Ad Code

CNN Soft: informação, variedades e estilo de vida no seu final de semana

Divulgação

CNN Soft é a vertical de entretenimento com foco em conteúdos de comportamento e variedades da CNN Brasil. São episódios inéditos de programas de linha exibidos a cada final de semana.

A seguir, estão as sinopses, com detalhes das atrações que serão exibidas nos dias 2 e 3 de julho, próximos sábado e domingo.

Aqui, um resumo das atrações:

SÁBADO – 02/07

CNN VIAGEM E GASTRONOMIA - Japão em São Paulo -  às 21h

JORNADAS CULINÁRIAS – San Miguel de Allende e Ishnomaki –às 21h45

EM ALTA CNN -Minions e outros – às 22h30

UNIVERSO KARNAL – Medo - às 23h

CNN NOSSO MUNDO – Debora Diniz, aborto - às 23h45

DOMINGO – 03/07

ANTHONY BOURDAIN: LUGARES DESCONHECIDOS - Granada, Espanha - às 18h45

CNN SINAIS VITAIS - Hipersensibilidade alimentar - às 19h30

OLHARES BRASILEIROS – Abilio Diniz recebe Camila Farani – às 21h

CNN ENTRE MUNDOS – Terra do Surfe, Rincón, Puerto Rico - às 22h30

CNN SOFT BUSINESS – Futuro do dólar - às 23h15

PROGRAMAÇÃO CNN SOFT

CNN VIAGEM E GASTRONOMIA
Japão em São Paulo: Saberes e Sabores
Sábado, 02/07, às 21h

A força da cultura japonesa na cena paulistana é tão intensa que mereceu dose dupla no programa. A apresentadora Daniela Filomeno estendeu o passeio e transformou o Japão em São Paulo em dois episódios. Nesta segunda parte, a atração vai até a Japan House, um centro cultural do Japão em plena Avenida Paulista. Além de São Paulo, a Japan House tem sedes em Londres e em Los Angeles. Daniela visita as exposições e chama atenção para a fachada do local: são madeiras de templos japoneses, trazidas do Japão e duram até 200 anos, uma verdadeira obra de arte na selva de pedra.

O tour gastronômico prossegue, com Daniela visitando vasto cardápio de opções da culinária japonesa, dos tradicionais isakaya aos chefs estrelados, com direito até ao rámen na cidade, passando pelos restaurantes Isakaya Kuroda, Jun Sakamoto, Tonkotsu Barikote e JOJO Ramén.

Com o badalado Celso Kamura, Daniela bate um papo à mesa do Sushi Lika, numa conversa que fala do trabalho e também da vida do cabeleireiro.

Desbravando a vida noturna, etílica e social da cultura japonesa, há uma uma degustação de sakê, na adega do Sakê, e uma degustação de cervejas artesanais produzidas por três mulheres com ascendência japonesa.

Diversão em japonês também tem nome: Karaokê. Para encerrar a série do Japão em São Paulo e contemplar essa prática japonesa, Dani convida o chef Tsuyoshi Murakami para falar de gastronomia, novos projetos e, claro, com música e risadas. 

JORNADAS CULINÁRIAS
San Miguel de Allende e Ishinomaki : segredos dos chefs do México ao Japão
Sábado – 02/07, às 21h45

O renascimento e a celebração da vida são os temas que unem as histórias dos dois chefs protagonistas deste Jornadas Culinárias. O ponto de partida é o México do “Día de los Muertos” (foto de abertura do release), a celebração de Finados que, ali, não tem nada de triste. O chef Enrique Olvera, dono do restaurante Pujol, que figura entre os melhores do mundo, vai mergulhar no universo colorido e delicioso que toma conta do país desta data.

Para isso, ele deixa a Cidade do México, com sua agitação e suas comidas de rua, para mergulhar nas tradições da pequenina San Miguel Allende, a cerca de 300 km de distância. Lá, ele vai conhecer os segredos do preparo de uma iguaria que aparece como oferenda durante a festa. É o “pão de morto”, que pode ter formato de caveira, ossos ou corpos. Falando assim, até parece mórbido, mas basta ver esses pãezinhos cobertos de açúcar para se convencer do contrário. E, claro, nestas comemorações não poderiam faltar tamales e o mole, um molho típico mexicano de mil combinações e sabor complexo, que leva de pimentas a chocolate.

Enquanto no México as ruas são tomadas por bandas de mariachis; no Japão, a jornada de renascimento passa por uma tragédia: o tsunami que atingiu o país em 2011. O destino é Ishinomaki e esta é uma jornada sem volta. O chef Masateru Imamura, nascido nos arredores de Tóquio, e tendo trabalhado na metrópole japonesa, largou tudo para trabalhar temporariamente como voluntário ajudando as vítimas da tragédia. E o que era pra ser provisório, virou definitivo. Ishinomaki, a cidade mais atingida pelo tsunami, virou seu lar. Ali ele montou seu restaurante e, com esse trabalho, tem ajudado a reerguer a cidade, comprando de fornecedores locais e tentando impulsionar o turismo na região.

É Imamura quem guia pelas tradições de Ishinomaki, através do mercado de peixes, agora reconstruído, e por meio de viagens em barcos de pesca que contam quase tudo sobre a cultura gastronômica dali. E, como frescor é condição primordial por ali, os pescadores inventaram uma técnica para drenar o sangue do corpo do peixe de maneira a mantê-lo vivo por mais tempo até a chegada à terra firme. Vamos conhecer também a aldeia que era formada por apenas nove casas e onde, depois do tsunami, só restaram duas. Como eles têm feito para recuperar a região através do resgate de tradições culinárias? É o que o chef Imamura vai descobrir.

EM ALTA CNN
Minions e outras criaturas invadem o estúdio
Sábado – 02/07, às 22h30

Os Minions invadem o Em Alta CNN desta semana, na esteira da chegada de “Minions 2: A Origem do Gru” às salas de cinema.

Pegando carona na estreia, os apresentadores Mari Palma e Phelipe Siani trazem dicas com criaturinhas que amamos, como os próprios Minions, os Oompa-loompas de “A Fantástica Fábrica de Chocolate” e Baymax!, o robô inflável de Operação Big Hero que acaba de ganhar uma série solo na Disney+. 

Na entrevista da semana, Mari e Phelipe conversam com a atriz Maria Clara Gueiros. Ela fala sobre o seu trabalho em dublagem e sobre uma nova série da HBO Max que está em fase de pós-produção. O bate-papo está muito engraçado e alto-astral. 
 
Aproveitando a entrada no período de férias escolares, o Em Alta também traz dicas para maratonar em um mês, como o reality show “Criadores de Diversão”, da Netflix. A série acompanha o carpinteiro Jimmy Di Resta e o desafio de construir as invenções mais absurdas possíveis criadas por crianças.

Também chegam ao Disney+ as séries com personagens da Marvel produzidas originalmente pela Netflix. São elas: "Demolidor", "Luke Cage", "Jessica Jones", "Punho de Ferro", "O Justiceiro" e "Defensores". Agora, todas as produções Marvel estão reunidas em um só lugar.

O público também participa pela hashtag #EmAltaCNN, no perfil oficial da CNN Brasil Soft no Instagram e pelo número de WhatsApp (11) 99169-5086.

UNIVERSO KARNAL
E você, tem medo de quê?
Sábado 02/07, às 23h

 Individual ou coletivo, o medo é uma das emoções mais antigas e poderosas. Seja para o bem ou para o mal da humanidade. Afinal, existe medo saudável?

Neste episódio, Leandro Karnal investiga as origens desta emoção.

Quando o medo é usado como mecanismo de manipulação? Quais são os nossos medos contemporâneos?

O professor enfrenta algumas faces do sentimento. Participa do treinamento do Esquadrão de Bombas da Polícia Militar de São Paulo, para saber como os policiais lidam com o medo e estresse em um trabalho onde correm risco de morte a cada operação. Também neste episódio, a cantora Luiza Possi fala sobre a fobia que tem de pombos.

Ajudam a compreender as dimensões destas emoções os especialistas Mario Eduardo Costa Pereira, professor de psicopatologia na Unicamp e Flávio Ricardo Vassoler, doutor em Teoria Literária Comparada pela USP que apresenta o medo como um dos instrumentos de dominação do livro “1984”, escrito por George Orwell.

CNN NOSSO MUNDO
Aborto: o que diz a lei no Brasil e os debates em torno do tema pelo mundo
Sábado, 02/07, às 23h45

Se há um consenso sobre o tema é que ele não é simples e o assunto ganhou destaque na última semana tanto no Brasil como nos Estados Unidos com acontecimentos que envolvem, respectivamente, um drama individual e uma decisão histórica.

Por aqui, houve o caso de uma menina de 11 anos de Santa Catarina que foi induzida durante audiência com uma juíza a manter a gravidez por mais algumas semanas. Em seguida, ela foi conduzida e mantida em um abrigo para que a família não a levasse para interromper a gravidez.

Nos EUA, a Suprema Corte acaba de decidir que o aborto não é mais um direito constitucional naquele país, o que altera definitivamente a vida das mulheres em diversos estados norte-americanos.

Ambos os acontecimentos serão abordados durante o programa, que traz uma entrevista esclarecedora com a antropóloga e professora da UnB Debora Diniz, fala diretamente de Nova York, onde mora. Uma das maiores autoridades no mundo, ela fala sobre o assunto do alto de sua experiência com a Anis — Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero, organização não governamental de pesquisa e ação política em temas difíceis, tais como aborto, presídios e sexualidade. 

ANTHONY BOURDAIN: LUGARES DESCONHECIDOS
A herança moura e os encantos de Granada, na Espanha
Domingo 03/07 às 18h45

Que morador de cidade grande nunca pensou em largar tudo para morar num lugar tranquilo, de preferência cheio de paisagens lindas? E se neste lugar você ainda puder comer coisas deliciosas de graça enquanto bebe, e tirar aquele cochilo depois do almoço todos os dias? Pois é, Zach Zamboni, diretor de fotografia de “Lugares Desconhecidos” decidiu viver esse sonho, e Anthony Bourdain, claro, foi lá conferir, no melhor estilo “beliscar pra ver se é real”.

O lugar, a propósito, é Granada, na Espanha, que poderia ser definido por três costumes: flamenco, tapas e a sesta. Mas também é uma das cidades de influência moura no país. Uma herança que Bourdain vai conhecer numa visita ao imponente Palácio de Alhambra. Ele e Zach refletem sobre a engenhosidade da arquitetura do palácio enquanto digerem todas as tapas que comeram em um giro por vários bares locais na noite anterior. As tapas, aliás, foram a parte que Bourdain mais gostou: em um simples bar, você pode comer um simples pão com tomate até um legítimo caviar – esse último, claro, não é de graça, mas segundo Zach, vale cada colherada.

Mas não parou por aí. Bourdain também foi ao litoral participar de um churrasco na praia. Mas esqueça a carne e o pão com vinagrete. Ali tem carne de porco, morcilla, polvo, e até um tipo de prosciutto de atum. Precisa de mais? Crédito fotos: Zero Point Zero Production.

CNN SINAIS VITAIS
Alergia ou intolerância? Hipersensibilidade alimentar é coisa séria 
Domingo, 03/07, às 19h30

É alergia ou intolerância? “CNN Sinais Vitais” fala sobre “hipersensibilidade alimentar”

O “CNN Sinais Vitais”, com o dr. Roberto Kalil, vai tratar de um problema cada vez mais comum: hipersensibilidade alimentar. O termo foi criado para definir todo tipo de reação excessiva do organismo em relação a certo alimento, sejam alergias ou as chamadas intolerâncias. Mas, afinal, como definir o que é alergia, intolerância, doença celíaca?

Segundo os especialistas entrevistados, a intolerância alimentar ocorre quando o organismo não consegue digerir algum alimento, desencadeando sintomas como cólicas, diarreia, gases, e até vômito e dor de cabeça, entre outros. Nesses casos, o leite é o principal inimigo: cerca de 70% das pessoas não têm capacidade de digerir a lactose, por exemplo. Destes, 1/3 serão, de fato, intolerantes. “Entre os mais comuns estão: intolerância à lactose, ao glúten, à frutose, à sacarose, ao milho e à levedura”, afirma o Dr. Ricardo Barbuti, médico-assistente do Departamento de Gastroenterologia do HC-FMUSP.  

Na outra ponta, temos as alergias alimentares, que ocorrem quando há uma resposta do sistema imunológico ao que foi consumido. Nos últimos anos, o mundo viu um crescimento de 18% no número de pessoas com o problema. As alergias mais comuns são: proteína do leite, amendoim, frutos do mar e sulfito (conservante presente em itens como vinho, frutas secas etc).

A reportagem foi até a UNICAMP para acompanhar a rotina da Dra. Ariane Yang, imunologista e coordenadora do ambulatório de alergia alimentar. Ela mostrou quais são os exames mais indicados para diagnosticar as principais alergias e intolerâncias. É o caso do teste respiratório que mede a quantidade de gás exalado quando se consome lactose.

Mas e quando a alergia ao leite aparece em bebês que são amamentados? A dra. Patrícia Speridião, nutricionista e coordenadora do curso de Nutrição da UNIFESP, esclarece: leite materno não causa intolerância e nem alergia ao bebê. Segundo ela, porém, a proteína do leite de vaca consumida pela mãe pode ser passada ao bebê através da amamentação. Esse é o exemplo da família do pequeno Gabriel, de apenas 5 anos, que mora em Santo André, no ABC Paulista. O menino nasceu com alergia a proteína do leite, e hoje segue uma dieta restritiva.

A dra. Patrícia afirma ainda que, para evitar as crises, principalmente em crianças, os pais devem ficar de olho nos rótulos dos produtos. “Deve estar em caixa alta e negrito a frase ALERGICOS À LEITE, PODE CONTER LEITE. Mas a principal orientação é que as crianças consumam alimentos feitos em casa, e não industrializados”.

O programa destaca ainda que ambos os problemas – intolerância ou alergias – precisam ser tratadas de forma multidisciplinar, envolvendo profissionais como gastroenterologista, imunologista e nutricionistas.

O “CNN Sinais Vitais”, com Dr. Roberto Kalil, vai ao ar no domingo, 03 de julho, às 19h30, na CNN Brasil.

OLHARES BRASILEIROS
Tubarão e investidora-anjo. Essa é Camila Farani
Domingo, 03/07, às 21h

A empreendedora, educadora, investidora, empresária, colunista e apresentadora de TV Camila Farani é a convidada de Abilio Diniz, no próximo episódio de Olhares Brasileiros. Mais conhecida por ser um “tubarão” do programa Shark Tank Brasil, Camila não só é uma das 500 pessoas mais influentes da América Latina, segundo a Bloomberg, mas também é a maior investidora-anjo do País.

Abilio e Camila conversam sobre empreendedorismo, liderança feminina, sucesso e fracasso, riscos, insegurança jurídica e tributação, educação, burnout, tecnologia e soluções para o futuro dos negócios no país. 
 
CNN ENTRE MUNDOS
Rincón, Puerto Rico: um paraíso para o surfe no Atlântico Norte
Domingo, 03/07, às 22h30

Rincón, Porto Rico: conhecido como a North Shore do Caribe (uma referência a um point do Havaí), Rincón é uma espécie de paraíso tropical para o surf no Atlântico Norte. 

Colocada no mapa por uma competição de surf em 1968, a costa oeste de Porto Rico virou uma grande comunidade do esporte, que reúne surfistas americanos, canadenses e de todo o Caribe que querem pegar ondas e fugir do frio nos meses de inverno. Águas quentes, boas ondas e uma cena cultural ao mesmo tempo muito animada e relax dão o tom dessa comunidade, que é muito coesa. O trailer pode ser conferido a seguir:

CNN SOFT BUSINESS
O Futuro do dólar e seu poder na economia mundial
Domingo 03/07, às 23h15 

No CNN Soft Business deste domingo, os apresentadores Phelipe Siani e Fernando Nakagawa vão falar sobre o dólar, a moeda americana que manda e desmanda no planeta. Mas não é sobre o quanto custa, ou se está caindo ou subindo na cotação internacional. O papo é sobre o poder que o dólar exerce na economia mundial. Atualmente, a notinha verde é a principal reserva cambial dos bancos centrais, correspondendo a 60% dos cofres dos países desenvolvidos, segundo dados do Banco Mundial.

Para entender mais sobre a hegemonia da moeda americana, é preciso fazer uma viagem no tempo, para quando o padrão ouro se tornou o primeiro sistema monetário internacional. Mas depois, com o fim da Segunda Guerra Mundial e a vitória dos aliados, novos acordos econômicos foram estabelecidos e uma nova ordem financeira mundial foi fixada. Saía de cena a libra esterlina, entrava o dólar.

A partir daí, o mundo se “dolarizou”. Transações internacionais entre países que não têm o dólar como moeda local se tornaram a regra. Uma siderúrgica chinesa paga em dólar o minério de ferro extraído no interior do Pará. A transação de um cafezinho pago por você, que ganha em reais, com o cartão de crédito, em Buenos Aires, passa pelo dólar. Por que isso acontece? Quem explica é o professor Luiz Carlos Prado, do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

A China emerge como potência capaz de desbancar os EUA do topo da economia global. Especialistas apontam o yuan como uma moeda capaz de fazer frente ao dólar. Será? Sobre isso, a conversa é com Eduardo Diniz, professor da Escola de Administração da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Ele fez uma avaliação sobre o futuro do dólar e as possíveis moedas digitais que podem surgir para tentar substituí-lo.

O assunto mercado financeiro não fica de fora. É possível “desdolarizar” os investimentos no exterior? Quais os cuidados que o investidor deve ter na hora de aplicar dinheiro lá fora? As dicas são do responsável pela carteira internacional da Suno Research, Alberto Amparo.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code