Home Top Ad

Canal Brasil - Destaques da programação de 30 de julho a 5 de agosto

Share:

(Imagem/Divulgação)
Conheça os destaques da programação do Canal Brasil de 30 de julho a 05 de agosto.

Espelho – Cláudio Prado
Horário: SEGUNDA, DIA 30, ÀS 21H30
INÉDITO
Classificação: Livre

Espelho chega à 13ª temporada sob o comando de Lázaro Ramos mantendo a premissa de discutir assuntos e revelar personalidades brasileiras. O programa tem compromisso com a reflexão de temas presentes na pauta da atualidade, através de bate-papos intimistas. Segundo o próprio ator, que segue à frente da atração como idealizador e apresentador, as entrevistas da nova temporada serão mais contundentes, em uma tentativa de entender o momento conturbado do país. O intérprete conduz as conversas – e assina a direção geral da série.

As discussões são em torno dos mais variados temas que movem o pensamento e a diversidade cultural brasileira. Lázaro recebe a nutricionista e apresentadora de televisão Bela Gil; os atores Silvio Guindane, Fernanda Torres; Andrea Horta, Debora Falabella, Monica Iozzi e Cacau Protásio; os músicos Caetano Veloso, Maria Rita e Di Melo, os escritores Nilton Bonder, Augusto Cury e Ana Maria Gonçalves, e as ativistas sociais Djamila Ribeiro e Tatiana Nascimento.

Neste episódio: “As distopias dão ibope, as utopias não”. Cláudio Prado fala sobre a importância de propagar o otimismo e como as novas tecnologias são armas subversivas na luta contra sistemas opressores.

Eletrogordo – Didi Wagner
Horário: SEGUNDA, DIA 30, À 0H
Reprise
Classificação: 14 anos

Sob direção de André Barcinski – também responsável por Nasi Noite Adentro –, João Gordo estreia a terceira temporada de sua atração no Canal Brasil, “Eletrogordo”, completando a faixa dos programas da meia-noite, que combinam humor, irreverência e sensualidade.

O cenário é uma oficina de eletrodomésticos e João passa os dias consertando liquidificadores, torradeiras, televisões de tubo, secadores de cabelo e vitrolas. De vez em quando, surge um cliente na loja e eles engatam um papo sobre televisão, música e cinema, suas grandes paixões. Os frequentadores desse estabelecimento são ecléticos e especiais. Nesta temporada, o apresentador conversa com os músicos Rafael Ilha, Leandro Lehart, Jimmy Luv, Simbas, Alex, Arrigo Barnabé, Sula Miranda e Sandra Coutinho; os apresentadores de televisão Marcelo Tas, Didi Wagner, Leão Lobo, Max Fivelinha e Leda Nagle; o ex-jogador de futebol Cesar Maluco; o cineasta Rodrigo Aragão e o comediante e vocalista Bruno Sutter, entre outros.

Vocalista da banda punk Ratos de Porão, o cantor fez história nos palcos com suas letras anárquicas e apresentações agressivas, e se aventurou no mundo da televisão, atuando como anfitrião em programas cômicos, como talk shows politicamente incorretos.

Neste episódio: Em bate-papo com João Gordo, Didi Wagner relembra histórias de seu tempo na MTV e conta alguns fatos marcantes das suas viagens mundo afora, além de curiosidades sobre a sua origem.

De Sonhos e Segredos – O “Foguete” Disparou
Horário:
TERÇA, DIA 31, ÀS 21H
INÉDITO E EXCLUSIVO
Classificação: 14 anos

Frustrações, sonhos, segredos, angústias e desejos são expostos, sem máscaras, em novas sessões de terapia em grupo. A roda de análise proposta por Oswaldo Montenegro traz uma proposta ainda mais ousada para essa situação repleta de questionamentos. O cantor e compositor escreveu, nesta segunda temporada, seis histórias distintas a serem interpretadas por atores, sobre pessoas completamente desconhecidas que vão partilhar seus sentimentos de forma conjunta. A psicóloga, no entanto, é uma profissional real, não conhece os textos criados pelo diretor e precisa lidar com os dilemas de cada um dos participantes.

João Pedro (Leonardo Bricio) é um advogado bem-sucedido, competitivo, ético, austero e religioso. Sua dedicação excessiva ao seu relacionamento com Lisa é diretamente proporcional ao seu ciúme e sua possessividade, motivo pelo qual ele frequenta a sessão de terapia. Yasmin (Paula Ferrari) é uma pedagoga e dona de um colégio infantil envolvida em um relacionamento trisal com outros dois homens. A união, no entanto, passa por um momento de instabilidade e ela receia abrir sua vida real para os pais. Virgínia (Kamila Pistori) é uma decoradora de anteriores da alta sociedade. Simpática, explosiva e enérgica, ela sofre com episódios de síndrome do pânico e alterna entre a alegria exagerada e lapsos de desespero.

Vera (Verônica Bonfim) é uma mentirosa compulsiva, dentro e fora dos encontros de análise. Ela se apresenta como arqueóloga e pesquisadora, mas todo seu discurso é colocado em dúvida pelos companheiros. Francis (Pedro Gracindo) é um cantor com apenas um sucesso na carreira e de grande ostracismo desde então. Inconformado com a decadência, ele hoje sobrevive como corretor de imóveis, mas sonha em voltar aos palcos. Marcos (Rodrigo Salles) é um adolescente filho de família rica e conservadora da zona sul carioca. Mais conhecido como Foguete, ele chega à terapia como parte da punição aplicada pelos pais, que o flagraram usando drogas. Juntos, eles vão discutir, emocionar e brigar em busca de uma cura em um processo penoso e angustiante.

Neste episódio: João Pedro é confrontado sobre sua postura com Lisa. Um dos membros da terapia consegue a tão sonhada liberdade. A terapeuta Joana é perseguida enquanto segue para casa após o fim da sessão.

Bipolar Show – Alice Wegmann
Horário: TERÇA, DIA 31, ÀS 21H30
Reprise
Classificação: 14 anos

Uma nova temporada crua e essencial, diretamente das ruínas do Cassino da Urca e do campus da UFRJ.

Neste episódio: “Eu tinha 17 anos e a Fátima Bernardes me perguntou se eu já tinha consumido bebida alcoólica”. Alice Wegmann encontra a dona de seu fã-clube e fala sobre o nervosismo em programas ao vivo.

Transando com Laerte – Marcelino Freire
Horário: TERÇA, DIA 31, À 0H
INÉDITO
Classificação: 12 anos

Laerte Coutinho é uma das mais irreverentes e provocantes figuras da cultura brasileira. A cartunista transgênero é referência artística quando o assunto é criar personagens politicamente incorretos e de humor ácido, desenvolvidos em pequenas frases. Saindo do mundo das tirinhas e embarcando ao universo da televisão, a chargista retorna ao Canal Brasil na quarta temporada do programa ao qual empresta seu nome para investigar temas contemporâneos a partir de entrevistas com os mais diversos convidados, entre artistas dos mais diversos campos.

A cantora transgênero Liniker abre a série de novos episódios dirigidos por Claudia Priscilla e Pedro Marques. A atriz Leona Johvs relaciona figuras importantes para sentir orgulho de sua transexualidade e comenta como descobriu a vocação artística. A musicista, diretora musical e pesquisadora Tunica Teixeira fala sobre sua relação com o amor e a religiosidade pujante de sua personalidade. O historiador, antropólogo e quadrinista André Toral analisa seu trabalho com comunidades indígenas e disserta como as histórias em quadrinhos se transformaram em vozes da periferia. O programa traz ainda entrevistas com Miriam Chnaiderman, Marcelino Freire e Renata Perón, entre outros.

Neste episódio: “Como escritor, eu não quero limites”. Marcelino Freire conta sua relação com a palavra na busca de consciência dentro de sua escrita inconsciente e revela o que pensa da literatura atual.

A Arte do Encontro – Murilo Benício
Horário: QUARTA, DIA 01, ÀS 21H30
Reprise
Classificação: Livre

Barbara Paz recebe convidados para um encontro intimista, onde há apenas os envolvidos e uma pequena mesa. Ela abre a conversa em torno de histórias de vida, infância e família, entremeadas por trajetórias profissionais. Entre as entrevistas, a apresentadora faz leituras de trechos de livros relacionados à personalidade participante.

Neste episódio: Tony Ramos recebe Murilo Benício para um bate-papo sobre fé, superação e dramaturgia. Os atores fazem uma leitura dramatizada de “O Beijo no Asfalto”, de Nelson Rodrigues.

Pornolândia – As Delícias de Levar Chutes no Saco
Horário: QUARTA, DIA 01, À 0H
INÉDITO
Classificação: 16 anos

A musa da pornochanchada Nicole Puzzi retorna à tela do Canal Brasil em entrevistas picantes, com membros do universo da pornografia e do erotismo no país. Sempre em tom irreverente, a apresentadora discute abertamente temas como fetiche, sensualidade, nudez artística e o mercado brasileiro de filmes adultos. A anfitriã está ainda mais curiosa e provocativa no quinto ano do programa, seja investigando as práticas sexuais menos comuns, revendo os velhos amigos ou conversando com figuras da indústria pornô.

Neste episódio: Marcos Moraes, produtor de filmes eróticos, fala sobre o universo fetichista e as sessões de chutes nos testículos que passaram de passatempo a trabalho. Será que Nicole Puzzi vai experimentar?

O País do Cinema – O Nome da Morte
Horário: QUINTA, DIA 02, ÀS 21H30
INÉDITO
Classificação: 14 anos

Fabiula Nascimento comandou, durante dois anos, um mergulho na história do cinema brasileiro em O País do Cinema. No terceiro ano da atração, a atriz passa o bastão para a também intérprete Andreia Horta, que assume a posição de apresentadora para receber realizadores, diretores e intérpretes e colocar em pauta uma abordagem crítica e informativa da produção nacional recente. O programa dirigido por Marcello Ludwig Maia foca sua atenção em filmes da mais recente safra da sétima arte do país. Entre os escolhidos estão trabalhos de premiados artistas como Laís Bodanzky, Julio Bressane, Cláudio Assis, Ruy Guerra, Camila Pitanga, Fellipe Barbosa, Sérgio Rezende, Caroline Leone, Carolina Jabor, Jorge Durán e Hilton Lacerda, entre outros.

Neste episódio: Andréia Horta recebe Fabiula Nascimento e Rodrigo Letier para conhecer os detalhes de “O Nome da Morte”. Os convidados comentam a adaptação da história de um assassino profissional para o cinema.

Nasi Noite Adentro – O Craque Pastor
Horário: QUINTA, DIA 02, À 0H
INÉDITO
Classificação: 14 anos

Os mistérios, segredos e personagens mais excêntricos da noite paulistana estão de volta ao Canal Brasil. Na nova temporada do programa comandado pelo vocalista do Ira!, o público acompanha as aventuras do anfitrião por lugares ainda mais inusitados da maior metrópole da América Latina.

Neste episódio: Craque do São Paulo e da Seleção Brasileira, Müller é o entrevistado de Nasi. O ex-jogador lembra curiosidades da conquista da Copa do Mundo em 1994 e comenta a influência da religião na sua vida.

O Som do Vinil – Orquestra Afro-Brasileira
Horário: SEXTA, DIA 03, ÀS 21H30
Inédito
Classificação: Livre

Charles Gavin continua, no 12º ano da série, sua investigação sobre a história da música nacional. Sob direção de Gabriela Gastal e do próprio apresentador, o ex-titã, ávido colecionador de discos raros, entrevista algumas das mais importantes personalidades do ramo para lembrar curiosidades e bastidores de discos fundamentais para a história do cancioneiro brasileiro.

Os episódios contemplam variados gêneros e promovem um passeio por diversas gerações da música brasileira. Há espaço para o trash metal do Sepultura em seu mais recente trabalho, Machine Messiah; o soul e blues de Liniker e os Caramelows; a música clássica regida pelo maestro João Carlos Martins em Ginastera Concerto for Piano and Orchestra; a MPB de Lenine com Em Trânsito e de Ney Matogrosso em Seu Tipo; o rock de Descivilização do Biquíni Cavadão e o rap de MV Bill em Declaração de Guerra. O programa traz ainda vinis de Fagner, Paralamas do Sucesso, Wilson Moreira, Vanguart, Benito di Paula e Carlos Lyra.

Neste episódio: Charles Gavin resgata uma preciosidade com “Orquestra Afro-Brasileira”. O apresentador conversa com Carlos Negreiros, herdeiro do maestro Abigail Moura, que comenta a importância do álbum para a cultura negra.

302 – Gabi
Horário: SEXTA, DIA 03, À 0H
INÉDITO
Classificação: 14 anos

Fotógrafo consagrado pelo olhar perspicaz e retratos impactantes em preto e branco, Jorge Bispo traz novamente para o Canal Brasil, em sua quinta temporada, um de seus projetos mais ousados. Em 302, o artista recebe em seu próprio apartamento 13 mulheres comuns que toparam tirar a roupa à frente de sua câmera. Longe dos rígidos padrões de beleza estabelecidos pelas celebridades por ele já clicadas, cujas fotos estamparam capas das principais publicações do país, Bispo traz à tela uma iniciativa artística e minimalista. Pela primeira vez, no entanto, o projeto dá um passo adiante, extrapola as paredes do apartamento, sobe dois pavimentos e inaugura, no quinto andar, o 502, no qual os homens perdem as vestimentas e enfrentam os dilemas da nudez masculina. A temporada divide-se, então, em dois momentos distintos, fazendo um panorama mais amplo de como a questão é vista pela sociedade.

Neste episódio: A paulista Gabriela encontrou na arte circense um estímulo para melhorar sua autoestima. A advogada fala sobre machismo na profissão e sua participação em grupos feministas.

Faixa Musical – Pato Fu – Música de Brinquedo ao Vivo
Horário: SÁBADO, DIA 04, ÀS 18H
INÉDITO
Classificação: Livre

O show traz um repertório de regravações de sucessos do rock nacional e internacional tocados somente com instrumentos de brinquedo ou miniaturas. Faixas como “Live and Let Die” marcam presença.

Cinejornal
Horário: SÁBADO, DIA 04, ÀS 21H
INÉDITO
Classificação: Livre

O Cinejornal é um programa semanal, apresentado por Simone Zuccolotto, no qual é pautado o melhor do cinema brasileiro.

Anima Mundi Brasil – Insólito Protagonismo
Horário: SÁBADO, DIA 04, ÀS 21H30
INÉDITO
Classificação: Livre

o Canal Brasil estreia a oitava temporada da faixa “Anima Mundi Brasil”. A atração exibe, em 13 episódios, uma seleção de 48 curtas-metragens de diversos países. Cada programa é organizado como as concorridas sessões do festival, que reúnem curtas de animação de diferentes gêneros, temas e técnicas. A curadoria é dos quatro animadores que fundaram e dirigem o Anima Mundi: Aida Queiroz, César Coelho, Marcos Magalhães e Léa Zagury — esta última também responsável pela direção do programa. A novidade desta temporada é que a série estreia no canal simultaneamente à realização do 26º Anima Mundi, festival internacional de cinema de animação que é um dos mais importantes do mundo e o principal do Brasil.

Neste episódio: O episódio traz os curtas-metragens “Papel Y-10 (2015)”, “Wasteland (2017)” e “Monsterchef Transylvania (2016)” para reforçar como o conceito de “faça você mesmo” está latente a cada instante.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.