Home Top Ad

'Recordar é TV' da TV Brasil homenageia Radamés Gnattali e Baden Powell

Share:

(Imagem/Divulgação TV Brasil)
O toque do violonista e compositor Baden Powell e a regência do maestro Radamés Gnattali são as estrelas Recordar é TV dessa terça (21) que vai ao ar às 22h45 na TV Brasil.  A atração presta um tributo aos dois gênios da música instrumental brasileira resgatando trechos de entrevistas realizadas nos anos 80 e 90 pela TVE do Rio de Janeiro.

O conteúdo recuperado do acervo da emissora reúne registros do programa “Contra-luz”, em que Hermínio Bello de Carvalho homenageia os 80 anos de vida Radamés Gnattali, intercalados com a entrevista Baden Powell à Fernando Lobo no programa” Baden Muito Especial”.

Durante o episódio, os dois ícones que beberam nas fontes da música clássica, do choro, do samba e do jazz falam das andanças pelo mundo, suas carreiras, parcerias e, claro, tocam suas principais composições.

Contra-luz foi exibido em 1986, ano em que Gnattali completou 80 anos e dois antes dele morrer. Com fotos antigas e ao som de belas canções interpretadas por ele ao piano, o programa apresenta um perfil da vida do maestro.

Nascido em Porto Alegre, Gnattali começou a estudar piano aos 6 anos de idade e, aos 9, regeu uma orquestra infantil com seus próprios arranjos. Nos anos 30, conheceu o Rio de Janeiro onde

regeu a orquestra da Rádio Nacional e foi considerado o melhor arranjador de música popular do Brasil.

Na entrevista, ele relembra os quase 20 anos que passou na França e aponta Vinícius de Moraes como seu maior parceiro. O maestro, que era um eterno experimentador e trafegava entre o popular e o erudito, também fala sobre Pixinguinha, Villa Lobos, Tom Jobim.

Acompanhado do grupo Camerata Carioca, Gnattali interpreta canções como “Samba em Prelúdio”, Berimbau e “Carinhoso”.

O tributo à Radamés Gnattali é entremeado com trechos do programa “Baden Muito Especial” exibido em 1994 pela extinta TVE.

Na entrevista à Fernando Lobo, o compositor que também é considerado um dos maiores violonistas de todos os tempos, relembra as parcerias com Elis Regina, Vinícius de Moraes e Paulo César Pinheiro. Ele homenageia esses e outros artistas tocando sucessos como “Vou Deitar e Rolar”, “Canto de Ossanha” e “Samba da Benção”.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.