Home Top Ad

TV Brasil estreia documentário "Sinais de Cinza" na faixa Cine Nacional desta terça

Share:

(Imagem/Divulgação)
Inédito na televisão, o filme "Sinais de Cinza, A Peleja de Olney Contra o Dragão da Maldade" explora as possibilidades sensoriais que a sétima arte pode provocar nos espectadores. Com direção de Henrique Dantas, o documentário estreia na TV Brasil nesta terça (31), às 23h45, na sessão Cine Nacional.

O longa abre uma fenda na história do cinema nacional para resgatar momentos marcantes da vida do cineasta Olney Alberto São Paulo que se perderam ao longo dos anos. Autodidata, sertanejo de Feira de Santana e dono de uma poesia audiovisual única, ele teve sua trajetória interrompida pelas atrocidades da ditadura militar no país.

Preso, processado e torturado pela realização da polêmica obra cinematográfica "Manhã Cinzenta" (1968), Olney é homenageado em "Sinais de Cinza" que relata sua incansável busca por liberdade. Partindo do seu curta-metragem "Ser tão cinzento" (2011), Henrique Dantas resgata a vida e obra de Olney que faleceu cedo, aos 41 anos, em fevereiro de 1978, com 14 filmes no currículo.

"Sinais de Cinza" traz sequências das produções de Olney, imagens do sertão e depoimentos de cineastas, pesquisadores e familiares. A composição estética de Henrique Dantas conduz a história, misturando cenas de filmes, depoimentos e textos do próprio cineasta, que mais do que contar, mergulha no clima e alma do artista.

Participam do longa personalidades do cinema nacional como Nelson Pereira dos Santos, José Carlos Avellar, Silvio Tendler, Orlando Senna e Vladimir Carvalho, entre outros diretores e pesquisadores que concederam entrevista para a obra.

"O Dragão da Maldade", subtítulo de "Sinais de Cinza" numa clara referência a Glauber Rocha, nunca deixou de perseguir Olney São Paulo que nunca deixou de enfrenta-lo, ao continuar fazendo um cinema que mostrava o Brasil de contradições, desigualdades que o regime militar buscou esconder ou maquiar. Filmes como "O Forte" e "Ciganos do Nordeste" são claros exemplos da peleja de Olney.

O drama da prisão e da perseguição a Olney é contado com emoção no filme de Henrique Dantas pela família do cineasta de Feira de Santana. Além dos depoimentos, os filhos de Olney - Olney Filho e Ilya São Paulo - também têm função destacada na condução de "Sinais de Cinza", ao assinarem a trilha sonora que serve como fio condutor desse documentário.

Entre as premiações conquistadas, "Sinais de Cinza" foi reconhecido com a Menção Honrosa na Mostra DOC do Florianópolis Audiovisual Mercosul. A obra é assinada pelo cineasta Henrique Dantas que também dirigiu "Filhos de João, admirável mundo novo baiano" (2009).




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.