Ad Code


Roda Viva discute ameaças à democracia brasileira com Steven Levitsky

Divulgação  DRCLAS | Harvard

Nesta segunda-feira (19/9), o Roda Viva discute as ameaças à democracia brasileira com o cientista político Steven Levitsky. O professor em Harvard, nos Estados Unidos, é referência em estudos sobre a América Latina e um dos autores do best-seller Como as Democracias Morrem. Com apresentação de Vera Magalhães, a edição inédita vai ao ar às 22h, na TV Cultura

"Cada vez que você tem um presidente autoritário concorrendo à reeleição, é não apenas uma ameaça à democracia, mas uma oportunidade para os eleitores darem um passo atrás e se mobilizarem numa direção mais democrática", afirma Levitsky. 
 
O cientista político também defende que o Brasil é um país difícil de ser governado, mesmo no sistema democrático, por conta de problemas muito persistentes. "É uma sociedade muito desigual, e essa desigualdade tem a ver com a renda, riqueza, região, mas também com a raça." E completa: "Há um nível de medo e insegurança no Brasil que cria uma tentação para votar em pessoas autoritárias".
 
Levitsky ainda comenta que se as forças democráticas tirarem Bolsonaro do poder, e o Brasil se reconciliar com a sua democracia, o impacto em toda a América Latina será positivo. "O que é Bolsonaro como político? Acho que ele é bem abaixo da média, bem medíocre, estúpido, ele poderia ter feito muito mais para consolidar o poder nos primeiros dois anos da presidência", diz.
 
A bancada de entrevistadores conta com Daniel Bramatti, editor do Estadão Verifica; Janaína Figueiredo, repórter especial do Jornal O Globo; Joel Pinheiro, filósofo e economista; Ju Wallauer, apresentadora do podcast Mamilos; e Natalia Viana, diretora-executiva da Agência Pública.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code