Ad Code

''Yuna e Chloe vão se aproximar de Pinóquio'' revela Marianna Santos no ''PoliCast'' desta terça

Divulgação Lourival Ribeiro/ SBT

Marianna Santos, atriz mirim de 11 anos conquista os apresentadores Nicholas Torres e Ana Zimerman no ''PoliCast'' desta terça-feira (03). A convidada fala sobre os bastidores de ''Poliana Moça'' e dá detalhes do que vem por aí. O podcast vai ao ar logo após a exibição da trama na TV, no canal da novela do YouTube, Spotify, Deezer e Amazon Music.

Marianna Santos tem apenas 11 anos de idade, mas já mostra muita simpatia, comunicação e discernimento. A atriz mirim já fez trabalhos no teatro com o musical de “Carinha de Anjo” e com o espetáculo “O Mágico de Oz- O Musical”. Mas iniciou sua carreira contracenando na novela do SBT, “Carinha de Anjo”, dando vida à Adriana.

Ela conta como foi trabalhar com pouca idade e como fazia para decorar os textos em sua primeira novela: “Eu não sabia ler, eu tinha quatro anos, eu tava no pré, estava na fase de alfabetização. Minha mãe lia, me dizia a fala e eu decorava”.

“‘Carinha de Anjo’ foi meu primeiro trabalho sério e eu era muito novinha, então, até hoje é uma diversão muito grande para eu estar fazendo, mas eu não entendia na época o que era atuar. Eu fui para ver seu eu gostava e gostei. Depois, com a ‘Poliana Moça’ e outras coisas que fui fazendo, eu fui crescendo e aprendendo comigo mesma e com meu trabalho, o que é ser uma atriz, o que é ser uma artistas”, completa Marianna.

Com seis anos de idade, a pequena celebridade tinha um canal com quadros de pegadinhas e micos. Hoje, cinco anos depois, já atingiu um milhão de inscritos no YouTube e dois milhões de seguidores no Instagram. “Agora, eu gosto muito de gravar vlog, já fiz um dia aqui no SBT, inclusive; eu faço trends [...] Seja você mesmo, crie o canal e faça aquilo que você gosta de fazer”.

Na novela “Poliana Moça”, Mariana interpreta Yuna, irmã mais nova de Song Park [Bella Chiang]. Discreta, esperta, autoconfiante e audaciosa, ela é muito ligada à tecnologia e praticante habilidosa de Hapkidô, arte marcial coreana, e se mostra uma boa detetive e espiã investigando o clubinho Magabelo, mostrando que pode fazer parte dele.

“Eu sempre quis fazer uma vilãzinha, sempre, sempre e quando eu recebi esse papel eu fiquei tão feliz. Eu já pensei em uma vilã e fiz uma vilã mais debochada, ela mais apronta. Eu pensei na minha cabeça uma pessoa implicante e fui construindo essa personagem e quando apresentei para a produção, eles falaram: ‘Ah, é isso. Essa é a Yuna’”, declara a convidada.

“A Yuna quer muito entrar no ‘Magabelopechlo, mas eles falam que tem que fazer o ritual e ela não quer fazer de jeito nenhum, ela fala: “vocês tem um drone? Ah que pena, eu tenho. Eu tenho coisas que vocês não têm e nunca vão ter, então vocês tem que me chamar para o clubinho, eu não preciso fazer ritual nenhum”, explica a entrevistada.

Tendo em comum com Chloe [Mari Campolongo] e Pedro [Tavinho Martins] sua paixão por aventuras e por mistérios, se aproxima deles quase que naturalmente. Junto com os dois, ela cria o clube Yupechlo, com o qual contribui, não somente com sua inteligência, mas também com seus aparatos tecnológicos. 

“A gente vai ser melhores amigas, vamos fazer um clubinho novo que é ‘Yupechlo’. Vai ser um clubinho muito fofo, porque são as crianças da novela, porque o ‘Magabelo’ está na pré-adolescência, então a parte mais fofinha da novela é a gente, porque como é uma novela mais adolescente tem que ter essa parte mais infantil”, diz.

Marianna revela uma curiosidade:  Yuna e Chloe vão se aproximar de Pinóquio [João Pedro Delfino]. “Sim, vamos ser amigas do Pinóquio. Vai ser uma amizade confusa, porque o Pinóquio foge muito, ele sempre tenta fugir, mas eu não posso contar mais.

O podcast “Policast” vai ao ar toda terça e quinta, logo após a exibição da novela, no canal de Poliana Moça no YouTube e nas plataformas de áudio

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code