Ad Code


HBO Max anuncia série documental sobre as línguas faladas no Brasil, com participações de Caetano Veloso e Maria Bethânia

Estêvão Ciavatta e as Pandereteiras da língua Galega/ Caetano, Estevão e Yeda Pessoa de Castro
Divulgação

A HBO Max anuncia a série documental sobre as línguas faladas no Brasil 'LÍNGUAS DA NOSSA LÍNGUA' (título provisório), que será exibida exclusivamente na HBO e na HBO Max. Com criação, roteiro e direção de Estevão Ciavatta, a produção vai abordar questões fundamentais sobre a construção do nosso idioma, como a variedade de 270 línguas nativas e africanas faladas no Brasil e como isso impacta a identidade cultural da nação. A série será falada em 12 línguas: português, galego, guarani, baniwa, tukano, patxohã, yorubá, quimbundo, pajubá, língua da Tabatinga, Nhengatu, yanomami.

Em fase de gravação, a produção contará com música de abertura original composta por Arnaldo Antunes e leitura exclusiva de autores clássicos da literatura brasileira por Maria Bethânia. A série documental também traz um encontro emocionante entre Caetano Veloso e Yeda Pessoa de Castro, referência em estudos de línguas africanas no Brasil, que são parentes e não se viam há mais de 30 anos.

A série também inovará ao registrar pela primeira vez a documentação da língua Pajubá, língua de resistência das travestis. Além disso, estão previstas participações dos membros da Academia Brasileira de Letras e Nélida Piñon; filmagens na Universidade do Minho, em Portugal, onde “nasceu” a língua portuguesa; registros da língua Baniwa em regiões remotas da Amazônia, filmagem no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, com poetas surdos e ouvintes, e muito mais.

Com consultoria e seleção de textos de Eucanaã Ferraz e criação, roteiro e direção de Estevão Ciavatta, 'LÍNGUAS DA NOSSA LÍNGUA' (título provisório) é uma coprodução com a Pindorama Filmes de uma produção brasileira independente, com lançamento exclusivo na plataforma de streaming e no canal HBO, ainda sem data de estreia. A série documental conta com recursos da Condecine -- Artigo 39.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code