Documentário "Outro Sertão" estreia no Canal Brasil - O Universo da TV

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Documentário "Outro Sertão" estreia no Canal Brasil


Outro Sertão estreia no Canal Brasil. (Imagem: Divulgação)
Estreia no Canal Brasil na segunda, dia 16/04 ás 22h, o documentário Outro Sertão, de Soraia Vilela e Adriana Jacobsen. Vencedora do prêmio especial do júri no Festival de Brasília em 2013, a produção foca seu roteiro em um trecho pouco conhecido da história de Guimarães Rosa: em pleno regime nazista na Alemanha, o escritor atuou como cônsul em Hamburgo e foi responsável por ajudar centenas de judeus em busca de asilo no Brasil.

O primeiro ato do filme, dividido em capítulos, contextualiza o mundo às vésperas do início da Segunda Guerra Mundial e a escolha de Guimarães Rosa como diplomata no epicentro do conflito. Cartas confidenciais inéditas entre os governos brasileiro e alemão narram a chegada do intelectual à Europa e o filme recupera acervo de entrevistas do próprio escritor sobre sua obra e seu trabalho como cônsul. Leituras de trechos de suas publicações lembram a passagem do romancista por Hamburgo e seus familiares resgatam características de sua personalidade. Um diário mantido pelo novelista durante sua passagem pela cidade, narrado pelo ator Rodolfo Vaz, traz um tom intimista à produção, como se o próprio protagonista relatasse seu cotidiano em meio ao caos do governo de Adolf Hitler. Ele descreve as particularidades da população local, o conservadorismo que tomava conta daquela sociedade e sua adaptação à nova vida.
               
A atuação do escritor como diplomata e seu papel fundamental e pouco conhecido de ajudar judeus em busca de asilo no Brasil tomam conta do segundo ato do documentário. O filme resgata personagens que foram diretamente beneficiados por Guimarães Rosa e salvos pelo poder de sua caneta. Enquanto a embaixada verde-amarela em Berlim praticamente ignorava as súplicas de pessoas cujos destinos seriam os campos de concentração, o consulado de Hamburgo ignorava as regras do governo brasileiro e emitia vistos de imigração para israelitas. Os gestos de bondade do romancista são até hoje lembrados como cruciais para a sobrevivência de famílias inteiras.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Post Bottom Ad