Ad Code

TV Brasil - Programação de Filmes de 15 a 21 de agosto

Divulgação 

Confira a programação de filmes da TV Brasil de 15 a 21 de agosto.

Segunda-feira, 15 de agosto

Sessão Família – Spark: uma aventura espacial
14h00, na TV Brasil

Título original: Spark: A Space Trail. País: Canadá, Coréia, EUA e China. Ano: 2016. Gênero: animação, aventura. Direção: Aaron Woodley.

O macaco adolescente Spark tem a missão de recuperar o Planeta Bana, sua terra natal, conquistada pelo malvado Zhong em um passado não muito distante. Com ajuda de seus amigos a raposa guerreira Vix e porco mecânico de naves espaciais Chunk, Spark embarca em uma aventura espacial repleta de mistério e superação.

O trio busca conseguir a harmonia em um cenário pós-apocalíptico de um planeta Bana dominado pelo tirano Zhong. Em meio aos desafios, Spark descobre ser herdeiro da família real que fora destituída por Zhong. Quando o inescrupuloso vilão descobre que a linhagem de seus inimigos ainda está em Bana, a emoção aumenta. Spark e seus amigos devem impedir que Zhong destrua o universo.

Reprise. 91 min.
Classificação Indicativa: Livre

Segunda-feira, 15 de agosto

Cine Retrô – Zé do Periquito
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de segunda, dia 15/8, para terça-feira, dia 16/8)

País: Brasil. Ano: 1960. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Ismar Porto. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Duval, Nena Viana, Amélia Bittencourt. 

Em "Zé do Periquito" (1960), Amácio Mazzaropi interpreta Genó, um tímido e pobre jardineiro de um colégio que se encanta por uma das alunas, Carmem. A jovem é filha de um empresário bem-sucedido que passa por dificuldades financeiras.

Para poder conquistar a moça, Genó deixa o emprego de jardineiro e vai para outra cidade onde trabalha com seu realejo em busca de dinheiro. O realejo fica famoso e, em pouco tempo, Genó consegue uma pequena fortuna.

As filmagens foram realizadas nos Estúdios da Vera Cruz, com locações em Santos. O longa conta ainda com números musicais de Mazzaropi, Agnaldo Rayol, Hebe Camargo, Cely Campello, Tony Campello, George Freedman, Paulo Molin e Carlão.

Reprise. 100 min.
Classificação Indicativa: 12 anos

Terça-feira, 16 de agosto

Sessão Família – Becassine, a Babá dos Sonhos
14h00, na TV Brasil

Título original: Bécassine, Le Trésor Viking. País: França. Ano: 2001. Gênero: animação. Direção: Philippe Vidal. Roteiro: Yves Coulon, Béatrice Marthouret, J.P. Pinchon.

Baseada nas histórias em quadrinhos criadas por Joseph Pinchon no início do século XX, a animação francesa "Becassine, a Babá dos Sonhos" acompanha as aventuras da babá que toda criança deseja ter.

Bécassine chega a Paris para cuidar de Charlotte, neta de uma de suas tutoradas anteriores, Loulotte. Durante a ação, a babá e a menina acabam por se envolver em uma odisseia repleta de humor, música e dança.

Elas precisam ir de Paris à Marselha, de Ibiza à Lapônia, tentando desvendar o que teria acontecido com o pai de Charlotte, Edmond. Do que ele está fugindo? Que segredo ele está tentando proteger? A família de Charlotte escapará das garras do perverso Gaspard, um suposto amigo da família?

A princípio, suas roupas típicas da Bretanha – vestido verde, avental branco e meias listradas – podem parecer um tanto estranhas, mas a desajeitada Bécassine ganha o coração dos que a conhecem, tanto por sua doçura quanto pelas confusões em que se mete.

Nessa adaptação dos quadrinhos para o cinema, dirigida por Philippe Vidal, as atrizes Muriel Robin, Kelly Marot e Zabou Breitman dão voz, respectivamente, aos principais personagens do desenho: Bécassine, Loulotte e Charlotte.

A atuação de Zabou Breitman não parou por aí. A artista ainda canta duas das músicas que integram a trilha sonora do longa-metragem de animação em dueto com a cantora e compositora parisiense Enzo Enzo.

Considerada a primeira protagonista feminina das tirinhas, as tramas de Becassine circularam pela primeira vez em 2 de fevereiro de 1905, na revista francesa La Semaine de Suzette. Ela é um dos mais longevos personagens de quadrinhos do país europeu.

O advento da personagem Bécassine no começo do século XX é considerado o nascimento da moderna história em quadrinhos franco-belga. As tiras marcam a transição entre as histórias ilustradas e as HQs como são conhecidas hoje.

Outro destaque da obra se refere ao seu estilo de desenho, com linhas vivas, modernas e arredondadas. Esse modo de ilustrar inspiraria o estilo ligne claire que Hergé, 25 anos depois, popularizou no clássico "As Aventuras de Tintin".

Reprise. 85 min.
Classificação Indicativa: Livre

Terça-feira, 16 de agosto

Cine Retrô – Um Caipira em Bariloche
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de terça, dia 16/8, para quarta-feira, dia 17/8)

País: Brasil. Ano: 1973. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Beatriz Bonnet, Ivan Mesquista, Carlos Valone.

Amácio Mazzaropi é Polidoro, um fazendeiro ingênuo que cai na conversa do genro e vende suas terras para um vigarista. O larápio engana a todos, inclusive sua própria esposa, uma argentina honesta e desiludida com o amor.

Por pura armação, os dois acabam indo parar em Bariloche e lá na neve, em meio a confusões e gargalhadas no frio argentino, o caipira começa a juntar os fatos e retorna para desmascarar os vilões.

A comédia promete muitas risadas e momentos de diversão, intriga e suspense para o público. O longa "Um caipira em Bariloche" foi uma das maiores bilheterias de toda a carreira do saudoso humorista Amácio Mazzaropi.

Reprise. 100 min.
Classificação Indicativa: 14 anos

Quarta-feira, 17 de agosto

Sessão Família – Encantado
14h00, na TV Brasil

Título original: Charming. País: Canadá. Ano: 2019. Gênero: animação, fantasia, comédia. Direção: Ross Venokur. 

No dia de seu batizado, o Príncipe Felipe Encantado é amaldiçoado pela bruxa Morgana com um feitiço que faz com que todas as mulheres do reino se apaixonem por ele até que um dia em que não será amado por mais ninguém.

A animação resgata as histórias de contos de fadas quando Branca de Neve, Cinderela e Bela Adormecida descobrem que todas elas são encantadas pelo mesmo Príncipe. Elas ficam perdidamente apaixonadas assim que o veem.

O Príncipe Encantado deve embarcar em uma viagem épica em busca de sua essência. Caso ele não encontre sua real alma gêmea antes de completar 21 anos de idade, todo o amor que Felipe conhece desaparecerá e existe no reino desaparecerá para sempre.

O encanto só pode ser rompido com um beijo de amor verdadeiro. Assim, quebrar a maldição de Morgana será bastante difícil diante de tamanha adoração. Para cumprir o desafio em três etapas, Felipe encontra apoio na ladra Leonora Quinonez, que está imune ao seu galanteio e se traveste de homem para ajudá-lo.

Reprise. 85 min.
Classificação Indicativa: Livre

Quinta-feira, 18 de agosto

Sessão Família – Jeca Tatu
14h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 1959. Gênero: comédia. Direção: Milton Amaral. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Duval, Marlene França, Nicolau Guzzardi, Nena Viana. 

Inspirado no personagem de Monteiro Lobato, Jeca Tatu é um caipira muito preguiçoso que vive em uma cidade do interior de São Paulo com sua esposa e filha.

Jeca é um roceiro ocioso de dar dó, mas essa indolência está com os dias contatos, pois seu ranchinho está ameaçado pela ganância de latifundiários sem coração. Agora, o protagonista vai precisar colocar em prática todo seu jeito matreiro para conseguir seu cantinho de terra.

Clássico da filmografia de Amácio Mazzaropi, o filme é uma declarada homenagem ao conterrâneo Monteiro Lobato, criador do personagem homônimo na obra "Urupês".

Na trama, Mazzaropi trata com singeleza a figura do homem do campo e a questão da reforma agrária

Reprise. 100 min.
Classificação Indicativa: 14 anos

Quinta-feira, 18 de agosto

Cine Retrô – O Dono da Bola

22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de quinta, dia 18/8, para sexta-feira, dia 19/8)

País: Brasil. Ano: 1961. Gênero: comédia. Direção: J.B. Tanko. Elenco: Ronald Golias, Grande Otelo, Norma Blum, Vera Regina, Carlos Imperial, Costinha, Perry Salles, Armando Nascimento, César Viola, Luiz de Carvalho, Valença Filho, Hélio Colona.

Ao entrar em um mercadinho que anuncia a degustação grátis de alimentos, o carregador de placas Carlos da Silva Bronco (Ronald Golias) conhece a demonstradora Eva (Norma Blum), que lhe revela ser participante de gincanas no programa 'O Dono da Bola', do canal 70.

Malandro carioca, Bronco gosta de viver na "moleza". Assistindo à televisão, Bronco e sua amiga, a doméstica Clarinha (Vera Regina), ficam sabendo que ele foi indicado para substituir Eva, eliminada na última fase do concurso.

Bronco resolve participar da disputa não pelo prêmio de 500 mil cruzeiros, mas para ajudar Bebeco, o avô de Eva. Apaixonado por Eva, Bronco precisa lidar com um revés amoroso. A moça está atraída pelo amigo dele, Fernando (Perry Salles), produtor de TV. Bronco pela ao colega que contrate Eva. Ela presencia Fernando com diversas namoradas, mesmo assim fica encantada com o seu charme.

Mesmo assim, o rapaz quer vencer o programa para receber o valor em dinheiro e doá-lo à família que passa por dificuldades financeiras. Eva e o avô estão perdendo a casa onde moram para a Imobiliária Fortuna. Os dois serão despejados do local em que a empresa pretende construir um edifício.

Para conquistar o prêmio, Bronco terá que derrotar um oponente à altura. Ele precisa superar o Ronaldo (Carlos Imperial) em quatro tarefas. O adversário tem costas quentes: além de sobrinho do dono da Imobiliária Fortuna, Ronaldo conta com a ajuda de Arquibaldo (Costinha). A dupla de trapaceiros está disposta a tudo para ganhar.

Na nova etapa da gincana, eles têm várias tarefas a serem executadas. Bronco e Ronaldo devem subir de jipe as escadas do Departamento Nacional de Produção Mineral do Rio de Janeiro, e levar um esportista famoso ao auditório do programa. Os desafios foram cumpridos com êxito pelos concorrentes.

A próxima atividade que os competidores devem realizar também é complicada. Na última fase da prova, Bronco e Ronaldo têm que conseguir levar um artista famoso ao programa. A personalidade acaba sendo o ator Grande Otelo, interpretado por ele próprio.

Enquanto isso, não resistindo à insistência de Fernando, Eva aceita ficar noiva dele, evitando sempre as investidas dos malandros Arquibaldo e Ronaldo. Com o tempo, Eva percebe que Fernando não consegue ficar longe das outras garotas e, por isso, resolve romper o noivado.

A competição entre Bronco e Ronaldo continua no concurso de tevê. A última tarefa da gincana é localizar Voluntário, o cachorro da Banda dos Fuzileiros Navais que está desaparecido. Bronco precisará superar as trapaças dos adversários para ganhar a disputa e conquistar o amor de Eva.Com a ajuda de Fernando, ele vence e conquista o prêmio. No final, Eva se declara a Bronco, na presença de Fernando e do avô.

Reprise. 90 min.
Classificação Indicativa: 12 anos

Sexta-feira, 19 de agosto

Sessão Família – O Jardim Secreto
14h00, na TV Brasil

Título original: The Secret Garden. País: EUA. Ano: 2017. Gênero: drama, fantasia, infantil. Direção: Owen Smith. Roteiro: Frances Hodgson Burnett. Elenco: Glennellen Anderson, Amanda Waters, Erin Leigh Bushko, Max River, Sacha A. Dzuba, Mark Ashworth, Hannah Fierman, Paden Garrett Anderson, Michael Vaughn. 

Mary Lennox (Glennellen Anderson) conhece personagens maravilhosos nessa trama que atualiza o clássico. Um deles é Martha Sowerby (Amanda Waters) que a jovem encontra quando chega à fábrica de Archibald Craven (Michael Vaughn).

Há uma tragédia associada à fábrica: Lily (Hannah Fierman), a esposa de Craven, morreu alguns anos atrás. O viúvo permite que apenas algumas das caldeiras sejam acesas, deixando a fábrica fria. Sua esposa adorava o local quando estava viva e trabalhou em criações maravilhosas e mágicas em seu "jardim secreto".

Em pouco tempo, Mary explora a fábrica e fica intrigada quando se depara com o jardim misterioso. Ela está convencida de que há muito mais no jardim do que aparenta.

O filme é uma adaptação do clássico romance homônimo de Frances Hodgson Burnett. No conto de fadas, a adolescente órfã Mary Lennox descobre a magia e o mistério de um jardim secreto.

Reprise. 90 min.
Classificação Indicativa: 12 anos

Sexta-feira, 19 de agosto

Cine Nacional – Gosto se Discute

22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de sexta-feira, dia 19/8, para sábado, dia 20/8)

País: Brasil. Ano: 2017. Gênero: comédia romântica. Direção: André Pellenz. Elenco: Cássio Gabus Mendes, Kéfera Buchmann, Gabriel Godoy, Paulo Miklos.

Chef de um restaurante requintado e tradicional, Augusto (Cássio Gabus Mendes) vê seu negócio entrar em crise por causa do sucesso de um ex-discípulo, Patrick (Gabriel Godoy), que instala um ‘food truck’ na praça onde fica o restaurante.

O banco, que também é sócio no restaurante, envia a meticulosa Cristina (Kéfera Buchmann) para atuar como nova gerente de Augusto e inspecionar a administração do estabelecimento. De imediato, Cristina e Augusto batem de frente, pois ela deseja implementar ideias inovadoras, a fim de mudar a rotina do local e torná-lo um sucesso entre os críticos de gastronomia.

Diante desse embate nos primeiros contatos com a nova gestora e sob pressão para criar um cardápio original, Augusto desenvolve uma síndrome rara e perde o paladar. Com isso, o protagonista passa a receber conselhos inusitados de seu médico (Paulo Miklos), que parecem não ajudar muito.

Reprise. 80 min.
Classificação Indicativa: 12 anos

Sábado, 20 de agosto

Cine Retrô – A Banda das Velhas Virgens
16h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 1979. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, André Luiz Toledo, Gilda Valença, José Velloni.

No longa "A Banda das Velhas Virgens", Amácio Mazzaropi interpreta um caipira que tem o sugestivo nome de Gostoso. Ele é o maestro de uma hilariante bandinha feminina formada por senhoras idosas e beatas. Orgulho da pequena cidade, a banda é mantida pelos donativos recolhidos pela igreja.

Os filhos de Gostoso se envolvem com os do patrão e ele resolve sair da fazenda para evitar perseguições. Expulso das terras onde vive, Gostoso recomeça a vida na cidade, indo morar em um depósito de ferro-velho.

Ao encontrar um saco de joias, o protagonista é acusado de roubo e tem que fazer de tudo para provar sua inocência. Como o querido caipira vai se safar dessa vez?

Reprise. 100 min.
Classificação Indicativa: 12 anos

Sábado, 20 de agosto

Cine Retrô – Uma Pistola para Djeca
21h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 1969. Gênero: comédia. Direção: Ary Fernandes. Elenco: Amácio Mazzaropi, Nello Pinheiro, Elizabeth Hartman, Patricia Mayo, Rogério Camara.

Amácio Mazzaropi interpreta Gumercindo, um homem pobre e honesto que tem sua filha seduzida pelo filho do fazendeiro. A garota fica grávida, mas a criança é motivo de chacotas por não ter pai.

O patrão acaba expulsando o trabalhador de suas terras e Gumercindo se une aos fazendeiros vizinhos para o ajuste de contas. Agora a justiça deverá ser feita, só será preciso que algum louco dê "Um Pistola para Djeca".

Reprise. 90 min.
Classificação Indicativa: 14 anos

Domingo, 21 de agosto

Sessão Família – Big Pai, Big Filho
14h00, na TV Brasil

Título original: The Son of Bigfoot. País: Bélgica, França. Ano: 2017.  Gênero: animação, infantil. Direção: Jeremy Degruson, Ben Stassen.

Adam, um garoto de treze anos que não tem muitos amigos, parte em uma jornada ousada para desvendar o mistério por trás de seu pai, há muito desaparecido. Ele rapidamente descobre que seu pai não é outro senão o lendário Pé Grande, que se escondeu na floresta por anos para proteger a si mesmo e sua família da HairCo., uma empresa de grande porte ansiosa para realizar experimentos científicos com seu DNA especial.

Enquanto pai e filho começam a recuperar o tempo perdido, Adam logo descobre que ele também é dotado de super poderes inimagináveis. Porém, mal sabem eles que a HairCo. está prestes a encontrá-los, pois descobriu os rastros deixados por Adam ao longo do caminho.

Reprise. 92 min.
Classificação Indicativa: Livre

Domingo, 21 de agosto

Festival de Cinema – Z – A Cidade Perdida
16h00, na TV Brasil

Título original: The Lost City of Z. País: Estados Unidos. Ano: 2016. Gênero: ação, aventura e drama biográfico. Direção: James Gray. Roteiro: James Gray e David Grann. Elenco: Charlie Hunnam, Robert Pattinson, Sienna Miller, Tom Holland, Angus Macfadyen, Ian McDiarmid, Franco Nero.

O filme de aventura conta a história real do explorador britânico Percy Fawcett (Charlie Hunnam) que viaja para o coração da Amazônia no começo do século XX. O cartógrafo e ex-oficial do império britânico descobre evidências de uma civilização avançada desconhecida que pode ter habitado a região.

Apesar de ridicularizado pela comunidade científica, que considera as populações indígenas "selvagens", Fawcett está determinado a retornar à amada selva na tentativa de confirmar sua tese. A viagem culmina com seu misterioso desaparecimento em 1925.

A intrigante narrativa acompanha as desventuras e surpresas enfrentadas pelo pesquisador britânico na Floresta Amazônica em busca das inúmeras possibilidades existentes em um território pouco explorado pelo homem branco onde habitam povos indígenas afastados da civilização ocidental na época.

Durante a jornada, o protagonista conta com o apoio da esposa Nina Fawcett (Sienna Miller) e do filho Jack Fawcett (Tom Holland). A trama do filme ainda tem a participação do explorador Henry Costin (Robert Pattinson) que os ajuda nessa arriscada trajetória.

Dirigido por James Gray e baseado no livro homônimo de David Grann, o drama biográfico "Z - A Cidade Perdida" (2016) é estrelado por Charlie Hunnam, Tom Holland, Robert Pattinson e Sienna Miller.

Reprise. 141 min.
Classificação Indicativa: 14 anos

Domingo, 21 de agosto

Cine DOC – Fotografação
23h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 2019. Gênero: documentário. Direção: Lauro Escorel. Roteiro: Evaldo Mocarzel e Lauro Escorel.

O documentário traça um panorama sobre a fotografia brasileira, desde seu surgimento aos dias atuais. A obra recorda os principais nomes dessa arte e aborda o impacto das novas tecnologias e da fotografia digital na sociedade contemporânea.

O filme destaca momentos marcantes da história da fotografia nacional a partir do olhar de Lauro Escorel, atuante diretor de fotografia do cinema brasileiro. O processo de pesquisa para realização da película durou três anos e resultou em um doc rico em depoimentos e imagens históricas.

O cineasta buscou elos de ligação entre os fotógrafos e suas imagens para construir sua narrativa e selecionar os que seriam abordados na tela. O filme focaliza a representação do país no trabalho de diversos profissionais e reflete sobre o impacto das fotos digitais na perspectiva atual.

O longa apresenta os primeiros fotógrafos a atuarem no Brasil, ainda no século XIX, como Marc Ferrez e Augusto Malta. Também passa pelos registros fotográficos do modernista Mário de Andrade, mas investiga com mais detalhes o trabalho de grandes praticantes da fotografia moderna: Hildegard Rosenthal, José Medeiros, Marcel Gautherot, Pierre Verger e Maurren Bisiliat.

Os depoimentos são marcados pela tônica afetiva e merecem espaço na trama de narrativas que contemplam dados históricos, biográficos e uma seleção de imagens fascinante. O conteúdo é associado a entrevistas com os principais especialistas em fotografia no país.

A produção também revela a conexão entre a fotografia e o cinema brasileiros. O documentário se vale de algumas imagens de filmes nacionais em que Escorel atuou como diretor de fotografia. A proposta é chegar aos dias de hoje em que observa os resultados da proliferação da imagem digital.

Inédito. 76 min.
Classificação Indicativa: 10 anos

Domingo, 21 de agosto

Cine Retrô – Meu Japão Brasileiro
03h30, na TV Brasil (madrugada de domingo, dia 21/8, para segunda-feira, dia 22/8)

País: Brasil. Ano: 1965. Gênero: comédia. Direção: Glauko Mirko Laurelli. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Célia Watanabe, Zilda Cardoso, Carlos Garcia, Reynaldo Martini, Adriano Stuart Elk Alves, Francisco Gomes, Judith Barbosa, Bob Junior, Ivone Hirata, Luiz Tokio, Luzia Yoshigumi.

Em uma comunidade rural nipo-brasileira, Amácio Mazzaropi vive um agricultor chamado Fofuca que enfrenta a exploração descarada do "seu" Leão, responsável por intermediar os negócios entre os produtores e o comércio na cidade.

Após muito penar em suas mãos, Fofuca articula com os camponeses a formação de uma cooperativa agrícola. Leão e seus filhos, entretanto, não vêem com bons olhos esta iniciativa e vão fazer de tudo para impedir Fofuca e seus amigos de conseguirem se dar bem neste Japão brasileiro.

Reprise. 102 min.
Classificação Indicativa: 12 anos

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code