Home Top Ad

Canal Brasil - Destaques da programação de 23 a 29 de abril

Share:

Destaques da programação. (Imagem: Divulgação)
Conheça os destaques da programação do Canal Brasil de 23 a 29 de abril.

Espelho – Gina Vieira
Horário: SEGUNDA, DIA 23, ÀS 21H30
Inédito
Classificação: Livre

Espelho chega à 13ª temporada sob o comando de Lázaro Ramos mantendo a premissa de discutir assuntos e revelar personalidades brasileiras. O programa tem compromisso com a reflexão de temas presentes na pauta da atualidade, através de bate-papos intimistas. Segundo o próprio ator, que segue à frente da atração como idealizador e apresentador, as entrevistas da nova temporada serão mais contundentes, em uma tentativa de entender o momento conturbado do país. O intérprete conduz as conversas – e assina a direção geral da série.

As discussões são em torno dos mais variados temas que movem o pensamento e a diversidade cultural brasileira. Lázaro recebe a nutricionista e apresentadora de televisão Bela Gil; os atores Silvio Guindane, Fernanda Torres; Andrea Horta, Debora Falabella, Monica Iozzi e Cacau Protásio; os músicos Caetano Veloso, Maria Rita e Di Melo, os escritores Nilton Bonder, Augusto Cury e Ana Maria Gonçalves, e as ativistas sociais Djamila Ribeiro e Tatiana Nascimento.

Neste episódio: Responsável pelo livro “Mulheres Inspiradoras”, a professora Gina Vieira fala sobre o projeto, a urgência de um novo paradigma para educação e sua importância na construção de uma sociedade melhor.

Eletrogordo – Sarah Oliveira
Horário: SEGUNDA, DIA 23, À 0H
Reprise
Classificação: 14 anos

Vocalista da banda punk Ratos de Porão, João Gordo fez história nos palcos com suas letras anárquicas e apresentações agressivas, e se aventurou no mundo da televisão, como anfitrião em programas cômicos, como talk shows politicamente incorretos. Sob direção de André Barcinski, o apresentador conduz a segunda temporada de sua atração no Canal Brasil num cenário que é uma oficina de eletrodomésticos velhos.

Neste episódio: João Gordo recebe a apresentadora Sarah Oliveira. A convidada fala sobre seu gosto por MPB, sua trajetória profissional e conta histórias inusitadas de entrevistas que realizou.

Cidade Partida – O Brasil Deve Receber Refugiados?
Horário: TERÇA, DIA 24, ÀS 21H
Inédito
Classificação: 16 anos

José Júnior, Elisa Lucinda e Luis Erlanger em uma mesa-redonda para debater assuntos polêmicos em voga no país atualmente. Todo episódio traz um tema recorrente na mídia e nas redes sociais. Dois convidados de opiniões contrárias dissertam sobre seus pontos de vista em questões como delação premiada, apropriação cultural, pena de morte, acolhimento de refugiados, adoção por parte de casais homossexuais, arte urbana, identidade de gênero e feminismo.

Neste episódio: Os advogados Fabrício Toledo de Souza e Regina Carquejo debatem sobre a Lei de Migração, políticas públicas para o acolhimento de refugiados e a capacidade do país de receber estrangeiros.

Bipolar Show – Julio Andrade
Horário: TERÇA, DIA 24, ÀS 21H30
Reprise
Classificação: 14 anos

Uma nova temporada crua e essencial, diretamente das ruínas do Cassino da Urca e do campus da UFRJ.

Neste episódio: Surpreso com o novo formato do programa, Julio Andrade faz acrobacias, canta música gaúcha e até tira um cochilo. Domingos Guimaraens interpreta “Nefelibata ou Águas de março reloaded”.

A noite do meu bem – O Cubo de Trevas
Horário: QUARTA, DIA 25, ÀS 21H05
Inédito
Classificação: Livre

Para escrever “A Noite do Meu Bem”, Ruy Castro mergulhou no universo das boates cariocas do início do século 20, lugar de nascimento de grandes vozes do samba-canção como Dolores Duran, Dick Farney, Elizeth Cardoso, Dorival Caymmi, Maysa, Miltinho, Dóris Monteiro, Lúcio Alves, Linda Baptista, Jamelão, Nora Ney, Helena de Lima e Tito Madi. A publicação recebe agora adaptação para a televisão, com vídeos históricos e entrevistas com alguns dos responsáveis por transformar essa época em um período memorável.

Cada episódio da série, batizada a partir da canção eternizada na voz de Dolores Duran, leva o espectador para a era de ouro dos clubes cariocas. Sob direção de Carlos Alberto Vizeu – falecido em outubro de 2016 –, os capítulos recordam as boates mais famosas, as atrações épicas que destilaram seus talentos pelos palcos do Rio de Janeiro e curiosidades das canções populares no momento – descolando definitivamente o samba-canção da bossa nova. O programa mostra ainda como o fechamento dos cassinos e jogos de azar contribuiu para o surgimento das boates como nova tendências da noite fluminense e a importância do bairro de Copacabana para a boemia carioca.

Neste episódio: A nova série do Canal Brasil celebra o samba-canção, gênero que dominou a noite carioca nas décadas de 1940 e 1950. Depoimentos atuais e fonogramas da época relembram o surgimento das boates em Copacabana.

A Arte do Encontro – Denise Saraceni
Horário: QUARTA, DIA 25, ÀS 21H35
Reprise
Classificação: Livre

Tony Ramos recebe convidados para um encontro intimista, onde há apenas os envolvidos e uma pequena mesa. Ele abre a conversa em torno de histórias de vida, infância e família, entremeadas por trajetórias profissionais. Entre as entrevistas, o apresentador faz leituras de trechos de livros relacionados à personalidade participante.

Neste episódio: Denise Saraceni é diretora de adaptações marcantes de obras literárias para TV. Ela fala da importância do conhecimento e afirma ter medo da certeza. Com Tony Ramos, lê “O Beijo no Asfalto”, de Nelson Rodrigues.

O País do Cinema – Pequeno Dicionário Amoroso
Horário: QUINTA, DIA 26, ÀS 21H30
Reprise
Classificação: 14 anos

Sinopse: Na segunda temporada, Fabiula Nascimento volta à função de apresentadora conversando com realizadores do cinema nacional sobre clássicos e filmes recém-lançados. Mas agora, conta ela, o papo será bem menos técnico do que no primeiro ano. “Nosso filho cresceu. A primeira experiência é sempre no escuro, não sabíamos como o público ia receber, como eu me sairia. Foi uma tentativa de todos nós e foi difícil porque era uma temporada bastante técnica, com pouquíssimos atores. Agora, fomos mais para o processo de feitura do filme, para a memória emotiva”, explica Fabiula.

São 26 episódios dirigidos por Marcello Ludwig Maia e Gigi Soares. Fabiula recebeu seus entrevistados num estúdio dentro da Fundição Progresso na Lapa, Rio. O cenário, elaborado por Batman Zavarese, faz projeções com uma leitura própria sobre cada filme. A trilha sonora é de Jorge Du Peixe, vocalista da banda Nação Zumbi.

Neste episódio: Em 2015, Sandra Werneck dirigiu “Pequeno Dicionário Amoroso 2”, continuação do homônimo de 1997. A cineasta e o ator Daniel Dantas comentam o desejo de produzir a sequência e as diferenças entre os filmes.

Nasi noite adentro – Do Punk ao Samba
Horário: QUINTA, DIA 26, À 0H
Reprise
Classificação: 14 anos

Os mistérios, segredos e personagens mais excêntricos da noite paulistana estão de volta ao Canal Brasil. Na nova temporada do programa comandado pelo vocalista do Ira!, o público acompanha as aventuras do anfitrião por lugares ainda mais inusitados da maior metrópole da América Latina.

Neste episódio: Nasi recebe o músico Kiko Dinucci. O convidado fala sobre sua passagem do punk ao samba através da obra de Nelson Cavaquinho, aproximação com o candomblé e a participação no último disco de Elza Soares.

Pausa pro café – Meu Rio Vermelho
Horário: SEXTA, DIA 27, ÀS 21H
Inédito
Classificação: 16 anos

O ator Humberto Carrão apresenta premiados curtas-metragens que tiveram berço nas faculdades nacionais e entrevista seus respectivos diretores. Com cada vez mais espaço em salas de exibição, e cursos conquistando importância na graduação de Comunicação Social, uma nova geração de cineastas nasce das carteiras das salas de aula para ganhar o mundo da sétima arte.

Sob direção de Marcelo Velloso, a segunda temporada da série busca descobrir as motivações de cada cineasta. Muitos dos filmes exibidos surgiram como projetos de conclusão de curso ou até mesmo trabalhos para uma matéria da grade curricular. Com orçamentos mínimos, recursos limitados e tempo de produção escasso – já que os alunos tinham diversas matérias a serem finalizadas –, o programa registra como o principal fator para um cinema bem feito é ter uma boa história para contar.

Neste episódio: Humberto Carrão recebe Rafael Irineu, diretor, montador e fotógrafo do filme “Meu Rio Vermelho”. O cineasta fala sobre o início na fotografia e comenta detalhes do curta, seu trabalho de conclusão de curso.

O Som do Vinil – Claudette Soares – Gil, Chico, Veloso por Claudette, Claudette Soares
Horário: SEXTA, DIA 27, ÀS 21H30
Reprise
Classificação: Livre

Charles Gavin continua, no décimo-primeiro ano da série, sua investigação sobre a história da música nacional. Sob direção de Gabriela Gastal, Gavin entrevista algumas das mais importantes personalidades do ramo para lembrar curiosidades e bastidores de discos fundamentais da história do cancioneiro brasileiro.

Neste episódio: Claudette Soares cantou diversos estilos da música brasileira. A intérprete fala sobre o disco “Gil, Chico, Veloso por Claudette”, de 1968, suas influências musicais e como a obra passou pela censura.

Faixa Musical – Carminho – Canto ao Vivo
Horário: SÁBADO, DIA 28, ÀS 18H
Inédito
Classificação: Livre

A portuguesa Carminho desponta como uma das maiores expoentes da nova geração do fado. O show traz o repertório de seu terceiro disco, Canto, que contou com a participação de nomes como Caetano Veloso.

Cinejornal
Horário: SÁBADO, DIA 28, ÀS 21H
Inédito
Classificação: Livre

O Cinejornal é um programa semanal, apresentado por Simone Zuccolotto, no qual é pautado o melhor do cinema brasileiro.

Bonde do Zé – Luiz Antonio Simas
Horário: DOMINGO, DIA 29, ÀS 21H30
Inédito
Classificação: Livre

José Trajano estreia no Canal Brasil com uma série de bate-papos divertidos com personalidades da cultura brasileira no esporte, na política, música e literatura, sob direção de Pedro Asbeg.

Neste episódio: “O boteco é o que eu chamo de ágora carioca”. O historiador Luiz Antonio Simas fala sobre o interesse pelas miudezas da história e elementos da cultura brasileira como religiões de matriz africana e carnaval.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.