiro onde, quando a perseguição promovida por Hitler apertou, ajudou vários judeus a emigrarem para o Brasil.

Foi, por assim dizer, a "Schindler brasileira", já que suportou toda a pressão e os riscos inerentes de seus atos para fazer aquilo que considera correto: salvar vidas, da maneira que lhe fosse possível.

"Esse viver ninguém me tira". É a partir dessa frase que o diretor Caco Ciocler inicia sua busca por Aracy de Carvalho Guimarães Rosa. Heroína anônima, morreu esquecendo e sendo esquecida, vítima do Alzheimer e de um país também sem memória. Única brasileira considerada uma justa entre as nações, viveu à sombra do marido famoso, o escritor João Guimarães Rosa.

Com pouquíssima documentação disponível e impedido de falar sobre a relação de Aracy com o marido, por questões de direitos autorais, o diretor joga luz sobre essa existência através de suas próprias motivações pessoais.

A produção obteve reconhecimento no Brasil e no exterior. O documentário dirigido por Caco Ciocler foi premiado em diversos festivais de cinema e fez parte da seleção oficial de diversos eventos da sétima arte.

Inédito. 80 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 23h00

Domingo, 1º de maio

Cine Retrô – O Vendedor de Linguiça
03h30, na TV Brasil (madrugada de domingo, dia 1º/5, para segunda-feira, dia 2/5)

País: Brasil. Ano: 1962. Gênero: comédia musical. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Argumento e produção: Amácio Mazzaropi. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Duval, Maximira Figueiredo, Amilton Fernandes, Carlos Garcia, David Neto, Maria Helena Rossignolli, Anita Sorrento.

O humorista Amácio Mazzaropi interpreta o personagem Gustavo, um vendedor de linguiça que, para conquistar sua freguesia, tem de ralar muito. Em meio a problemas com a família, vizinhos, e cachorros que adoram roubar suas linguiças, o comediante vive um banquete de situações engraçadas que vão fazer o público chorar de tanto rir.

O vendedor ambulante de linguiças sai todos os dias com seu filho Dudu (Carlos Garcia) a bordo de um pequeno caminhão e percorre os bairros da periferia de São Paulo oferecendo seu produto.

Flora (Maximira Figueiredo), filha de Gustavo, trabalha como empregada doméstica para patrões ricos e quando eles viajam, resolve passear pela cidade usando as roupas daquela família.

Durante esse passeio, a moça conhece o milionário Pierre (Amilton Fernandes) e ambos começam um namoro. Flora pega outras roupas dos seus empregadores a e dá ao pai e ao irmão Dudu, para fazer com que eles se passem por uma família rica.

A mentira é descoberta e todos vão parar na polícia enquanto Pierre sabe da verdade sobre a namorada através dos jornais. Mesmo assim ele quer continuar o namoro, mas a família dele tenta impedi-lo.

Entre as canções que fazem parte dos números musicais do filme estão "O Linguiceiro" e "Mocinho Lindo", interpretadas por Mazzaropi; "Olhar de saudade", cantada por Pery Ribeiro; "Não ponha a mão", entoada Elza Soares; e "Poema do adeus", na voz de Miltinho.

Reprise. 95 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 03h30 (madrugada de domingo, dia 1º/5, para segunda-feira, dia 2/5)

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code