Home Top Ad

Associação Neo TV pede a rejeição da compra da FOX pela Disney, alegando concentração do mercado esportivo

Share:

(Imagem/Reprodução)
A Associação Neo TV, terceira interessada na aquisição da Fox pela Disney, pediu que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) reprove a operação devido à concentração que ocorrerá no mercado de canais esportivos, já que a Fox Sports seria do mesmo grupo econômico que a ESPN. As informações são do site Jota

Segundo a Neo TV, o mercado de canais esportivos já é “altamente concentrado” pois, segundo eles, conta com somente três grandes players – a ESPN Brasil, a Fox Sports e o SporTV, da Globosat. A BandSports, segundo a associação, não pode ser considerada um grande player.

Representados pelo escritório Advocacia José Del Chiaro, a associação sustenta que a recente saída dos canais Esporte Interativo (EI), controlados pela Turner (em agosto foi anunciado o fim da emissora e sua programação própria das TVs por assinatura), demonstra o quanto há barreiras à entrada nesse mercado.

A Turner é controlada pela Time Warner (agora chamada de WarnerMedia), que foi adquirida pela AT&T. A AT&T, por sua vez, é a acionista controladora da Sky no Brasil, por meio da DirecTV. A Lei 12.485/2011 impede que empresas de telecomunicações controlem empresas de conteúdo ou detenham direitos e talentos brasileiros.

“Considerando o desligamento do EI, a operação proposta resultará na redução de cinco para apenas três players no mercado de canais esportivos básicos. As requerentes passarão a deter nítida posição dominante, com participação de cerca de 40% em termos de audiência”, sustenta a Neo Tv.

Para a associação, caso o Cade dê aval à operação, o mercado será formado por dois players dominantes “responsáveis por mais de 90% da audiência total (Globosat/SporTV e Disney/ESPN), restando apenas um player que ocupa uma franja de mercado responsável por menos de 2% da audiência de canais esportivos básicos – o canal Band/BandSports”.

“As barreiras à entrada são elevadas o suficiente para que mesmo um player do porte da Time Warner não tenha sido capaz de obter sucesso em sustentar sua concorrência com os players já instalados”, defende Del Chiaro na peça.

Os direitos de transmissão das competições, responsáveis por sustentar os canais, ficariam concentrados na nova ESPN e no SportTV segundo a Neo TV. Isso porque, por exemplo, a empresa resultante da operação passaria a deter os direitos sobre campeonatos como a Copa Libertadores, Copa do Brasil, Sulamericana, Bundesliga (campeonato Alemão), La Liga (Espanhol), Europa League, Premier League (Inglês), fora a NBA e a NFL.

Enquanto isso, o SporTV ficaria responsável por todo o Campeonato Brasileiro (séries A e B), Libertadores, Copa do Brasil, Sulamericana, além da NBA e do Novo Basquete Brasil (NBB).

“Com a saída da Time Warner (EI) do mercado, direitos de transmissão de eventos esportivos de peso para o público brasileiro serão detidos unicamente pela Globosat e pelas requerentes (o BandSports não conta com direitos de transmissão de eventos esportivos de interesse para o público brasileiro)”, disse a Neo TV.

A produção de conteúdo também é citada pela terceira interessada. A Fox, diz, tem investido na contratação de jornalistas esportivos renomados, dando como exemplo Paulo Vinicius Coelho, o PVC, que foi contratado da própria ESPN.

O ato de concentração está sob análise da Superintendência-Geral do Cade. Após a área técnica concluir a análise, que pode ser um parecer pela aprovação, aprovação parcial (com remédios) ou reprovação, o caso vai a julgamento no plenário do órgão, composto por sete conselheiros.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.