Home Top Ad

Dalí, Picasso, Matisse e outros expoentes da arte moderna são tema de estreia no Curta!

Share:

(Imagem/Divulgação Curta!)
A efervescência cultural parisiense no começo do século XX com seus poetas, escritores e pintores como Pablo Picasso, Salvador Dalí, Man Ray e Ernest Hemingway e o surgimento do fauvismo, cubismo e as revoluções dadaístas e surrealistas. Esses são alguns dos temas abordados na série “As Aventuras da Arte Moderna”, que estreia com exclusividade no Curta! na Terça das Artes, 18, às 23h. Dirigida por Amélie Harrault e Pauline Gaillard, a atração tem seis episódios e se debruça sobre a vida dos principais personagens da Arte Moderna, evidenciando a revolução estética realizada por eles. No primeiro episódio, o estilo de vida boêmio característico da época e que servia como inspiração para diversas criações artísticas.

Já na Quarta de Cinema, 19, às 21h20, o destaque é a estreia no canal do documentário “Cabra Marcado Para Morrer”, de Eduardo Coutinho. O filme reconstitui, por meio de depoimentos, a vida de João Pedro Teixeira, líder camponês da Paraíba assassinado em 1962. O longa começou a ser desenvolvido nos anos 60, foi interrompido com o golpe militar e as gravações só foram retomadas 17 anos depois.

A faixa “A Vida é Curta!” também na Quarta de Cinema, só que mais cedo, às 20h, exibe dois filmes da cineasta Nathália Tereza.  O primeiro, “De tanto olhar o céu, gastei meus olhos”, retrata a ausência paterna na vida dos irmãos Luana (Maria Eny) e Wagner (Edilson Silva) após anos de abandono e a possibilidade de uma reaproximação. Em seguida,  “A Outra Margem” aborda a solidão do agroboy Jean (Pepa Quadrini) que vaga pela noite de carro ouvindo a rádio local, dedicada a músicas e recados amorosos.

Com direção de Marcus Fernando, o último episódio da série “Cale-se”, que será exibido nesta Segunda da Música, 17, às 20h, aborda a contribuição dos jovens cantores que cresceram em plena ditadura militar, como Philippe Seabra, Eduardo Dussek e Leo Jaime. O programa também traz o jornalista e escritor Ricardo Alexandre, que explica como os primeiros anos da década de 80 contribuíram para a criação de inúmeras bandas de rock.  A série “Cale-se” é uma produção da Giros.

Thiago Bernardes é tema do episódio inédito da série “Arquitetos”, que vai ao ar nesta Terça das Artes, 18, às 20h. A relação de Thiago com a arquitetura vem de berço, ele é filho e neto de dois grandes nomes da área: Cláudio e Sérgio Bernardes. Ele divide o prazer de realizar desde imóveis residenciais a projetos públicos nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Lisboa.

Produzida pela Grifa Filmes e dirigida por Herbert Henning, a série retrata, em 13 episódios, uma diversidade de estilos na arte de projetar e construir, através dos trabalhos de diferentes arquitetos e escritórios de arquitetura. Os entrevistados pelo programa são: Thiago Bernardes, Jorge Jáuregui, Angelo Bucci, Mario Figueroa, Héctor Vigliecca, Gustavo Penna e Eduardo de Almeida, além dos escritórios Arquitetos Associados,  Metro, MMBB, MGS, Tacoa e Mapa.

Na Quinta do Pensamento, 20, às 20h, a série “República da Poesia” resgata a trajetória do poeta Ferreira Gullar. Por meio de depoimentos recentes e materiais de arquivo, o episódio dirigido por Wagner Moralez joga luz na sua intensa e longa carreira de obras marcadas principalmente pelas questões políticas e sociais.  “República da Poesia” é uma produção da Pacto Audiovisual sobre a trajetória de poetas brasileiros de diferentes gerações, como Solano Trindade, Antonio Cicero, Ana Cristina Cesar, entre outros.

No mesmo dia, só que às 23h, o episódio inédito da série “Palavras Permanecem”, dirigida por Renata Druck, traz o reencontro dos cineastas Gabriel Mascaro e Marcelo Gomes. A dupla compartilha as memórias afetivas que unem suas trajetórias, enquanto comentam e debatem sobre seus desafios criativos. “Eu gosto de fazer  cinema  sobre  coisas  que  eu  não  entendo,  que  eu  que  não  vivi  e , a  partir  daí, eu  quero  compreender as  coisas  que  eu  vivi  e  que  eu  entendo”, conta Marcelo Gomes.  A série documental é produzida pela bigBonsai com exclusividade para o Curta!, através de financiamento do Fundo Setorial do Audiovisual da ANCINE.

Ainda na Quinta do Pensamento, 20, às 23h30, o episódio inédito da série “O Legado da Coruja” apresenta um debate sobre a origem da palavra amnésia. Produzida pelo canal público franco-alemão Arte France e dirigida pelo cineasta francês Chris Marker, “O Legado da Coruja” apresenta a herança da Grécia Antiga na civilização ocidental. A coruja, animal que simboliza a busca por conhecimento, aparece como uma representação dessa jornada.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.