Ad Code

Discovery e discovery+ estreiam a sexta temporada de ''Construções Remotas''

Divulgação

A partir de quinta-feira, 16 de junho, às 23h10, a série CONSTRUÇÕES REMOTAS (Building Off The Grid), está de volta ao Discovery e ao discovery+ com novas empreitadas em meio à natureza. São dez episódios inéditos, com estreia semanal e simultânea na TV e no streaming, que acompanham a construção de refúgios com a função de levar conforto e segurança a áreas inóspitas, erguidos por mulheres e homens que não se amedrontam diante de terrenos difíceis e localizações isoladas.

Para construir essas casas literalmente “no meio do nada”, eles assumem jornadas que exigem conhecimento arquitetônico, soluções criativas e capacidade de rápida adaptação aos inúmeros imprevistos impostos pela natureza. Com duração de uma hora, cada episódio segue uma equipe diferente formada por intrépidos construtores enquanto eles executam um projeto audacioso.

Embora as propostas das casas sejam variadas – de cabanas rústicas a sofisticadas –, todas elas exigem processos complexos que, além de vencerem os desafios de terrenos de difícil acesso, cobram estado de alerta máximo de todos os trabalhadores. Enquanto driblam a falta de materiais e descobrem, durante a construção, as mudanças de planos que a natureza as obriga a fazer, as equipes também precisam se esquivar de predadores e de todos os perigos que esses canteiros de obras improvisados representam.

A nova temporada mostra refúgios localizados em diferentes terrenos desafiadores: da borda de um vulcão no Havaí às montanhas dos Apalaches. No primeiro episódio, Tony e Christina Happeny formam um casal que decidiu construir uma cabana em forma de cúpula geodésica, totalmente ecológica e isolada, com conforto térmico garantido por um sistema que integra cavidades geotérmicas ao domo e uma vista panorâmica da Cordilheira de South Cumberland, no estado americano do Tennessee.

Os dois sempre tiveram o sonho de construir um local onde consigam dar uma pausa na rotina movimentada da cidade grande e o primeiro passo para realizá-lo foi a compra de um terreno com área de seis hectares incrustrado nas montanhas. Mas, antes que esse refúgio ecológico se torne realidade, Tony e Christina precisam enfrentar o clima instável, o terreno íngreme e acidentado – e não só ele, já que acidentes ali são comuns.

O local é completamente isolado, então a logística dos materiais e máquinas deve ser precisa. Não há espaço para falhas, mas a escolha do método construtivo vai apresentar diversos entraves e os caminhos traiçoeiros das montanhas vão fazer máquinas e operários trabalharem literalmente à beira do precipício.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code