Ad Code

''CNN No Plural'' fala sobre crimes contra a população LGBTQIA+

Reprodução

A presidente da Comissão da Diversidade Sexual e de Gênero da OAB-SP, Heloisa Alves, é a entrevistada do quadro CNN No Plural na manhã desta quarta-feira (18.05), na CNN Rádio. Ela fala com Letícia Vidica sobre a importância da denúncia e da conscientização sobre os diversos tipos de violência contra a população LGBTQIA+.

O episódio lembra que 17 de maio é o Dia Internacional contra a LGBTfobia, escolhido para lembrar que, no mesmo dia, em 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a  homossexualidade do rol de doenças. A data também é um marco para lembrar que discriminar pessoas pela orientação sexual ou identidade de gênero é preconceito e, no Brasil, é crime. Em 2019, o Supremo Tribunal Federal (STF) equiparou a homofobia aos crimes raciais, com aplicação de penas iguais. 

No “CNN Prime Time”,  reportagem de Soraya Lauand com produção de Letícia Brito relata histórias de pessoas LGBTQIA+ que sofreram violência, denunciaram o crime e viram seus agressores punidos. Uma delas é a enfermeira Alessandra Bandeira da Costa, que sofreu ofensas verbais e ameaças de agressão física por ter beijado a mulher dela em público. Outro exemplo é do publicitário Galileu Nogueira, que sofria assédio sistemático por uma rede de farmácias,  abriu um processo de danos morais e foi indenizado pela empresa. 

Em entrevista, a advogada Heloisa Alves ressalta a importância do entendimento do STF para o desfecho dos casos de violência favorável às vítimas.

O tema também é pauta da coluna "CNN No Plural+", do jornalista Rafael Câmara, publicada pelo site da CNN Brasil na quarta-feira à noite. 

CNN no Plural” é exibido às quartas-feiras de manhã pela CNN Rádio e no programa “CNN Prime Time'', no final da tarde. Disponível em todas as  plataformas do canal.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code