Canal OFF remove a água da programação no Dia Mundial da Água - O Universo da TV

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 21 de março de 2018

Canal OFF remove a água da programação no Dia Mundial da Água


Canal OFF retira água da programação. (Imagem: Divulgação)
O OFF e a Stella Artois prepararam uma ação inédita para marcar o Dia Mundial da Água. Na próxima quinta-feira, dia 22, o canal não exibirá nenhuma programação com água para mostrar como seria o mundo sem ela. A ação foi desenvolvida pela CP+B Brasil com a área de Projetos Especiais da Globosat.

“É muito legal pro OFF realizar um projeto como esse por estar totalmente alinhado aos valores do canal. É importante ajudarmos na conscientização do público para a escassez da água no planeta. Nosso telespectador está acostumado a ligar no OFF e ver água quase o tempo todo. Vai soar estranha a falta dela na nossa grade e é esse impacto que queremos causar”, diz Guilherme Zattar, diretor-geral do Canal OFF.

Vinhetas exibindo cenas de mulheres que atravessam caminhos árduos e áridos para obter água vão explicar a ação aos espectadores. Nas plataformas digitais, todas as imagens que contém água vão travar antes de terminar de carregar, simulando a dificuldade de algumas famílias em conseguir o recurso natural.

“Projetos como esse mostram o quanto a Globosat está aberta para causas urgentes. Sempre que podemos desenvolver um projeto especial assim, com parceiros tão importantes, temos a chance de usar a criatividade a serviço da sociedade”, afirma Daniela Medeiros, gerente da área de projetos especiais da Globosat.

Felipe Santini, gerente de comunicação de Stella Artois, explica a proposta: “Milhares de pessoas ainda precisam caminhar horas para conseguir um simples copo de água. Para engajar as pessoas nesta causa, a campanha neste ano ganha um formato de movimento, trazendo a reflexão para a vida cotidiana”.

Para Marcelo Rizério, diretor de criação da CP+B Brasil, a ação procura levantar a atenção para a situação das águas no mundo. “Nosso objetivo é entrar na rotina das pessoas que vivem nos grandes centros urbanos e que não estão atentas ao problema de acesso da água”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Post Bottom Ad