Home Top Ad

Canal Brasil - Destaques da programação de 26 de fevereiro a 4 de março

Share:

Destaques da programação Canal Brasil. (Imagem: Divulgação)
Conheça os destaques da programação do Canal Brasil de 26 de fevereiro a 04 de março.

Filme B – A Bonequinha da Mamãe
Horário: Segunda, dia 26, às 19h30
Inédito
Classificação: 16 anos

Os “Filmes B” marcaram época no cinema americano na primeira metade do século passado. O Canal Brasil homenageia o gênero em fevereiro com uma nova série formada por cinco telefilmes que mostram a produção nacional do estilo. Entre bonecas amaldiçoadas, zumbis, vampiros e mutantes, o programa traz à tela a estética cinematográfica que transforma o tosco em divertimento.

Neste episódio: Imbuída por um espírito maligno, uma boneca vai ser a responsável por acontecimentos misteriosos e assassinatos violentos e sangrentos que vão tirar o sono de quem convive ao seu lado.

Espelho – Belisário Franca
Horário: Segunda, dia 26, às 21h30
Reprise
Classificação: Livre

A 12ª temporada da atração comandada e criada pelo apresentador, ator, diretor e escritor Lázaro Ramos traz novidades e abertura repaginada. “Quando o ‘Espelho’ surgiu, em 2005, pretendíamos levantar a autoestima negra e debatê-la, o que é bem diferente de reduzir a discussão ao racismo”, analisa o anfitrião. “Com o passar dos anos, compreendemos que poderíamos conversar sobre qualquer tema. O tempo nos fez agregar mais gente, porém, o que nunca mudou é a nossa procura incansável em trazer convidados que tenham ideias diversas e que abordem questões urgentes para a sociedade”, explica Lázaro sobre o programa, que já ultrapassou a marca de 300 entrevistados em sua trajetória.

Um dos destaques do novo ano é a interatividade: os convidados recebem perguntas enviadas pelo Twitter. “Estas participações inúmeras vezes mudam o rumo da conversa. E ressaltam nosso motriz em realizar entrevistas relevantes sobre comportamento e cultura”, resume Lázaro.

Neste episódio: Belisário Franca fala sobre a função social do cinema e discorre sobre o futuro do audiovisual. O cineasta comenta seu projeto mais recente, o documentário “Menino 23 – Infâncias Perdidas no Brasil”.

Eletrogordo – Andreas Kisser
Horário: Segunda, dia 26, à 0h
Reprise
Classificação: 14 anos

Vocalista da banda punk Ratos de Porão, João Gordo fez história nos palcos com suas letras anárquicas e apresentações agressivas, e se aventurou no mundo da televisão, como anfitrião em programas cômicos, como talk shows politicamente incorretos. Sob direção de André Barcinski, o apresentador conduz a segunda temporada de sua atração no Canal Brasil num cenário que é uma oficina de eletrodomésticos velhos.

Neste episódio: Andreas Kisser fala sobre a repercussão do disco “Machine Messiah”, novo trabalho da banda Sepultura. O músico lembra ainda  a experiência de gravar na Suécia e conta como é o processo criativo do grupo.

Cidade Partida – As Upps Fracassaram?
Horário: Terça, dia 27, às 21h
Inédito
Classificação: 16 anos

José Júnior, Elisa Lucinda e Luis Erlanger em uma mesa-redonda para debater assuntos polêmicos em voga no país atualmente. Todo episódio traz um tema recorrente na mídia e nas redes sociais. Dois convidados de opiniões contrárias dissertam sobre seus pontos de vista em questões como delação premiada, apropriação cultural, pena de morte, acolhimento de refugiados, adoção por parte de casais homossexuais, arte urbana, identidade de gênero e feminismo.

Neste episódio: O pesquisador João Trajano Sento-Sé e o coordenador de comunicação social da PMERJ, Major Ivan Blaz, falam sobre os erros e acertos das UPPs e o panorama das políticas de segurança pública no Rio de Janeiro.

Bipolar Show – Maria Luísa Mendonça
Horário: Terça, dia 27, às 21h30
Inédito
Classificação: 14 anos

Uma nova temporada crua e essencial, diretamente das ruínas do Cassino da Urca e do campus da UFRJ.

Neste episódio: “Eu quero falar do silêncio”. Maria Luísa Mendonça não quer falar de outra coisa que não o Cassino da Urca. Michel Melamed convoca alunos da UFRJ, que se revezam na tentativa de entrevistar a convidada.

Transando Com Laerte – Edith Modesto
Horário: Terça, dia 27, à 0h
Reprise
Classificação: 12 anos

Laerte Coutinho é uma das mais irreverentes e provocantes figuras da cultura brasileira. A cartunista transgênero é referência artística quando o assunto é criar personagens politicamente incorretos e de humor ácido, desenvolvidos em pequenas frases. Saindo do mundo das tirinhas e embarcando ao universo da televisão, a chargista retorna ao Canal Brasil para investigar temas contemporâneos a partir de entrevistas com os mais diversos convidados, entre atores, músicos e companheiros de profissão.

Neste episódio: Edith Modesto fala sobre a complexidade humana nas construções dos conceitos de gêneros. A psicanalista conta como a expectativa familiar pode influenciar no auto preconceito de um indivíduo.

Cineastas do Real – Eryk Rocha
Horário: Quarta, dia 28, às 21h
Inédito
Classificação: Livre

O jornalista, cineasta e escritor Amir Labaki reúne os maiores ícones do universo dos documentários em entrevistas que investigam as motivações e vasculham os detalhes da filmografia de cada realizador. Para complementar e enriquecer a experiência, após a exibição no horário alternativo de terça-feira, às 13h30, o Canal Brasil exibe, na sequência, um filme assinado pelo realizador entrevistado no episódio recém-terminado.

Neste episódio: Vencedor do Olho de Ouro no Festival de Cannes de 2016, Eryk Rocha é o convidado da semana. O cineasta fala sobre os filmes “Rocha que Voa”, que revisita a obra de Glauber Rocha, e “Cinema Novo”.

A Arte do Encontro – Ary Fontoura
Horário: Quarta, dia 28, às 21h30
Reprise
Classificação: Livre

Após 13 episódios comandados por Tony Ramos, Bárbara Paz assume o lugar do ator. Assim como seu antecessor, ela recebe convidados para um encontro intimista, onde há apenas os envolvidos e uma pequena mesa. Bárbara abre a conversa em torno de histórias de vida, infância e família, entremeadas por trajetórias profissionais. Entre as entrevistas, a apresentadora faz leituras de trechos de livros relacionados à personalidade participante.

Neste episódio: Tony Ramos recebe Ary Fontoura para um bate-papo sobre fé, visão de mundo e autoconhecimento. Os atores fazem uma leitura dramatizada de “A Vida de Galileu”, de Bertolt Brecht.

Pornolândia – O amor ao cinema e à pornochanchada
Horário: Quarta, dia 28, à 0h
Reprise
Classificação: 16 anos

A musa da pornochanchada Nicole Puzzi, reúne convidados de diversos ramos dentro do universo do entretenimento adulto. A direção é de Roy Rufião, conhecido por produzir filmes eróticos nada convencionais.

Neste episódio: Imara Reis relembra o início da sua carreira no teatro e conta como migrou para a televisão e o cinema. A atriz resgata seus trabalhos mais marcantes e as parcerias com Nicole Puzzi.

Tô Chegando – Fleeting Circus
Horário: Quinta, dia 1º, às 16h
Reprise
Classificação: Livre

Gabriel Moura, Leandro Fregonesi, Kassin, Erika Martins, Liah Soares e Suricato têm algo em comum além do talento. Os seis possuem alguns anos de estrada, mas têm poucos registros em imagens. A série inédita “Tô Chegando” apresenta nomes da música brasileira, de diferentes estilos, com grande potencial para o sucesso. Em seis episódios, os artistas relembram os momentos mais importantes de suas carreiras e interpretam as suas canções.

Neste episódio: Banda de rock alternativo, Fleeting Circus vem ganhando espaço no mercado musical brasileiro. Com um olhar crítico sobre a mídia, o grupo foca suas atuações em espetáculos circenses e teatrais.

O País do Cinema – Cidade de Deus
Horário: Quinta, dia 1º, às 21h30
Reprise
Classificação: 14 anos

Na segunda temporada, Fabiula Nascimento volta à função de apresentadora conversando com realizadores do cinema nacional sobre clássicos e filmes recém-lançados. Mas agora, conta ela, o papo será bem menos técnico do que no primeiro ano. “Nosso filho cresceu. A primeira experiência é sempre no escuro, não sabíamos como o público ia receber, como eu me sairia. Foi uma tentativa de todos nós e foi difícil porque era uma temporada bastante técnica, com pouquíssimos atores. Agora, fomos mais para o processo de feitura do filme, para a memória emotiva”, explica Fabiula.

São 26 episódios dirigidos por Marcello Ludwig Maia e Gigi Soares. Fabiula recebeu seus entrevistados num estúdio dentro da Fundição Progresso na Lapa, Rio. O cenário, elaborado por Batman Zavarese, faz projeções com uma leitura própria sobre cada filme. A trilha sonora é de Jorge Du Peixe, vocalista da banda Nação Zumbi.

Neste episódio: Quatro vezes indicado ao Oscar, “Cidade de Deus” é um marco do cinema nacional. Jonathan Haagensen e Leandro Firmino falam sobre os bastidores do filme e a transformação em suas vidas após o longa.

Nasi Noite Adentro – O Investigador
Horário: Quinta, dia 1º, à 0h
Reprise
Classificação: 14 anos

Os mistérios, segredos e personagens mais excêntricos da noite paulistana estão de volta ao Canal Brasil. Na nova temporada do programa comandado pelo vocalista do Ira!, o público acompanha as aventuras do anfitrião por lugares ainda mais inusitados da maior metrópole da América Latina.

Neste episódio: Nasi encontra Claudio Tognolli para um bate-papo sobre música e jornalismo. O convidado fala sobre seus principais livros e relembra a experiência como repórter de guerra.

O Som do Vinil – Maria Alcina, Maria Alcina
Horário: Sexta, dia 2, às 21h30
Reprise
Classificação: Livre

Charles Gavin continua, no décimo-primeiro ano da série, sua investigação sobre a história da música nacional. Sob direção de Gabriela Gastal, Gavin entrevista algumas das mais importantes personalidades do ramo para lembrar curiosidades e bastidores de discos fundamentais da história do cancioneiro brasileiro.

Neste episódio: Lançada no Festival Internacional da Canção de 1972 com “Fio Maravilha”, de Jorge Ben Jor, Maria Alcina é a convidada da semana. A cantora comenta o disco que leva seu nome, de 1973.

302 – Tuy
Horário: Sexta, dia 2, à 0h
Reprise
Classificação: 14 anos

Fotógrafo consagrado pelo olhar perspicaz e retratos impactantes em preto e branco, Jorge Bispo traz novamente para o Canal Brasil, em sua quarta temporada, um de seus projetos mais ousados. Em seu próprio apartamento ele recebe 26 mulheres comuns que toparam tirar a roupa à frente de sua câmera. Longe dos rígidos padrões de beleza estabelecidos pelas celebridades por ele já clicadas, cujas fotos estamparam capas das principais publicações do país, Bispo traz à tela uma iniciativa artística e minimalista.

Neste episódio: Tuy fala sobre a experiência em um relacionamento liberal e as vivências em um “trisal”. A youtuber relembra o excesso de peso na infância e o processo de aceitação de seu corpo.

O Som e O Tempo – Caçador
Horário: Sexta, dia 2, à 0h15
Inédito
Classificação: 16 anos

A série passeia pelas décadas, desde o início do século passado até os dias atuais, adaptando para as telas letras de canções que marcaram época, resgatando a memória de clássicos da MPB e obras recentes.

Neste episódio: A história de um solitário índio caçador é a transposição cinematográfica de “O Astronauta”, de Helena dos Santos e Edson Ribeiro. Gravada por Roberto Carlos, a canção marcou os anos 1970.

Faixa Musical – Toni Platão: Lov
Horário: Sábado, dia 3, às 18h
Classificação: Livre
Reprise

Toni Platão apresenta canções diretas, acreditando na parceria entre simplicidade e sofisticação. Não à toa, o cantor nomeou o álbum e o show como LOV, sigla em latim para “o trabalho tudo vence”.

Cinejornal
Horário: Sábado, dia 3, às 21h
Classificação: Livre
Inédito

O Cinejornal é um programa semanal, apresentado por Simone Zuccolotto, no qual é pautado o melhor do cinema brasileiro.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.