Ad Code

Ao 'Sensacional', Marcos Uchôa revela enxurrada de propostas de trabalho após saída de emissora carioca: ''Claro que balança''

Divulgação RedeTV!

O 'Sensacional' (RedeTV!) desta terça-feira (28) recebe Marcos Uchôa. Na atração, exibida às 22h30, o convidado de Daniela Albuquerque revela ter recebido inúmeros convites para integrar o núcleo de jornalismo de diferentes emissoras, após ter saído, no final do último ano, do canal carioca, onde trabalhou por quase quatro décadas.

“Na primeira semana foram 11 propostas'', conta, confidenciando alguns detalhes. “Fazer um programa que eu pudesse decidir a pauta, como se fosse um ‘Globo Repórter’ novo, mas com assuntos que eu diria serem mais sérios. Chegou perto [de aceitar].” “O 'Globo Repórter' é bichinho e natureza, um jornalismo que, eu acho, não é o mais importante no Brasil hoje”, opina.

“Teve também de fazer podcast e aproveitar a internet que também é atraente. Claro que balança. Talvez até por ter acontecido muito rápido, eu estava com a decisão quente. Mas, enfim, eu fui para um outro lado.” compartilha o jornalista de 63 anos, que depois de realizar coberturas políticas, optou por vivenciar a experiência por um outro ângulo, se filiando a um partido eleitoral. 

Ainda no bate-papo com a apresentadora, o jornalista que ao longo da carreira também cobriu dez Olimpíadas, oito Copas do Mundo e oito guerras, confessa que, apesar do longo currículo, não realizou todos os desejos na área. “Gostaria de ter feito a primeira eleição do Obama, porque foi algo lindo. Quando ele entrou mostrou esperança para o mundo e tinha uma mensagem que era muito importante. Sem dúvida teria sido uma festa estar lá”.

"Ao mesmo tempo, fui privilegiado. Então mesmo quando, digamos assim, tive uma certa ‘inveja boa’ de colega que pôde cobrir algo que eu não pude, diria que ganhei mais do que perdi. Fiz mais coisas interessantes do que a maioria fez”, conclui Marcos Uchôa.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code