Ad Code

Simone Tebet abre série de entrevistas do Roda Viva com os candidatos a presidente

Reprodução

Nesta segunda-feira (8/8), o Roda Viva inicia a série de entrevistas com os candidatos à Presidência da República. Quem abre o ciclo de sabatinas é Simone Tebet (MDB), seguida por Ciro Gomes (PDT) no dia 15 de agosto. Apresentada por Vera Magalhães, a edição ao vivo vai ao ar a partir das 22h, na TV Cultura, no site da emissora e nas plataformas digitais YouTube, Dailymotion, Twitter e Facebook.

A TV Cultura convidou os quatro primeiros colocados na última pesquisa Datafolha, divulgada em 28 de julho último. Em caso de empate nas intenções de voto, não levada em conta a margem de erro, o critério de desempate definido foi o número de parlamentares que a aliança do candidato tem no Congresso. Por esta regra, os convidados foram Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB).

As datas das entrevistas estão sendo definidas em negociação com as coordenações das campanhas. As campanhas do presidente Jair Bolsonaro e do ex-presidente Lula estão analisando as agendas e ainda não responderam aos convites feitos. Durante as entrevistas com os presidenciáveis, o Roda Viva vai contar com o trabalho de checagem de informações da agência "Aos Fatos".

Sobre Simone Tebet

Candidata do MDB (Movimento Democrático Brasileiro) à Presidência da República, Simone é crítica a polarização no país, afirmou em recente evento na FIESP que "O Brasil real não pode se resumir a duas personalidades ou a dois governos populistas". O nome de Simone Tebet foi oficializado no último dia 27 de julho com o apoio do PSDB e Cidadania. A tucana Mara Gabrilli será a vice na chapa.

Carreira

Simone Tebet é senadora, advogada e professora de direito. Nascida em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, tem 52 anos e é casada com Eduardo Rocha, Secretário de Gestão Estratégica do governo do Mato Grosso do Sul. Tem duas filhas, Maria Eduarda e Maria Fernanda Tebet Rocha. Foi aprovada aos 16 anos na Faculdade Nacional de Direito da UFRJ.

Tornou-se professora universitária de Direito Público e Administrativo, atividade que exerceu durante 12 anos. Também atuou como consultora jurídica e foi diretora da Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul. Em 2002, aos 31 anos, foi eleita Deputada Estadual pelo seu estado e, em 2004, foi a primeira mulher eleita prefeita de Três Lagoas.

Quatro anos depois, foi reeleita com 76% dos votos válidos. Em 2010, tornou-se a primeira mulher a assumir a cadeira de Vice-Governadora do MS. Em 2014 foi a primeira senadora eleita pelo Mato Grosso do Sul na história do país. Foi ainda a primeira mulher a presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), considerada a mais importante do Congresso Nacional, e a primeira mulher a disputar a presidência do Senado em 198 anos.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code