Home Top Ad

A biografia e os caminhos de um artista político e multifacetado estão em "Mário Lago" no Canal Curta!

Share:

Imagem/Divulgação Curta!
Mário Lago foi um artista de muitos talentos. Poeta desde os 15 anos, também foi ator, radialista e compositor. Entre suas composições mais famosas, estão “Ai, que saudade da Amélia” e “Atire a primeira pedra”. Advogado formado pela UFRJ, Mário Lago sempre foi orientado por ideais marxistas, que o levaram a ser preso diversas vezes, e também participou de diversas novelas da Rede Globo. No documentário “Mário Lago”, material de arquivo raro ilustra depoimentos de personalidades como Ana Paula Arósio, Lima Duarte, Mariozinho Lago, Nelson Sargento e Tony Ramos, que narram a vida e a obra desse artista. Estreia na Terça das Artes, 30, às 22h.

Durante o século XVII, o Atlântico se tornou campo de batalha da guerra açucareira. Para satisfazer os desejos de consumo, os reinos europeus, que disputavam o Caribe para cultivo de açúcar, abriram novas rotas de escravidão entre a África e as ilhas do Novo Mundo. A partir do investimento de bancos e seguradoras, ocorre a industrialização dos métodos escravistas, que eleva o número de negros deportados a 7 milhões. Um número, até então, sem precedentes. O episódio inédito da série “Rotas da Escravidão”, exibida exclusivamente pelo Curta!, acompanha esse período de 1620 a 1789. Episódio inédito na Sexta da Sociedade, 2, às 22h35.





Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.