Home Top Ad

TV Brasil lança doc "A Maior Parada do Mundo" nesta quinta no Dia Internacional do Orgulho LGBTI+

Share:

TV Brasil lança doc "A Maior Parada do Mundo". (Imagem: Divulgação)
Para refletir sobre o Dia Internacional do Orgulho LGBTI+, celebrado nesta quinta-feira, 28 de junho, a TV Brasil estreia, às 22h45, o documentário "A Maior Parada do Mundo", produção realizada pela equipe da própria emissora pública durante a 22ª edição da Parada do Orgulho LGBTI+ de São Paulo, no início deste mês.

Com 26 minutos, o documentário traça um panorama histórico e levanta aspectos contemporâneos do evento. A produção inédita resgata edições anteriores da Parada e apresenta entrevistas com participantes que defendem a causa e especialistas que pesquisam o assunto.

Considerada a maior do mundo, a Parada do Orgulho LGBTI+ de São Paulo tem reunido milhões de pessoas nos últimos anos para lutar por respeito e exaltar a diversidade na Avenida Paulista, uma das vias mais icônicas do país.

Desde 1996, a Parada incentiva debates importantes sobre respeito às diferenças, cidadania e representatividade. São 22 anos de conquistas, superação e muita alegria, porque o fervo também é luta.

Resistência, visibilidade, garantia de cidadania, celebração, espaço de reivindicação, liberdade e ato político. São algumas das formas com que os entrevistados se referem à Parada. No documentário exclusivo, personalidades que acompanham a temática analisam os avanços e desafios da conquista de direitos.

A TV Brasil traz o depoimento do advogado Fernando Quaresma; de Cláudia Garcia, presidente da APOGLBT-SP; do gestor ambiental Nelson Pereira; da drag queen Kaka di Polly; da editora Laura Bacellar; do jornalista André Fischer; de Franco Reinaudo, Diretor do Museu da Diversidade Sexual; e da educadora Thais Azevedo.

Dia Internacional do Orgulho LGBTI+

A data faz alusão ao episódio que ficou conhecido como Stonewall Inn, nome de um bar frequentado por grupos da comunidade lésbica, gay, bissexual, transexual e travesti (LGBT) de Nova Iorque, nos Estados Unidos. Na noite de 28 de junho de 1969, o local teve seus frequentadores presos pela polícia, levando a vários dias de protestos pela cidade norte-americana.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.