Manoela Aliperti vive amadurecimento de personagem na temporada final de 'As Five': ''A Lica sente muita falta de atenção da própria mãe''

Foto: Divulgação Globo/Maurício Fidalgo

Explosiva, irônica e meio carrancuda. Essa sempre foi Lica, personagem interpretada por Manoela Aliperti em 'As Five'. Na terceira temporada da série Original Globoplay, que estreia dia 1º de março e ficará completa com exclusividade na plataforma, Lica se vê cada vez mais envolvida na relação com Maura (Tamirys O’Hanna), que parece ter ganhado estabilidade, apesar de sua ansiedade por viver tudo o que há para ser vivido de uma única vez. Mas, assim como na vida, nem tudo são flores, e Lica ainda precisará resolver sua relação conturbada com a mãe, Marta (Malu Galli), para se ver de uma vez por todas como uma mulher adulta.   

No final da temporada anterior, após testemunhar o episódio de racismo vivido por sua amiga Ellen (Heslaine Vieira) no ambiente de trabalho, Lica escreve uma matéria expondo a empresa que ganha bastante notoriedade e profissionaliza a sua revista. Em oito episódios, que se somam às duas temporadas da série já disponíveis no streaming da Globo, Lica vai, aos poucos, tomando consciência de que seu amadurecimento está relacionado à renúncia dos privilégios financeiros oferecidos por sua mãe, o que inclui um carro novo que ela ganha de presente, o cartão de crédito compartilhado e, no limite, o apartamento onde ela vive com Keyla (Gabriela Medvedovsky), Tonico (Matheus Dias) e Benê (Daphne Bozaski).

Formada em artes cênicas pela Escola Superior de Artes Célia Helena, em São Paulo, Manoela Aliperti começou sua carreira na TV em 2013, e Lica é uma de suas personagens mais marcantes. Papel que interpreta desde 2017 em ‘Malhação: Viva a Diferença’, a atriz comenta como cresceu e se desenvolveu junto com Lica, dentro e fora das telas. 

Confira a entrevista com Manoela Aliperti:

1. Para você, o que os fãs podem esperar da terceira temporada de ‘As Five’?
Os fãs podem esperar muitas revelações, conflitos de interesse, intensidade, romance, aprofundamento e mudanças de rumo! 
 
2. Lica parece querer avançar na relação com Maura. Como você descreve a personagem nessa temporada no quesito amor?
Acho que no quesito amor, ela está vivendo intensamente a paixão dela com a Maura. Com o jeitinho Lica de ser. 
 
3. Ao mesmo tempo em que Lica parece se aproximar da mãe, também acompanhamos um processo de independência financeira; um certo desligamento das raízes familiares. Você concorda com isso? Explique essa nova fase da personagem.
A Lica sente muita falta de atenção da própria mãe. Por mais que a Marta esteja presente na sua vida, ela não dá a atenção que a Lica quer e o relacionamento delas às vezes pode ficar um pouco tenso por conta disso. Nas aproximações da Marta e da Lica dessa temporada, a Lica vai perceber a influência que a mãe tem sobre as suas realizações. Ela também vai perceber, com a ajuda das amigas, que ela precisa parar de ser café com leite na vida adulta e, assim, começar a abrir mão dos privilégios que foram dados pela família. Eu concordo que chega um ponto da vida em que a gente tem que começar a fazer um movimento de distanciamento dos próprios pais para poder caminhar sobre os próprios pés, crescer e se autorreferenciar.
 
4. O que despertou Lica para o desafio dessa independência, quando no início da temporada ela se orgulha do carro dado de presente por sua mãe? Quais sentimentos estão envolvidos?
No início da temporada a Lica está muito feliz com a sua conquista jornalística. A matéria sobre a empresa de tecnologia viralizou. Só que aos poucos ela vai entendendo que o mérito que ela achava que era dela, na verdade, teve um empurrãozinho externo. Essa é a primeira semente para ela perceber o quanto ela precisa se desvencilhar desse seio materno controlador. A partir daí, ela vai encontrando forças para finalmente cortar o cordão umbilical e se jogar no mundão a valer, sem paraquedas. 
 
5. Como Lica se sente ao descobrir que sua amiga Tina tem problemas com alcoolismo?
Como a Tina, a Lica também já teve problemas de dependência química. E quando a Tina chega destruída, primeiro a Lica nem dá muita atenção, acha que é só mais uma das noitadas em que a Tina bebeu muito. À medida em que a Tina vai se revelando, a Lica vai percebendo que a situação é mais séria.
 
6. Que ensinamentos Lica te trouxe nesta temporada?
Eu aprendi a respeitar o meu momento de passagem e medo da transição pra vida adulta. Aprendi a legitimar esse momento.
 
7. Teve alguma curiosidade nas gravações que você gostaria de compartilhar?
Sim! A primeira cena que eu gravei foi uma das últimas cenas da temporada. A gente começou pelo fim! 
 
8. De forma geral, como descreve essa temporada?
Essa é uma temporada muito bonita, porque ela tem coragem de revelar as dificuldades e contradições da vida de cada uma das personagens.

Criada por Cao Hamburger e escrita por Cao Hamburger, Luna Grimberg, Maiara de Paula e Maíra Motta, com Cleissa Regina Martins, a terceira temporada de ‘As Five’, Original Globoplay, tem direção artística de Fabrício Mamberti e direção geral de Rafael Miranda. A produção executiva é de Isabela Bellenzani (Estúdios Globo), e a produção é de Caio Gullane e Fabiano Gullane (Gullane). A direção de gênero é de José Luiz Villamarim.

O Universo da TV

O Universo da TV é o site perfeito para quem quer ficar por dentro das últimas novidades da TV. Aqui, você encontra notícias sobre TV paga, programação de TV, plataformas de streaming e muito mais. É o único site que oferece uma cobertura completa da TV, para que você nunca perca nada. facebook instagram twitter youtube

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de contato