Ad Code

TV Brasil exibe documentário sobre Roberto Burle Marx

Divulgação 

Em homenagem ao artista plástico Roberto Burle Marx, principal referência do país no paisagismo, que completaria 113 anos no dia 4 de agosto, a TV Brasil apresenta um documentário especial sobre sua vida e obra neste domingo (31), às 23h.

O filme "Paisagem - um Olhar Sobre Roberto Burle Marx" (2018) está em cartaz na faixa Cine DOC. Além da janela na programação da emissora pública, o longa também fica disponível nas plataformas digitais e pode ser conferido no app TV Brasil Play.

A produção traça um panorama sobre a arte e a personalidade do artista. Ao destacar as ideias de Burle Marx, a proposta é aguçar os sentidos e levar o telespectador à reflexão com uma sequência de imagens sensoriais que remetem ao legado que o renomado paisagista deixou para a humanidade.

Em forma de reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo experiente pesquisador ao longo de décadas, o documentário faz uma cartografia de seus estudos. Dirigido e escrito por João Vargas Penna, o filme mostra toda a contribuição do paisagista brasileiro à flora nacional e revela facetas de Burle Marx pouco conhecidas pelo grande público.

Espécies conservadas no Sítio Burle Marx

Natural de São Paulo, Burle Marx foi precursor da ecologia e da defesa do meio ambiente. O artista plástico valorizava as plantas nativas e descobriu muitas espécies novas. O paisagista realizou viagens exploratórias para coleta e pesquisa por todos os ecossistemas brasileiros. O resultado faz parte de uma enorme coleção de plantas vivas localizada no sítio onde morou no Rio de Janeiro.

A narração do documentário, baseada em falas e textos de Burle Marx, acompanha imagens das obras do paisagista. Os destaques ficam para o Sítio Burle Marx, o Parque do Flamengo e o Instituto Moreira Salles, no Rio de Janeiro; a fazenda Tacaruna e Vargem Grande, além da Praça Euclides da Cunha, no Recife; o Ministério das Relações Exteriores, em Brasília; e projetos em países como França e Venezuela.

Burle Marx adotou a capital fluminense como casa. A propriedade onde viveu na Cidade Maravilhosa, foi preservada e hoje é um sítio que mantém relíquias da flora brasileira. Legado para as novas gerações, o espaço reúne mais de três mil e quinhentas espécies de plantas de regiões tropicais e subtropicais.

A área florestal ganhou importância internacional. Em 2001, o Sítio Roberto Burle Marx foi declarado pela Unesco como patrimônio mundial, na categoria paisagem cultural. O local abriga 407 mil metros quadrados (m²) de área coberta por vegetação. Principal ícone do paisagismo brasileiro, o artista plástico transformou o modo de se observar e valorizou a importância da conservação ambiental no país.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code