Home Top Ad

Na TV Brasil, Trilha de Letras discute o papel do tradutor

Share:

Imagem/Divulgação TV Brasil
Tradução e o papel do tradutor, que transporta o leitor para os diferentes universos de um mesmo texto literário. Este é o tema do Trilha de Letras, que vai ao ar amanhã, dia 23, às 21h15, na TV Brasil. Para conversar sobre o assunto, o apresentador Raphael Montes bate-papo com Paulo Fernando Henriques Britto, que é poeta, contista, professor e tradutor. Paulo traduziu diversas obras importantes, tendo passado do inglês para o português cerca de 80 livros, entre os quais se destacam “O Som e a Fúria”, do americano William Faulkner (1897 - 1962), e “Beppo”, do inglês Lord Byron (1788 - 1824).

Formado em português e inglês no curso de Letras da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ), onde dá aula, Paulo Henriques estreou como poeta em 1982, com o livro “Liturgia da Matéria”. Poeta que discute a contenção de versos e emoções, Paulo recebeu os prêmios Alphonsus de Guimaraens, por seu “Trovar claro” (1997), e Portugal Telecom (atual Oceanos) por “Macau” (2004).

No Trilha de Letras, Paulo Henriques fala sobre seu mais novo livro:  “Nenhum mistério”. Na epígrafe da obra, versos de Emily Dickinson, em tradução do próprio autor: “Não tivesse eu visto o Sol/ Sofrível a sombra seria/ Mas a Luz fez de meu Deserto/ Terra ainda mais baldia”. Na conversa com Raphael Montes, Paulo fala ainda sobre os procedimentos de elaboração de “Nenhum mistério”, sobre sua poética e sobre poesia em geral.





Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.