Home Top Ad

'Outros Tempos Velhos' vence categoria do 12º Prêmio Sesi/Fiesp de Cinema e TV

Share:

(Imagem/Divulgação)
A série Outros Tempos – Velhos, coprodução da HBO Latin America com a Prodigo Films, venceu nesta semana a categoria “Melhor Série Documental para TV Aberta, Fechada ou OTT” do 12º Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema e TV, iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) e do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp). A produção também concorreu ao prêmio de “Melhor Diretor de Série”, com a indicação de Eduardo Rajabally.

A série é composta por oito episódios. Confira aqui os horários de exibição nos canais do pacote HBO/MAX.

Com um retrato inédito sobre a velhice no país, Outros Tempos – Velhos reúne oito personagens conhecidos, como Ney Matogrosso, Tânia Alves, Regina Guerreiro e Hermeto Pascoal, e também oito anônimos, com mais de 60 anos de idade, que questionam conceitos como “melhor idade” e levantam reflexões sobre como é envelhecer no século 21.

De forma narrativa, questões como sabedoria, filhos, trabalho, saúde, resiliência, decadência do corpo, sexo, ego, solidão, ética, arrependimento, humor, amor e morte são tratadas de forma bastante intimista. A série estreia retratando a morte, simbolizada na forte imagem de Regina Guerreiro dentro de um caixão, e fecha com a vida, através do parto realizado por Vilma Nishi no último episódio.

Com recursos da Condecine (“Medida Provisória nº 2.228 - 1 de 6 de Setembro de 2001, artigo 39”), Outros Tempos – Velhos é produzida por Roberto Rios, Paula Belchior e Patricia Carvalho, da HBO Latin America Originals, e Beto Gauss e Francesco Civita, da Prodigo Films. A série tem direção geral de Eduardo Rajabally, que também assina a direção de episódios ao lado de Giuliano Cedroni e Susanna Lira. O roteiro é de Giuliano Cedroni. A série é distribuída com exclusividade pela HBO Latin America.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.