Header Ads

SBT responde o ataque feito pela Band a respeito da guerra com operadoras de TV paga


SBT rebate o ataque feito pela Band. (Imagem/Reprodução)
Nesta sexta-feira (7) ontem, O 'Jornal da Band' fez uma matéria especial sobre a guerra entre operadoras de TV paga (SKY, NET, Claro hdtv, e Oi TV), com o grupo Simba formado pelo SBT, Record e RedeTV!. Na reportagem de dois minutos, atacou fortemente as emissoras envolvidas na guerra.  

A reportagem indagou populares na rua com a seguinte questão: “E o telespectador? Será que ele estaria disposto a pagar por algo que ele tem garantido por lei e de graça?”. E continua dizendo: "As três emissoras querem cobrar pelo conteúdo que sempre foi gratuito", iniciou a Band. "Elas criaram a Simba, uma empresa que passou a exigir cerca de R$ 15 por mês para que voltem à programação das operadoras. E o telespectador, será que está disposto a pagar por algo que ele tem garantido por Lei e de graça?", a entrevista respondeu, "não".

A reportagem ainda deu a entender que seria mais vantajoso que o cliente que queira ver aos canais da Simba compre uma antena de TV digital, que custa “a partir de 38 reais”.

A matéria enfatizou também que os três canais que brigam com as operadoras perderam bastante audiência desde o último dia 30.

Assista a reportagem


Mas, o SBT  resolveu rebate o ataque feito pela Band em reportagem. Ainda na noite do ontem, o SBT “respondeu indiretamente” à matéria da Band, com um comunicado publicado em seu site. Na nota, a emissora salienta que cobrar as operadoras de TV paga pelo carregamento de seu sinal digital é procedimento legal; afirma também não querer repassar qualquer custo ao assinante. E atesta o compromisso firmado junto ao CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) de investir em produção de conteúdo e na criação de novos canais pagos.

Se ouvir algo como “ Essas emissoras querem agora cobrar do consumidor final”, saiba que é mentira!. E continua dizendo: "Queremos é receber um valor justo dessas operadoras, tal qual como pagam hoje para outras emissoras nacionais e estrangeiras." Se ouvir “Mas esses canais são de graça ou em cortesia”, tente ficar só com os canais abertos sem pagar nada. De graça de verdade, só a TV aberta que você recebe do ar!", disse o SBT.  Leia o comunicado completo clicando em aqui.

Junto ao comunicado postou uma imagem em defesa do grupo Simba:

 
Essa briga está gerando um prejuízo para ambos os lados envolvidos. Um lado perde audiência, empresas deixam de anunciar nas emissoras e as operadoras ficam como? De acordo com informações publicadas pelo portal IG, as operadoras de TV paga desde do corte do sinal das emissoras perderam mais de 1 milhão de assinantes, que não acordam em ficar sem as 3 emissoras abertas. 

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.