Home Top Ad

Canal Brasil - Filmes em destaque na programação de 13 a 19 de agosto

Share:

(Imagem/Divulgação Canal Brasil)
Conheça os filmes em destaque na programação do Canal Brasil de 13 a 19 de agosto.

A Vida Extra-Ordinária de Tarso de Castro (2017) (90’)
Horário: SEGUNDA, DIA 13, ÀS 22H
INÉDITO E EXCLUSIVO 
Apresentação: Amir Labaki
Direção: Leo Garcia e Zeca Brito 
Classificação: 14 anos

Sinopse: A coprodução do Canal Brasil dirigida por Leo Garcia e Zeca Brito resgata a história de Tarso de Castro a partir dos depoimentos de grandes nomes da nossa cultura, entre intelectuais de diversos campos. Personalidade crucial dos periódicos nacionais, Tarso de Castro é uma das mais geniais figuras da história do jornalismo brasileiro. Irreverente, beberrão, sedutor, bem-relacionado, com um vasto repertório de frases de efeito infalíveis e ousadia para fazer perguntas impensáveis para a maioria dos colegas de profissão, o repórter e colunista, um dos fundadores de O Pasquim, deixou saudades em quem com ele conviveu e um legado a ser seguido em redações de todo o país.

Assim como o protagonista, a cinebiografia foge dos padrões convencionais e não busca um relato cronológico da sua vida e obra. Tarso é lembrado em meio às mesas de bar tão frequentadas por ele em sua curta trajetória – o jornalista morreu em 1991, aos 49 anos, vítima de uma cirrose hepática devido ao consumo abusivo de álcool. Em um clima de boemia, com entrevistas regadas a vinho e cerveja, os amigos feitos pelo repórter ao longo dos anos lembram a criação de O Pasquim, irreverente periódico lançado em meio aos “anos de chumbo” da ditadura militar, sua intensa capacidade de sedução para conquistar as mulheres – com destaque para o episódio em que convenceu a atriz americana Candice Bergen de ter lutado ao lado de Che Guevara – e sua habilidade de transformar as conversas de botequim em pautas de jornal.

A lista de personalidades a relatar os momentos ao lado de Tarso de Castro comprova sua relevância para a história do jornalismo e da cultura no Brasil. Caetano Veloso ri ao lembrar um beijo tascado pelo protagonista de forma completamente inesperada. O cartunista Jaguar comenta os onipresentes copos de chope ou taças de vinhos em suas mãos, e o também intelectual Eric Nepomuceno explica como O Pasquim era uma extensão dos bares do Leblon – e não o contrário, como se espera. Há ainda depoimentos de Paulo César Pereio, José Trajano, Sérgio Cabral e Antonio Pedro e do ator João Vicente de Castro, seu filho, além de entrevistas de acervo realizadas com Tom Jobim e Chico Buarque. É o resgate de uma vida tudo menos ordinária, como sugere o título da obra.

Rio Mumbai (2017) (88’)
Horário: TERÇA, DIA 14, ÀS 22H
Direção: Pedro Sodré e Gabriel Mellin
Classificação: 12 anos

Sinopse: Pedro Sodré uniu suas dúvidas existenciais sobre o universo e o apreço pela cultura oriental, dois interesses pessoais latentes, ao idealizar seu primeiro roteiro para o cinema – escrito em parceria com Gabriel Mellin, com quem também divide a direção, e Gabriel Wainer. Em sua obra de estreia como realizador na sétima arte, o ator divide o guião entre Brasil e Índia para contar uma história de transcendência no tempo e espaço, guiada por um jornalista desiludido com a vida e por um físico e pesquisador entusiasta do conceito de proporção divina. Estrelado pelo próprio cineasta, acompanhado em cena por Bruce Gomlevsky e Clara Choveaux, o filme traz uma narrativa que combina misticismo e romance.

Nelson (Pedro Sodré) é um jornalista em plena crise existencial. Seu casamento com Maria (Clara Choveaux) enfrenta momentos turbulentos e o trabalho em uma redação de jornal não lhe traz qualquer felicidade – mesmo se considerando o melhor redator do periódico, ele é avesso a qualquer compromisso, chega atrasado diariamente e ignora a projeção dada pelo seu chefe. O jovem comunicador mantém uma amizade de décadas com Alberto (Bruce Gomlevsky), um físico desacreditado no meio acadêmico por defender uma teoria sobre fendas capazes de proporcionar viagens no tempo e espaço, tese de pouca adesão entre intelectuais. As hipóteses do professor, no entanto, influenciam o protagonista desde a infância e, misteriosamente, começam a frequentar o cotidiano do jovem e cético personagem.

A rotina de Nelson passa a ser afetada diariamente pela teoria de Alberto, em acontecimentos que deixam o protagonista incrédulo. O rapaz começa a ter lapsos de memória e visões estranhas e inexplicáveis, como se tivesse vivido momentos recorrentes do seu cotidiano, como cruzar com as mesmas pessoas na rua, e decide ir a Mumbai, na Índia, para seguir as previsões do físico sobre sua trajetória. A viagem, narrada a partir de um diário de bordo encontrado por Maria, traz os depoimentos de uma experiência transcendental do redator em busca pelos destinos pressagiados nos estudos dos acadêmicos. No oriente, terra de ares místicos, um homem descrente encontra um caminho na vida ao se perder no tempo.

O Silêncio do Céu (2016) (102’)
Horário: QUARTA, DIA 15, ÀS 22H
Direção: Marco Dutra
Classificação: 16 anos

Sinopse: Diana (Carolina Dieckmann) carrega consigo um grande trauma: ela foi vítima de um estupro dentro da própria casa. Mas ela prefere esconder o caso e não contar para ninguém. Mario (Leonardo Sbaraglia), seu marido, também tem seus próprios segredos – mistérios que, ocultos, estão matando aos poucos a relação do casal.

Love Film Festival (2017) (95’)
Horário: QUINTA, DIA 16, ÀS 22H
Classificação: 16 anos

Sinopse: Estrelado por Leandra Leal, Manolo Cardona, Nanda Costa e Eduardo Moscovis, o drama narra a história de um amor impossível entre uma roteirista brasileira e um ator colombiano. Rodado ao longo de quatro anos no Brasil, Portugal, Colômbia e Estados Unidos, o longa, que marca a estreia de Manuela Dias como cineasta, tem um codiretor em cada país: com Vinícius Coimbra, Bruno Safadi e Juancho Cardona, respectivamente.

Luzia (Leandra Leal), uma roteirista brasileira, e Adrián (Manolo Cardona), um ator colombiano, se conhecem e se apaixonam em noite chuvosa no Festival de Santa Maria da Feira, em Portugal. Nasce ali uma história de amor que é desenvolvida em outros cinco encontros, todos eles em mostras de cinema ao redor do mundo. Nessa mistura de ficção e realidade, tudo é possível, e o casal revive clássicas cenas românticas de filmes.

O que é isso, companheiro? (1997) (110’)
Horário: SEXTA, DIA 17, ÀS 22H
Direção: Bruno Barreto
Classificação: 16 anos

Sinopse: O jornalista Fernando (Pedro Cardoso) e seu amigo César (Selton Mello) abraçam a luta armada contra a ditadura militar no final da década de 60. Os dois alistam num grupo guerrilheiro de esquerda. Em uma das ações do grupo militante, César é ferido e capturado pelos militares. Fernando então planeja o sequestro do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Charles Burke Elbrick (Alan Arkin), para negociar a liberdade de César e de outros companheiros presos.

Dias Melhores Virão (1989) (92’)
Horário: SÁBADO, DIA 18, ÀS 15H55
Direção: Carlos Diegues
Classificação: 12 anos

Sinopse: Maryalva (Marília Pera) é uma dubladora que sonha em se tornar uma estrela de Hollywood. Em seus devaneios realidade e fantasia se misturam e ela conversa com, entre outros, o fantasma de um namorado morto, ainda jovem, num acidente de moto e a estrela da comédia americana a qual ela dubla.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.