A relação de Benjamin e Lumiar em 'Vai na Fé'

Divulgação Globo/João Miguel Júnior

Lumiar (Carolina Dieckmann) e Benjamin (Samuel de Assis) se conheceram na faculdade de Direito, se enfrentando no Clube de Debates. Mesmo com personalidades opostas, ela objetiva e racional e ele idealista e passional, acabaram se aproximando. Foi Ben quem estava ao lado dela em seu primeiro, e último, porre. Quando o pai de Ben morreu, Lumiar ajudou o rapaz recém-formado a segurar as pontas no escritório que herdou. Embora com suas diferenças, o amor uniu esse casal de advogados. 
 
Hoje, Ben sabe que o rapaz que foi na juventude mal reconheceria o homem que se tornou. Advogado criminalista, foi se tornando uma pessoa mais pragmática e aprendeu que sua função é de assegurar um julgamento justo, lutando para que seu cliente tenha direito à ampla defesa, seja ele culpado ou inocente. “O Ben traz essa bifurcação que às vezes a gente tem que ter entre o que a acreditamos e o que precisamos ser naquele momento. Só que ele faz isso sem se desvirtuar, sem ir para um lado negativo, sem se afetar. Ele é um cara muito amoroso”, analisa Samuel. Ao lado de Lumiar, construiu uma carreira bem-sucedida e a parceria dos dois vai além da rotina dos tribunais - levam juntos uma vida feliz. Não ter filhos é uma decisão de Lumiar que Ben consentiu (por ora!), pois preferem viajar pelo mundo. O desejo mesmo de Ben é tirar um ano sabático, mas esse dia nunca chega. “Lumiar e Ben se gostam, se admiram, mas ele começa a questionar alguns aspectos da sua vida profissional, e ela não. Essa será a primeira discordância entre os dois”, conta Carolina Dieckmann. A visão de mundo de Ben se transformará após ele sobreviver milagrosamente a um grave acidente de carro. 
 
Lumiar se sente completa com a relação que construiu com o marido, o trabalho no escritório de advocacia e as aulas que ministra na universidade. É uma mulher objetiva, controladora e metódica, a antítese de seus pais Dora (Claudia Ohana) e Fábio (Zé Carlos Machado), um casal neo-hippie. Seu nome (que ela odeia!) é uma homenagem à cidade onde nasceu, Lumiar, na Região Serrana do Rio. É lá que seus pais mantêm o Refúgio Paz de Lumiar, um local de contato com a natureza, paz e renovação, mas a advogada não se identifica com nada ali. Com as reviravoltas que sua vida dará, Lumiar também vai questionar suas escolhas e a segurança com que planejou a sua vida. 
 
Se a maternidade não faz parte dos planos de Lumiar, quem mais lamenta são seus pais, pela falta que os netos fazem no sítio da serra onde moram. O Refúgio Paz de Lumiar é um centro de terapia holísticas construído por Dora e Fábio. “Eles usam óleos essenciais, pedras, chás, práticas de xamanismo, tudo para encontrar espiritualidade, paz e saúde. Dora é uma pessoa feliz! Ela e Fábio se amam muito”, diz Claudia Ohana. Dora, terapeuta holística, se relaciona facilmente com estranhos, mas tem dificuldade para se aproximar da própria filha. Com o tempo e suas adversidades, as duas podem encontrar sua própria forma de amar. Entre Dora e Fábio a relação é de cumplicidade, leveza e alegria. O encontro dos dois fez o então cantor e ator galã repensar o que realmente é ser feliz e largar a vida agitada que levava para viver com a mulher conectados à natureza. Fábio é também pai de Lui Lorenzo (José Loreto), com quem não tem muito contato, por causa do ressentimento de Wilma (Renata Sorrah), sua ex-companheira de cena e caso eventual.  
 
'Vai na Fé', é uma novela criada e escrita por Rosane Svartman e com direção artística de Paulo Silvestrini. A obra é escrita com Mário Viana, Pedro Alvarenga, Renata Corrêa, Renata Sofia e Sabrina Rosa. A produção é de Mariana Pinheiro e a direção de gênero é de José Luiz Villamarim.

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato