Ad Code

Rio-92: 'Cidades e Soluções' mostra avanços e desafios da discussão ambiental

Divulgação Globo

O ano de 1992 foi um marco para as discussões ambientais em nível global, com a realização da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento – a Rio-92. Cerca de 200 países se reuniram nesse evento, no Rio de Janeiro, para pensar ações sustentáveis e sociais e refletir sobre os impactos para as futuras gerações. Trinta anos depois, o 'Cidades e Soluções', da GloboNews, apresenta nos próximos dois domingos, dia 5 (Dia Mundial do Meio Ambiente) e dia 12, às 21h, um balanço do legado da Conferência e mostra também os avanços e os desafios que se deram neste período. 
 
“A partir do que ocorreu no Rio de Janeiro, tivemos uma importante mobilização com resultados que perduram na linha do tempo: a popularização da expressão ‘desenvolvimento sustentável’. Ela se tornou mundialmente conhecida, foi adotada nas gestões pública e privada, além de ser estudada nas escolas e universidades e, também, referenciada em tomadas de decisão por gestores de governos e empresas”, lembra o jornalista André Trigueiro.  
 
Trigueiro participou da cobertura da Conferência em 1992 e foi a partir dela que teve início o seu interesse pelo jornalismo ambiental. “Eu sou um ‘filhote’ da Rio-92. Todo o meu interesse por meio ambiente, como jornalista, professor universitário e autor de livros sobre o assunto, começou lá”, diz o jornalista.  
 
O ‘Cidades e Soluções’ faz um retrospecto de como estava o Brasil do início da década de 90, conversando com pessoas que estiveram no encontro, como o embaixador Marcos Azambuja, responsável por negociar as posições do Brasil na Rio-92. Passados 30 anos, André Trigueiro volta ao Aterro do Flamengo, local que serviu de palco do Fórum Global em 1992, evento paralelo à Conferência, que reuniu cerca de 10 mil pessoas, entre ativistas, cientistas e lideranças ambientais e indígenas. Lá, Trigueiro entrevista Fernando Gabeira e Carlos Minc, dois pioneiros que adotaram, já naquela época, a preservação do ambiente como discurso prioritário. Também foram ouvidos Paulo Arruda, um dos fundadores do Greenpeace Brasil, o líder indígena Aílton Krenak e o escritor Leonardo Boff, além de ativistas presentes no fórum.  
 
GloboNews Internacional repercute a imagem do Brasil no exterior 
 
A Rio-92 também ganha destaque no ‘GloboNews Internacional’ deste domingo, às 19h30. O programa lembra a posição de respeito que o Brasil conquistou a partir da realização da Conferência. No início da década de 90, o país se tornou a voz mundial do desenvolvimento sustentável, mas, ao longo das últimas três décadas, perdeu relevância no debate global. A equipe entrevista especialistas sobre a imagem do Brasil no exterior, as consequências e os próximos desafios junto à comunidade internacional.
 
Canal também exibe documentário sobre Rio Xingu 
 
Ainda dentro da programação especial que marca o Dia Mundial do Meio Ambiente, a GloboNews  exibe neste domingo, dia 5, às 23h, o documentário ‘O Silêncio do Rio’. Com direção de Rogério Soares, a produção viaja pelo Rio Xingu para documentar o impacto da barragem de Belo Monte, que causou danos ecológicos e sociais inestimáveis em toda a região, desalojando mais de 40 mil pessoas.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code